Loading...
Sala de Descompressão 2017-06-05T21:20:00+00:00
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cidade pequena é um perigo

21/08/2012
EU TE CONHEÇO!
Num julgamento em Vassouras (RJ), o Promotor de Justiça chama sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada.
Para começar a construir uma linha de argumentação, o Promotor pergunta à velhinha:
-Dona Genoveva, a senhora me conhece, sabe quem sou eu e o que faço?
– Claro que eu o conheço, Marcos! Eu o conheci bebê. Só chorava, e francamente, você me decepcionou.. Você mente, você trai sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas.. Você acha que é influente e respeitado na Cidade, quando na realidade você é apenas um coitado. Nem sabe que a filha esta grávida, e pelo que sei, nem ela sabe quem é o pai. Ah, se eu o conheço! Claro que conheço!
O Promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava ouvindo. Ele fica mudo, olhando para o Juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à velhinha:
– E o advogado de defesa, a senhora o conhece?
A velhinha responde imediatamente:
– O Robertinho? É Claro que eu o conheço!
Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele, pois sempre que o pai dele saia, a mãe ia pra algum outro compromisso. E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os 4 processos em que atuou. Além de ser traído pela mulher com o mecânico… com o mecânico!!!
Neste momento, o Juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala baixinho aos dois:
‘Se algum de vocês perguntar a esta velha, filha da puta, se ela me conhece, vai sair desta sala preso….. Fui claro???

A rica gramática da língua espanhola

21/08/2012
SOBRENOMES ESPANHÓIS TERMINADOS EM “EZ”
O sufixo “EZ” ao final dos sobrenomes espanhóis, provém de uma raiz hebraica sefardita e tem a conotação de “Filho de…”
Por exemplo, Lopez > “Filho de Lope”.
Desta forma:
Álvarez significa “Filho de Álvaro”
Rodríguez “Filho de Rodrigo”
González “Filho de Gonzalo”
Martínez “Filho de Martín”
Hernández “Filho de Hernan”
Benitez “Filho de Benito”
Só existem duas exceções gramaticais a esta regra:
Hugo ChávEZ,
e
Evo MoralEZ:
Estes são “Filhos da P**” mesmo…

Isto que é atendimento personalizado

09/01/2012
O cara comprava tantas, tantas e tantas flores, chocolate, cartões, vinho, jóias. Estava gastando tanto, tanta, tanto que um dia a Central de Atendimento ao Cliente do MasterCard ligou e perguntou:
-“E aí, comeu?”

Pedido da Amante

09/01/2012
Jorge está no motel com a amante, curtindo o pós-amor, quando ela  resolve interromper o silêncio
– Jorge, por que você não corta essa barba?
– Ah… se dependesse só de mim… Você sabe que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba… ela me ama assim !
– Ora, querido – insiste a amante – Faça isso por mim, por favor…
– Não sei não, querida…. sabe, minha mulher me ama muito, não tenho coragem de decepcioná-la…
– Mas você sabe que eu também te amo muito…. pense no caso, por favor…
O sujeito continua dizendo que não dá, até que não resiste às súplicas da amante e resolve atender ao pedido
Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega em casa a esposa já está dormindo.
Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto lisinho e com a sua voz sonolenta diz:
 – Ricardo!!! você ainda está aqui? O barbudinho já está pra chegar!!!

Significado da palavra “Anfitrião”

09/01/2012
Na mitologia grega, Anfitrião era marido de Alcmena, a mãe de Hércules.
Enquanto Anfitrião estava na guerra de Tebas, Zeus tomou a sua forma para deitar-se com Alcmena, e Hermes tomou a forma de seu escravo, Sósia, para montar guarda no portão.
Com a gravidez de Alcmena, uma grande confusão foi criada, pois evidentemente, Anfitrião duvidou da fidelidade da esposa.
No fim, tudo foi esclarecido por Zeus e Anfitrião ficou contente por ser marido de uma mulher escolhida do deus.
Daquela noite de amor nasceu o semideus Hércules. A partir daí, o termo anfitrião passou a ter o sentido de “aquele que recebe em casa”. ( ó ceus !!)
Portanto, ANFITRIÃO é sinônimo de CORNO MANSO e FELIZ!
RESUMINDO:
QUANDO DISSEREM QUE VOCÊ É UM BOM ANFITRIÃO FIQUE DE ORELHA EM PÉ.
Cultura demais é uma droga!!!

Grandes frases ditas por jogadores de futebol

09/01/2012
‘Chegarei de surpresa dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG.’
(Mengálvio, ex-meia do Santos, em telegrama à família quando em excursão à Europa)
‘Tanto na minha vida futebolística quanto com a minha vida ser humana.’
(Nunes, ex-atacante do Flamengo, em uma entrevista antes do jogo de despedida do Zico)
‘Que interessante, aqui no Japão só tem carro importado.’
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)
‘As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.’
(Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo)
‘Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja.’
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)
‘O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue Bom.’
(Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)
‘A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto.’
(Jogador Fabão, assim que chegou no Flamengo)
‘Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui fondo, fui fondo e chutei pro gol.’
(Jardel, ex- jogador do  Grêmio, ao relatar ao repórter o gol que tinha feito)
‘A bola ia indo, indo, indo… e iu!’
(Nunes, jogador do Flamengo da década de 80)
‘Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu.’
(Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72)
‘Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.’
(Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo)
‘No México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.’
(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos)
‘Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.’
(Jardel, ex-atacante do  Grêmio e da Seleção)
‘O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correta, deu um passo a frente…’
(João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)
‘Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar.’
(Zanata, baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo baiano)
‘Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático.’
(Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians)
‘O difícil, como vocês sabem, não é fácil.’
(Vicente Matheus) Corinthians
‘Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.’
(Vicente Matheus) Corinthians
‘O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável.’
(Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses) Corinthians

Para relaxar

09/01/2012
Entra um senhor desesperado na farmácia e grita:
– Rápido, me dê algo para a diarréia! Urgente!
O dono da farmácia, que era novo no negócio, fica muito nervoso e lhe dá o remédio errado: um remédio para acalmar os nervos. O senhor, com muita pressa pega o remédio e vai embora.
Horas depois, chega novamente o senhor que estava com diarréia, e o farmacêutico lhe diz:
– Mil desculpas senhor. Creio que por engano lhe dei um medicamento para os nervos, ao invés de algum remédio contra a diarréia. Como o senhor está se sentindo?
O senhor responde:
– Cagado… mas tô tranqüilo.
MORAL da História:
‘POR MAIS DESESPERADORA QUE SEJA A SITUAÇÃO,  SE ESTIVER CALMO,  AS COISAS SÃO VISTAS DE OUTRA MANEIRA!’

Cuidado ao encontrar em velho amigo de escola

09/01/2012
Outro dia estava no mercado quando vi no final do corredor um amigo da época da escola, que não encontrava há séculos. Feliz com o reencontro me aproximei já falando alto:
– Oswaldo, sua bichona! Quanto tempo!!!!
E fui com a mão estendida para cumprimentá-lo. Percebi que o Oswaldo me reconheceu, mas antes mesmo que pudesse chegar perto dele só vi o meu braço sendo algemado.
– Você vai pra delegacia!   Disse o policial que costuma frequentar o mercado.
Eu sem entender nada perguntei:
– Mas o que que eu fiz?
– HOMOFOBIA! Bichona é pejorativo, o correto seria chamá-lo de grande homossexual.
Nessa hora antes mesmo de eu me defender o Oswaldo interferiu tentando argumentar:
– Que isso doutor, o quatro-olhos aí é meu amigo antigo de escola, a gente se chama assim na camaradagem mesmo!!
– Ah, então você estudou vários anos com ele e sempre se trataram assim?
– Isso doutor, é coisa de criança!
E nessa hora o policial já emendou a outra ponta da algema no Oswaldo:
– Então você tá detido também.
Aí foi minha vez de intervir:
– Mas meu Deus, o que foi que ele fez?
– BULLYING! Te chamando de quatro-olhos por vários anos durante a escola.
Oswaldo então se desesperou:
– Que isso seu policial! A gente é amigo de infância! Tem amigo que eu não perdi o contato até hoje. Vim aqui comprar umas carnes prum churrasco com outro camarada que pode confirmar tudo!
E nessa hora eu vi o Jairzinho Pé-de-pato chegando perto da gente com 2 quilos de alcatra na mão. Eu já vendo o circo armado nem mencionei o Pé-de-pato pra não piorar as coisas, mas ele sem entender nada ao ver o Oswaldo algemado já chegou falando:
– Que porra é essa negão, que que tu aprontou aí?
E aí não teve jeito, fomos os três parar na delegacia e hoje estamos respondendo processo por HOMOFOBIA, BULLYING e RACISMO.
*Moral da história: Nos dias de hoje é um perigo encontrar velhos amigos!**

Então agora explica pro Gorila

09/01/2012
Um casal está no zoológico e passa pela jaula do gorila macho.
A mulher explica ao marido:
 – Raimundo, sabia que os gorilas são os animais mais parecidos com o ser humano relativamente ao seu comportamento? Olha só, vou mostrar um seio meu e aposto que vai se excitar como um homem.
 Maria mostra o seio e o gorila começa a ficar excitado e a mover as barras da jaula.
 – Viu? – diz a mulher – os homens são iguaizinhos a eles, não conseguem controlar os seus instintos animais.
 E Raimundo diz-lhe:
 – Agora lhe mostra os dois seios, para ver o que acontece.
 A mulher levanta a blusa e mostra-lhe os dois seios, e o gorila fica ainda mais excitado e desesperado por sair.
 Raimundo diz:
 – Incrível, agora desce as calças e mostra a bunda, só para ver o que se acontece!
 A mulher abaixa a calça, e o gorila, completamente excitado, arrebenta as barras da jaula, sai e agarra a mulher.
 – Raimundo me ajuda!
 E Raimundo fala:
 – Agora, explica pra ele:
 Que hoje não está com vontade..
 Que está com dor de cabeça…
 Que está cansada…
 Que está com dor de garganta..
 Que trabalhou demais…
 Que tão depressa nãooooo…
 Que te entenda como mulher…
 Que está deprimida…
 Que está menstruada…
 Que está enjoada…
 Que só quer que te abrace…
 Que está nervosa…
 Que tem que ACordar muito cedo…
 Que hoje acordou muito cedo…
 Que andou muito hoje…
 Que está super carente e Só quer carinho…
 Que está muito tensa e só quer massagens de relaxamento…
 Que está com vontade de ver TV..
 Que não quer perder a novela…
 – Se ele é parecido comigo… vai Entender!!!

Robô

09/01/2012
O pai compra um robô detector de mentiras que dá tapas nas pessoas quando mentem. Decide testá-lo no jantar.
(pai) – Filho, onde esteve hoje?
(filho) – Na escola, pai.
O robô dá um tapa no filho.
(filho) – Ok, vi um DVD na casa do Zé!
(pai) – Que DVD?
(filho) – Toy Story.
O robô dá outro tapa no filho.
(filho) – Ok, era pornô (Choraminga o filho).
(pai) – O quê? Quando tinha a tua idade nem sabia o que era filme pornô!
O robô dá um tapa no pai.
A mãe ri…
(mãe) – Ahahaha! Ele é mesmo teu filho.
O robô dá um tapa na mãe!
SILÊNCIO TOTAL


Alunos Inteligentes

09/01/2012
Professor: O que devo fazer para repartir 11 batatas por 7 pessoas?
Aluno: Purê de batata, senhor professor!
——————————————————————————————————-
Professor:- Joaquim, diga o presente do indicativo do verbo caminhar.
Aluno:- Eu caminho… tu caminhas… ele caminha…
Professor:- Mais depressa!
Aluno:- Nós corremos, vós correis, eles correm!
——————————————————————————————————-
Professor: Quantos corações nós temos?
Aluno: Dois, senhor professor.
Professor: Dois!?
Aluno: Sim, o meu e o seu!
——————————————————————————————————-
Dois alunos chegam tarde à escola e justificam-se:
– O 1º Aluno diz: Acordei tarde, senhor professor! Sonhei que fui à Polinésia e a viagem demorou muito.
– O 2º Aluno diz: E eu fui esperá-lo no aeroporto!
——————————————————————————————————-
Professor: Pode dizer-me o nome de cinco coisas que contenham leite?
Aluno: Sim, senhor professor. Um queijo e quatro vacas..
——————————————————————————————————-
Um aluno de Direito a fazer um exame oral: O que é uma fraude?
Responde o aluno: É o que o Sr. Professor está a fazer.
O professor muito indignado: Ora essa, explique-se…
Diz o aluno:Segundo o Código Penal comete fraude todo aquele que se aproveita da ignorância do outro para o prejudicar!
——————————————————————————————————-
PROFESSORA: Maria, aponte no mapa onde fica a América do Norte..
MARIA: Aqui está.
PROFESSORA: Correto. Agora turma, quem descobriu a América?
TURMA: A Maria.
——————————————————————————————————-
PROFESSORA: Joãozinho, me diga sinceramente, você ora antes de cada refeição?
Joãozinho: Não professora, não preciso… A minha mãe é uma boa cozinheira.
——————————————————————————————————-
PROFESSORA: Artur, a tua redação “O Meu Cão” é exatamente igual à do seu irmão. Você copiou?
ARTUR: Não, professora. O cão é que é o mesmo.
——————————————————————————————————-
PROFESSOR: Bruno, que nome se dá a uma pessoa que continua a falar, mesmo quando os outros não estão interessados?
BRUNO: Professor.


Aconteceu numa casa de tolerância

09/01/2012
A Madame abriu a porta da casa de tolerancia e se deparou um homem alto de pele morena.
– No que posso ajudá-lo? – perguntou a Madame.
– Gostaria de ver a Natalie – disse o homem.
– Senhor, Natalie é uma de nossas meninas mais caras… O senhor não quer ver outra de nossas garotas?
– Não, eu quero a Natalie – disse ele.
Minutos depois, apareceu Natalie para explicar ao homem que ela iria cobrar R$1.500,00 pela visita.
Sem pestanejar, o homem mete a mão no bolso e tira um maço de quinze notas de R$100,00 e entrega à moça.
Então, os dois subiram para um dos quartos e depois de uma hora o senhor saiu muito tranquilo e feliz.
Na noite seguinte, o mesmo senhor apareceu de novo querendo ver Natalie. Natalie então disse que era muito raro para qualquer visita duas noites seguidas e que nem iria pensar em desconto.
Novamente o homem enfiou a mão no bolso e tirou outras quinze notas de R$100,00 e, na companhia de Natalie, subiu para um dos quartos e depois de uma hora ele se foi. Quando apareceu pela terceira noite seguida, ninguém podia acreditar.
Novamente entregou R$1.500,00 a Natalie e foram os dois para um dos quartos, para mais uma hora.
Quando terminaram, não se contendo de curiosidade, Natalie comentou com o homem:
– Ninguém nunca requisitou meus serviços por três noites seguidas.
– De onde você é?
– De Sorocaba – respondeu o homem.
– É sério? – disse ela – Minha família é de lá.
– Eu sei – disse o homem – Seu pai faleceu e sou o advogado de suas irmãs. Elas me pediram que lhe entregasse sua parte da herança, R$ 4.500,00…
Moral  da história:
Há três coisas no Mundo que não têm pena da gente:
a morte, a Receita Federal e um advogado…


Religião não se discute

11/10/2011
Num banquete, botaram um padre sentado ao lado de um rabino.
O padre, querendo gozar o rabino, enche o prato com pedaços de um suculento leitão e depois oferece para o ‘colega’.
O rabino recusa, dizendo:
– Muito obrigado, mas… não sabe que a minha religião não permite a carne de porco?
– Noooossa! Que religião esquisita! Comer leitão é uma delííícia! – Comenta o padre com ironia.
Na hora da despedida, o rabino chega e diz para o padre:
– Mande minhas recomendações a sua mulher!
E o padre, horrorizado:
– Minha mulher? Não sabe que a minha religião não permite casamento de sacerdotes?
– Noooossa! Que religião esquisita! Comer mulher é uma delííícia!!!… Mas se você prefere leitão…

A Amante

11/10/2011
Um casal está jantando num exclusivíssimo restaurante, quando entra uma loura estonteante que, se aproximando da mesa, dá um beijo no marido e lhe diz:
– Depois a gente se vê, ok ?
E vai embora.
A esposa olha para o marido com olhos esbugalhados e diz:
– Tu podes me explicar quem diabos é essa?
– É a minha amante…, responde o marido calmamente.
– Ah, não! Essa é a gota que transbordou o copo! Quero o divórcio já! Vou contratar o melhor advogado e não vou parar até te destruir.
– Te entendo, querida – diz o esposo com total tranqüilidade – mas leva em conta que se nos divorciarmos não haverá mais nada para ti: nem viagens à Cortina D’Ampezzo, nem cruzeiros pelo Caribe, nem um BMW novo a cada ano na garagem, nem restaurantes exclusivos… e tu vais ter que sair da mansão de 26 cômodos que tanto esfregas na cara das tuas amigas, porque eu vou te comprar uma casa bonita, mas muito menor. Isso sem mencionar que se pensas contratar um advogado tão bom, os honorários vão te comer a metade do pouco que consigas tirar de mim porque, tu bem sabes, eu não sou bobo e advogados “feras” é o que mais tenho nas minhas várias empresas. Mas, enfim, a decisão é tua…
Nesse momento, entra no restaurante um amigo do casal acompanhado por uma morena deslumbrante.
– Quem é aquela atirada que está com o Sérgio? Pergunta a esposa.
– É a amante dele.
– Ah!!!
– A nossa é bem mais bonita, né amor?

Tolerância Zero

11/10/2011
PIOR É QUE A GENTE PERGUNTA ASSIM MESMO…
1.Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
– Você tá dormindo?
– Não, to treinando pra morrer!
2. Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
– Ta com defeito?
– Não, é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.
3. Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
– Vai sair nessa chuva?
– Não, vou sair na próxima.
4. Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
– Acordou?
– Não… Sou sonâmbulo!
5. Seu amigo liga para sua casa e pergunta:
– Onde você está?
– No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!
6. Você acaba de tomar banho e alguém pergunta: (BOA)
– Você tomou banho?
– Não, mergulhei no vaso sanitário!
7. Você tá na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta: (ÓTIMA)
– Vai subir?
– Não, não, to esperando meu apartamento descer pra me pegar.
8. O homem chega à casa da namorada com um enorme buquê de flores. Até que ela diz:
– Flores?
– Não! São cenouras.
9. Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta:
– Tem gente?
– Não! É o cocô que está falando!
10. Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar: (MUITO BOA)
-Em dinheiro? ?
– Não, me dá tudo em clipes!

Jantar de Confraternização de Amigos

11/10/2011
Um grupo de amigos de 50 anos discutia para escolher o restaurante onde iriam jantar. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante Tropical, porque as GARÇONETES usavam minissaias e blusas muito decotadas.
10 anos mais tarde, aos 60 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante. Decidiram-se pelo Restaurante Tropical, porque a comida era muito boa e havia uma excelente carta de vinhos…
10 anos mais tarde, aos 70 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante. Decidiram-se pelo Restaurante Tropical, porque lá havia uma rampa para cadeiras de rodas e até um pequeno elevador…
10 anos mais tarde, aos 80 anos, o grupo reuniu-se novamente e mais uma vez discutiram para escolher o restaurante. Finalmente decidiram-se pelo Restaurante Tropical. Todos acharam que era uma grande idéia porque nunca tinham ido lá…
TA RINDO, NÉ ???! Tua vez vai chegar…

Planejamento estratégico

29/09/2011
*NO CONFESSIONÁRIO, CHEGA O PEQUENINO JOÃOZINHO E CONFESSA:*
– Padre, eu pequei. Fui seduzido por uma mulher casada que se diz séria.
– És tu, Joãozinho?
– Sou, Sr. Padre, sou eu.
– E com quem estivestes tu?
– Padre, eu já disse o meu pecado… Ela que confesse o dela.
– Olha, mais cedo ou mais tarde eu vou saber, assim é melhor que me digas
agora!….
Foi a Isabel Fonseca? Perguntou o padre.
– Os meus lábios estão selados, disse Joãozinho.
– A Maria Gomes?
– Por mim, jamais o saberá…
– Ah! A Maria José?
– Não direi nunca!!!
– A Rosa do Carmo?
– Padre, não insista!!!
– Então foi a Catarina da pastelaria, não?
– Padre, isto não faz sentido.
O Padre rói as unhas desesperado e diz-lhe então:
– És um cabeça dura, Joãozinho, mas no fundo do coração admiro a tua
reserva.
Vai rezar vinte Pais-Nossos e dez Ave-Marias… Vai com
Deus, meu filho…
Joãozinho sai do confessionário e vai para os bancos da igreja.
O seu amigo Maneco desliza para junto dele e sussurra-lhe:
– E então? Conseguiu a lista?
– Consegui. Tenho cinco nomes de mulheres casadas que dão para todo mundo.
Moral da história (aprenda): *
O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, COMEÇA COM A ANÁLISE DO MERCADO!*

Nomes perfeitos para as respectivas atividades

29/09/2011
Ana Lisa
Psicanalista
P. Lúcia
Fabricante de Bichinhos
Pinto Souto
Fabricante de Cuecas
Marcos Dias
Fabricante de Calendário
Olavo Pires
Balconista de Lanchonete
Décio Machado
Lenhador
H. Lopes
Professor de Hipismo
Oscar Romeu
Dono de Concessionária
Hélvio Lino
Professor de Música
K. Godói
Médico especialista em hemorróidas
Alberta Alceu Pinto
Garota de Programa
H. Romeu Pinto
Garoto de Programa
Eudes Penteado
Cabeleireiro
Sara Vaz
Mãe de Santo
Passos Dias Aguiar
Instrutor de Auto-escola
Édson Fortes
Baterista
Sara Dores da Costa
Reumatologista
Jamil Jonas Costa
Urologista
Iná Lemos
Pneumologista
Ester Elisa
Enfermeira
Ema Thomas
Traumatologista
Malta Aquino Pinto
Médico especialista em doenças venéreas
Inácio Filho
Obstetra
Oscar A. Melo
Confeiteiro

CEM ERROS MAIS COMUNS DE NOSSO IDIOMA

26/06/2011
1 – “Mal cheiro”, “mau-humorado”. Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mau humor, mal-intencionado, mau jeito, mal-estar.
2 – “Fazem” cinco anos. Fazer, quando exprime tempo, é impessoal: Faz cinco anos. / Fazia dois séculos. / Fez 15 dias.
3 – “Houveram” muitos acidentes. Haver, como existir, também é invariável:
Houve muitos acidentes. / Havia muitas pessoas. / Deve haver muitos casos iguais.
4 – “Existe” muitas esperanças. Existir, bastar, faltar, restar e sobrar admitem normalmente o plural: Existem muitas esperanças. / Bastariam dois dias. / Faltavam poucas peças. / Restaram alguns objetos. / Sobravam idéias.
5 – Para “mim” fazer. Mim não faz, porque não pode ser sujeito. Assim: Para eu fazer, para eu dizer, para eu trazer.
6 – Entre “eu” e você. Depois de preposição, usa-se mim ou ti: Entre mim e você. / Entre eles e ti.
7 – “Há” dez anos “atrás”. Há e atrás indicam passado na frase. Use apenas há dez anos ou dez anos atrás.
8 – “Entrar dentro”. O certo: entrar em. Veja outras redundâncias: Sair fora ou para fora, elo de ligação, monopólio exclusivo, já não há mais, ganhar grátis, viúva do falecido.
9 – “Venda à prazo”. Não existe crase antes de palavra masculina, a menos que esteja subentendida a palavra moda: Salto à (moda de) Luís XV. Nos demais casos: A salvo, a bordo, a pé, a esmo, a cavalo, a caráter.
10 – “Porque” você foi? Sempre que estiver clara ou implícita a palavra razão, use por que separado: Por que (razão) você foi? / Não sei por que
(razão) ele faltou. / Explique por que razão você se atrasou. Porque é usado nas respostas: Ele se atrasou porque o trânsito estava congestionado.
11 – Vai assistir “o” jogo hoje. Assistir como presenciar exige a: Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou (desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo. / Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / Visava aos estudantes.
12 – Preferia ir “do que” ficar. Prefere-se sempre uma coisa a outra:
Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer sem glória.
13 – O resultado do jogo, não o abateu. Não se separa com vírgula o sujeito do predicado. Assim: O resultado do jogo não o abateu. Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. Não existe o sinal entre o predicado e o
complemento: O prefeito prometeu novas denúncias.
14 – Não há regra sem “excessão”. O certo é exceção. Veja outras grafias erradas e, entre parênteses, a forma correta: “paralizar” (paralisar), “beneficiente” (beneficente), “xuxu” (chuchu), “previlégio” (privilégio), “vultuoso” (vultoso), “cincoenta” (cinqüenta), “zuar” (zoar), “frustado”
(frustrado), “calcáreo” (calcário), “advinhar” (adivinhar), “benvindo”
(bem-vindo), “ascenção” (ascensão), “pixar” (pichar), “impecilho”
(empecilho), “envólucro” (invólucro).
15 – Quebrou “o” óculos. Concordância no plural: os óculos, meus óculos. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.
16 – Comprei “ele” para você. Eu, tu, ele, nós, vós e eles não podem ser objeto direto. Assim: Comprei-o para você. Também: Deixe-os sair, mandou-nos entrar, viu-a, mandou-me.
17 – Nunca “lhe” vi. Lhe substitui a ele, a eles, a você e a vocês e por isso não pode ser usado com objeto direto: Nunca o vi. / Não o convidei. / A mulher o deixou. / Ela o ama.
18 – “Aluga-se” casas. O verbo concorda com o sujeito: Alugam-se casas. / Fazem-se consertos. / É assim que se evitam acidentes. / Compram-se terrenos. / Procuram-se empregados.
19 – “Tratam-se” de. O verbo seguido de preposição não varia nesses casos:
Trata-se dos melhores profissionais. / Precisa-se de empregados. / Apela-se para todos. / Conta-se com os amigos.
20 – Chegou “em” São Paulo. Verbos de movimento exigem a, e não em: Chegou a São Paulo. / Vai amanhã ao cinema. / Levou os filhos ao circo.
21 – Atraso implicará “em” punição. Implicar é direto no sentido de acarretar, pressupor: Atraso implicará punição. / Promoção implica responsabilidade.
22 – Vive “às custas” do pai. O certo: Vive à custa do pai. Use também em via de, e não “em vias de”: Espécie em via de extinção. / Trabalho em via de conclusão.
23 – Todos somos “cidadões”. O plural de cidadão é cidadãos. Veja outros:
caracteres (de caráter), juniores, seniores, escrivães, tabeliães, gângsteres.
24 – O ingresso é “gratuíto”. A pronúncia correta é gratúito, assim como circúito, intúito e fortúito (o acento não existe e só indica a letra tônica). Da mesma forma: flúido, condôr, recórde, aváro, ibéro, pólipo.
25 – A última “seção” de cinema. Seção significa divisão, repartição, e sessão equivale a tempo de uma reunião, função: Seção Eleitoral, Seção de Esportes, seção de brinquedos; sessão de cinema, sessão de pancadas, sessão do Congresso.
26 – Vendeu “uma” grama de ouro. Grama, peso, é palavra masculina: um grama de ouro, vitamina C de dois gramas. Femininas, por exemplo, são a agravante, a atenuante, a alface, a cal, etc.
27 – “Porisso”. Duas palavras, por isso, como de repente e a partir de.
28 – Não viu “qualquer” risco. É nenhum, e não “qualquer”, que se emprega depois de negativas: Não viu nenhum risco. / Ninguém lhe fez nenhum reparo.
/ Nunca promoveu nenhuma confusão.
29 – A feira “inicia” amanhã. Alguma coisa se inicia, se inaugura: A feira inicia-se (inaugura-se) amanhã.
30 – Soube que os homens “feriram-se”. O que atrai o pronome: Soube que os homens se feriram. / A festa que se realizou… O mesmo ocorre com as negativas, as conjunções subordinativas e os advérbios: Não lhe diga nada. / Nenhum dos presentes se pronunciou. / Quando se falava no assunto… / Como as pessoas lhe haviam dito… / Aqui se faz, aqui se paga. / Depois o procuro.
31 – O peixe tem muito “espinho”. Peixe tem espinha. Veja outras confusões desse tipo: O “fuzil” (fusível) queimou. / Casa “germinada” (geminada), “ciclo” (círculo) vicioso, “cabeçário” (cabeçalho).
32 – Não sabiam “aonde” ele estava. O certo: Não sabiam onde ele estava.
Aonde se usa com verbos de movimento, apenas: Não sei aonde ele quer chegar.
/ Aonde vamos?
33 – “Obrigado”, disse a moça. Obrigado concorda com a pessoa: “Obrigada”, disse a moça. / Obrigado pela atenção. / Muito obrigados por tudo.
34 – O governo “interviu”. Intervir conjuga-se como vir. Assim: O governo interveio. Da mesma forma: intervinha, intervim, interviemos, intervieram.
Outros verbos derivados: entretinha, mantivesse, reteve, pressupusesse, predisse, conviesse, perfizera, entrevimos, condisser, etc.
35 – Ela era “meia” louca. Meio, advérbio, não varia: meio louca, meio esperta, meio amiga.
36 – “Fica” você comigo. Fica é imperativo do pronome tu. Para a 3.ª pessoa, o certo é fique: Fique você comigo. / Venha pra Caixa você também. / Chegue aqui.
37 – A questão não tem nada “haver” com você. A questão, na verdade, não tem nada a ver ou nada que ver. Da mesma forma: Tem tudo a ver com você.
38 – A corrida custa 5 “real”. A moeda tem plural, e regular: A corrida custa 5 reais.
39 – Vou “emprestar” dele. Emprestar é ceder, e não tomar por empréstimo:
Vou pegar o livro emprestado. Ou: Vou emprestar o livro (ceder) ao meu irmão. Repare nesta concordância: Pediu emprestadas duas malas.
40 – Foi “taxado” de ladrão. Tachar é que significa acusar de: Foi tachado de ladrão. / Foi tachado de leviano.
41 – Ele foi um dos que “chegou” antes. Um dos que faz a concordância no
plural: Ele foi um dos que chegaram antes (dos que chegaram antes, ele foi um). / Era um dos que sempre vibravam com a vitória.
42 – “Cerca de 18” pessoas o saudaram. Cerca de indica arredondamento e não pode aparecer com números exatos: Cerca de 20 pessoas o saudaram.
43 – Ministro nega que “é” negligente. Negar que introduz subjuntivo, assim como embora e talvez: Ministro nega que seja negligente. / O jogador negou que tivesse cometido a falta. / Ele talvez o convide para a festa. / Embora tente negar, vai deixar a empresa.
44 – Tinha “chego” atrasado. “Chego” não existe. O certo: Tinha chegado atrasado.
45 – Tons “pastéis” predominam. Nome de cor, quando expresso por substantivo, não varia: Tons pastel, blusas rosa, gravatas cinza, camisas creme. No caso de adjetivo, o plural é o normal: Ternos azuis, canetas pretas, fitas amarelas.
46 – Lute pelo “meio-ambiente”. Meio ambiente não tem hífen, nem hora extra, ponto de vista, mala direta, pronta entrega, etc. O sinal aparece, porém, em mão-de-obra, matéria-prima, infra-estrutura, primeira-dama, vale-refeição, meio-de-campo, etc.
47 – Queria namorar “com” o colega. O com não existe: Queria namorar o colega.
48 – O processo deu entrada “junto ao” STF. Processo dá entrada no STF.
Igualmente: O jogador foi contratado do (e não “junto ao”) Guarani. / Cresceu muito o prestígio do jornal entre os (e não “junto aos”) leitores. / Era grande a sua dívida com o (e não “junto ao”) banco. / A reclamação foi apresentada ao (e não “junto ao”) Procon.
49 – As pessoas “esperavam-o”. Quando o verbo termina em m, ão ou õe, os pronomes o, a, os e as tomam a forma no, na, nos e nas: As pessoas esperavam-no. / Dão-nos, convidam-na, põe-nos, impõem-nos.
50 – Vocês “fariam-lhe” um favor? Não se usa pronome átono (me, te, se, lhe, nos, vos, lhes) depois de futuro do presente, futuro do pretérito (antigo
condicional) ou particípio. Assim: Vocês lhe fariam (ou far-lhe-iam) um favor? / Ele se imporá pelos conhecimentos (e nunca “imporá-se”). / Os amigos nos darão (e não “darão-nos”) um presente. / Tendo-me formado (e nunca tendo “formado-me”).
51 – Chegou “a” duas horas e partirá daqui “há” cinco minutos. Há indica passado e equivale a faz, enquanto a exprime distância ou tempo futuro (não pode ser substituído por faz): Chegou há (faz) duas horas e partirá daqui a (tempo futuro) cinco minutos. / O atirador estava a (distância) pouco menos de 12 metros. / Ele partiu há (faz) pouco menos de dez dias.
52 – Blusa “em” seda. Usa-se de, e não em, para definir o material de que alguma coisa é feita: Blusa de seda, casa de alvenaria, medalha de prata, estátua de madeira.
53 – A artista “deu à luz a” gêmeos. A expressão é dar à luz, apenas: A artista deu à luz quíntuplos. Também é errado dizer: Deu “a luz a” gêmeos.
54 – Estávamos “em” quatro à mesa. O em não existe: Estávamos quatro à mesa.
/ Éramos seis. / Ficamos cinco na sala.
55 – Sentou “na” mesa para comer. Sentar-se (ou sentar) em é sentar-se em cima de. Veja o certo: Sentou-se à mesa para comer. / Sentou ao piano, à máquina, ao computador.
56 – Ficou contente “por causa que” ninguém se feriu. Embora popular, a locução não existe. Use porque: Ficou contente porque ninguém se feriu.
57 – O time empatou “em” 2 a 2. A preposição é por: O time empatou por 2 a 2. Repare que ele ganha por e perde por. Da mesma forma: empate por.
58 – À medida “em” que a epidemia se espalhava… O certo é: À medida que a epidemia se espalhava… Existe ainda na medida em que (tendo em vista que):
É preciso cumprir as leis, na medida em que elas existem.
59 – Não queria que “receiassem” a sua companhia. O i não existe: Não queria que receassem a sua companhia. Da mesma forma: passeemos, enfearam, ceaste, receeis (só existe i quando o acento cai no e que precede a terminação ear:
receiem, passeias, enfeiam).
60 – Eles “tem” razão. No plural, têm é assim, com acento. Tem é a forma do singular. O mesmo ocorre com vem e vêm e põe e põem: Ele tem, eles têm; ele vem, eles vêm; ele põe, eles põem.
61 – A moça estava ali “há” muito tempo. Haver concorda com estava.
Portanto: A moça estava ali havia (fazia) muito tempo. / Ele doara sangue ao filho havia (fazia) poucos meses. / Estava sem dormir havia (fazia) três meses. (O havia se impõe quando o verbo está no imperfeito e no mais-que-perfeito do indicativo.)
62 – Não “se o” diz. É errado juntar o se com os pronomes o, a, os e as.
Assim, nunca use: Fazendo-se-os, não se o diz (não se diz isso), vê-se-a, etc.
63 – Acordos “políticos-partidários”. Nos adjetivos compostos, só o último elemento varia: acordos político-partidários. Outros exemplos: Bandeiras verde-amarelas, medidas econômico-financeiras, partidos social-democratas.
64 – Fique “tranquilo”. O u pronunciável depois de q e g e antes de e e i exige trema: Tranqüilo, conseqüência, lingüiça, agüentar, Birigüi.
65 – Andou por “todo” país. Todo o (ou a) é que significa inteiro: Andou por todo o país (pelo país inteiro). / Toda a tripulação (a tripulação inteira) foi demitida. Sem o, todo quer dizer cada, qualquer: Todo homem (cada homem) é mortal. / Toda nação (qualquer nação) tem inimigos.
66 – “Todos” amigos o elogiavam. No plural, todos exige os: Todos os amigos o elogiavam. / Era difícil apontar todas as contradições do texto.
67 – Favoreceu “ao” time da casa. Favorecer, nesse sentido, rejeita a:
Favoreceu o time da casa. / A decisão favoreceu os jogadores.
68 – Ela “mesmo” arrumou a sala. Mesmo, quanto equivale a próprio, é
variável: Ela mesma (própria) arrumou a sala. / As vítimas mesmas recorreram à polícia.
69 – Chamei-o e “o mesmo” não atendeu. Não se pode empregar o mesmo no lugar de pronome ou substantivo: Chamei-o e ele não atendeu. / Os funcionários públicos reuniram-se hoje: amanhã o país conhecerá a decisão dos servidores (e não “dos mesmos”).
70 – Vou sair “essa” noite. É este que desiga o tempo no qual se está ou objeto próximo: Esta noite, esta semana (a semana em que se está), este dia, este jornal (o jornal que estou lendo), este século (o século 21).
71 – A temperatura chegou a 0 “graus”. Zero indica singular sempre: Zero grau, zero-quilômetro, zero hora.
72 – A promoção veio “de encontro aos” seus desejos. Ao encontro de é que expressa uma situação favorável: A promoção veio ao encontro dos seus desejos. De encontro a significa condição contrária: A queda do nível dos salários foi de encontro às (foi contra) expectativas da categoria.
73 – Comeu frango “ao invés de” peixe. Em vez de indica substituição: Comeu frango em vez de peixe. Ao invés de significa apenas ao contrário: Ao invés de entrar, saiu.
74 – Se eu “ver” você por aí… O certo é: Se eu vir, revir, previr. Da mesma forma: Se eu vier (de vir), convier; se eu tiver (de ter), mantiver; se ele puser (de pôr), impuser; se ele fizer (de fazer), desfizer; se nós dissermos (de dizer), predissermos.
75 – Ele “intermedia” a negociação. Mediar e intermediar conjugam-se como
odiar: Ele intermedeia (ou medeia) a negociação. Remediar, ansiar e incendiar também seguem essa norma: Remedeiam, que eles anseiem, incendeio.
76 – Ninguém se “adequa”. Não existem as formas “adequa”, “adeqüe”, etc., mas apenas aquelas em que o acento cai no a ou o: adequaram, adequou, adequasse, etc.
77 – Evite que a bomba “expluda”. Explodir só tem as pessoas em que depois do d vêm e e i: Explode, explodiram, etc. Portanto, não escreva nem fale “exploda” ou “expluda”, substituindo essas formas por rebente, por exemplo.
Precaver-se também não se conjuga em todas as pessoas. Assim, não existem as formas “precavejo”, “precavês”, “precavém”, “precavenho”, “precavenha”, “precaveja”, etc.
78 – Governo “reavê” confiança. Equivalente: Governo recupera confiança.
Reaver segue haver, mas apenas nos casos em que este tem a letra v:
Reavemos, reouve, reaverá, reouvesse. Por isso, não existem “reavejo”, “reavê”, etc.
79 – Disse o que “quiz”. Não existe z, mas apenas s, nas pessoas de querer e
pôr: Quis, quisesse, quiseram, quiséssemos; pôs, pus, pusesse, puseram, puséssemos.
80 – O homem “possue” muitos bens. O certo: O homem possui muitos bens.
Verbos em uir só têm a terminação ui: Inclui, atribui, polui. Verbos em uar é que admitem ue: Continue, recue, atue, atenue.
81 – A tese “onde”… Onde só pode ser usado para lugar: A casa onde ele mora. / Veja o jardim onde as crianças brincam. Nos demais casos, use em
que: A tese em que ele defende essa idéia. / O livro em que… / A faixa em que ele canta… / Na entrevista em que…
82 – Já “foi comunicado” da decisão. Uma decisão é comunicada, mas ninguém “é comunicado” de alguma coisa. Assim: Já foi informado (cientificado,
avisado) da decisão. Outra forma errada: A diretoria “comunicou” os empregados da decisão. Opções corretas: A diretoria comunicou a decisão aos empregados. / A decisão foi comunicada aos empregados.
83 – Venha “por” a roupa. Pôr, verbo, tem acento diferencial: Venha pôr a roupa. O mesmo ocorre com pôde (passado): Não pôde vir. Veja outros: fôrma, pêlo e pêlos (cabelo, cabelos), pára (verbo parar), péla (bola ou verbo pelar), pélo (verbo pelar), pólo e pólos. Perderam o sinal, no entanto: Ele, toda, ovo, selo, almoço, etc.
84 – “Inflingiu” o regulamento. Infringir é que significa transgredir:
Infringiu o regulamento. Infligir (e não “inflingir”) significa impor:
Infligiu séria punição ao réu.
85 – A modelo “pousou” o dia todo. Modelo posa (de pose). Quem pousa é ave, avião, viajante, etc. Não confunda também iminente (prestes a acontecer) com eminente (ilustre). Nem tráfico (contrabando) com tráfego (trânsito).
86 – Espero que “viagem” hoje. Viagem, com g, é o substantivo: Minha viagem.
A forma verbal é viajem (de viajar): Espero que viajem hoje. Evite também “comprimentar” alguém: de cumprimento (saudação), só pode resultar cumprimentar. Comprimento é extensão. Igualmente: Comprido (extenso) e cumprido (concretizado).
87 – O pai “sequer” foi avisado. Sequer deve ser usado com negativa: O pai nem sequer foi avisado. / Não disse sequer o que pretendia. / Partiu sem sequer nos avisar.
88 – Comprou uma TV “a cores”. Veja o correto: Comprou uma TV em cores (não se diz TV “a” preto e branco). Da mesma forma: Transmissão em cores, desenho em cores.
89 – “Causou-me” estranheza as palavras. Use o certo: Causaram-me estranheza as palavras. Cuidado, pois é comum o erro de concordância quando o verbo está antes do sujeito. Veja outro exemplo: Foram iniciadas esta noite as obras (e não “foi iniciado” esta noite as obras).
90 – A realidade das pessoas “podem” mudar. Cuidado: palavra próxima ao verbo não deve influir na concordância. Por isso : A realidade das pessoas pode mudar. / A troca de agressões entre os funcionários foi punida (e não “foram punidas”).
91 – O fato passou “desapercebido”. Na verdade, o fato passou despercebido, não foi notado. Desapercebido significa desprevenido.
92 – “Haja visto” seu empenho… A expressão é haja vista e não varia: Haja vista seu empenho. / Haja vista seus esforços. / Haja vista suas críticas.
93 – A moça “que ele gosta”. Como se gosta de, o certo é: A moça de que ele gosta. Igualmente: O dinheiro de que dispõe, o filme a que assistiu (e não que assistiu), a prova de que participou, o amigo a que se referiu, etc.
94 – É hora “dele” chegar. Não se deve fazer a contração da preposição com artigo ou pronome, nos casos seguidos de infinitivo: É hora de ele chegar. / Apesar de o amigo tê-lo convidado… / Depois de esses fatos terem ocorrido…
95 – Vou “consigo”. Consigo só tem valor reflexivo (pensou consigo mesmo) e não pode substituir com você, com o senhor. Portanto: Vou com você, vou com o senhor. Igualmente: Isto é para o senhor (e não “para si”).
96 – Já “é” 8 horas. Horas e as demais palavras que definem tempo variam: Já são 8 horas. / Já é (e não “são”) 1 hora, já é meio-dia, já é meia-noite.
97 – A festa começa às 8 “hrs.”. As abreviaturas do sistema métrico decimal não têm plural nem ponto. Assim: 8h, 2km (e não “kms.”), 5m, 10kg.
98 – “Dado” os índices das pesquisas… A concordância é normal: Dados os índices das pesquisas… / Dado o resultado… / Dadas as suas idéias…
99 – Ficou “sobre” a mira do assaltante. Sob é que significa debaixo de:
Ficou sob a mira do assaltante. / Escondeu-se sob a cama. Sobre equivale a em cima de ou a respeito de: Estava sobre o telhado. / Falou sobre a inflação. E lembre-se: O animal ou o piano têm cauda e o doce, calda. Da mesma forma, alguém traz alguma coisa e alguém vai para trás.
100 – “Ao meu ver”. Não existe artigo nessas expressões: A meu ver, a seu ver, a nosso ver.

Bom gosto até o fim…

10/04/2011
Dois homens condenados à cadeira elétrica foram levados para a mesma ante-sala no dia da execução.
O padre lhes deu a extrema-unção, o carcereiro fez o discurso formal e uma prece final foi rezada pelos participantes.
O carrasco, voltando-se ao primeiro homem, perguntou:
– Você tem um último pedido?
– Tenho. Como eu adoro forró, axé e arrocha, gostaria de ouvir o CD do Calcinha Preta, Saia Rodada, Calypso, Mulheres Perdidas, Cavaleiros do Forró, Moleca 100 Vergonha, Banda Faraós, Aviões do Forró, e pela última vez antes de morrer, se for possível, o CD do Robério e seus teclados, Chiclete com Banana, Asa de Águia, Frank Aguiar e pra encerrar, o Belo.
– Ok, tudo bem. Seu pedido será realizado – respondeu o carrasco.
O carrasco virou para o segundo condenado e perguntou:
– E você, qual seu último pedido?
– Posso morrer primeiro?

Trocadilhos

27/03/2011

EU USO FACA, O JOSÉ SERRA.
EU JOGO NA QUINA, O AYRTON SENNA
EU FALO BONITA, O MIGUEL FALABELA (às vezes Belo!!!)…
EU GOSTO DO BATMAN, O LUCIANO HULCK
EU SOU BRASILEIRO, O RENATO RUSSO.
EU GOSTO DO CHAPOLIN, O HUGO CHAVEZ
EU ANDO DE ONIBUS, O JAMES BOND
EU PINTO RETRATO, O JANIO QUADROS
EU BEBO CAFÉ, A CLAUDIA LEITE
EU USO SHAMPOO SEDA, O ÉRIC JOHNSON
EU COMO MAÇÃ, A DANI BANANINHA
EU NÃO FAÇO, MAS A BETH FARIA
O MEU ACORDA TARDE, O SEU MADRUGA
EU GOSTO DE CEREJA, A CAMILA PITANGA
EU GOSTO DE VINHO TINTO, A DEBORA SECO
EU NÃO QUERIA, MAS A CASSIA KISS
EU ME CASO ANO QUE VEM A MARJORIE ESTIANO
EU ANDO DE GOL, O DEDÉ SANTANA
EU TORÇO PELO FLAMENGO, A ANA BOTAFOGO
EU JOGO NO VASCO, O SILVIO SANTOS.
EU TENHO CASA PEQUENA, O CARLOS CASAGRANDE.
EU JÁ VI CICLONE, A HILDA FURACÃO E O TONY TORNADO.
EU COMO TORRESMO, O KEVIN BACON
EU QUERIA ME CHAMAR FRANCISCO, O ERASMO CARLOS
EU VENDO XÍCARA, A GLÓRIA PIRES
EU SOU DA CIDADE, O MARTINHO DA VILA
EU SOU DA FLORESTA , A VANESSA DA MATA
O PATETA USA TECLADO, O MICKEY MOUSE
EU ESTUDO TUBARÃO, A CLÁUDIA RAIA
EU PEDI CARNE, O FILIPE MASSA
EU GOSTO DO INVERNO, A VERA VERÃO
EU USO BOMBRIL, O BOB ESPONJA
EU CRIO GALINHA, O PAULO COELHO
O ZÉ FUMA, O CELSO PITA

Sexo na gravidez

27/03/2011

Marido e mulher vão dormir separados devido ao fato de que a esposa está grávida de oito meses. Vendo o maridão vulnerável, ela diz:

– Querido, eu entendo perfeitamente que você é um homem, eu vejo que está necessitado, mas como eu agora não posso te satisfazer sexualmente por razões óbvias. Tome aqui 50 reais, vá até a nossa vizinha, ela estará pronta para ter sexo com você. Mas esta será a primeira e a última vez! Eu concordo com isso porque eu amo você.

O homem pega o dinheiro e, antes que a mulher mude de idéia, rapidamente vai para a casa da vizinha gostosona. Poucos minutos depois ele volta e diz à esposa:

– Por 50 reais ela não concorda, quer R$ 200,00.

– Que fdap! Quando ela estava grávida, eu fiz por 50!…

O poder da arrogância

27/03/2011

Um policial federal vai a uma fazenda e diz ao dono, um velho fazendeiro:

– Preciso inspecionar sua fazenda. Há uma denúncia de plantação ilegal de maconha.

O fazendeiro diz:

-Ok, mas não vá naquele campo ali.” E aponta para uma determinada área.

O oficial P…’ da vida diz indignado:

– O senhor sabe que tenho o poder do governo federal comigo?”

e tira do bolso um crachá mostrando ao fazendeiro:

-Este crachá me dá a autoridade de ir onde quero…. e entrar em qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder a nenhuma pergunta.

Está claro? me fiz entender?”

O fazendeiro todo educado pede desculpas e volta para o que estava fazendo.

Poucos minutos depois o fazendeiro ouve uma gritaria e vê o oficial do governo federal correndo para salvar sua própria vida perseguido pelo Santa Gertrudes, o maior touro da fazenda.

A cada passo o touro vai chegando mais perto do oficial, que parece que será chifrado antes de conseguir alcançar um lugar seguro. O oficial está apavorado.

O fazendeiro larga suas ferramentas, corre para a cerca e grita com todas as forças de seus pulmões:

– “Seu Crachá, mostra o seu CRACHÁ pra ele!”

Piadinhas para descontrair

27/03/2011

NOTÍCIAS DE LISBOA
‘Gêmeo tenta se suicidar e mata o irmão por engano’

DISK FINADOS
Lançaram em Portugal, o novo serviço por telefone, é o Disk-Finados. Você telefona e ouve um minuto de silêncio !

ACIDENTE AÉREO
Um avião caiu no cemitério em Portugal . O acidente foi horrível já retiraram 35.000 mortos !

CURVA PERIGOSA
O português estava dirigindo em uma estrada, quando viu uma placa que dizia:
‘Curva Perigosa à Esquerda’. Ele não teve dúvidas: virou à direita!

AGENDA DE TELEFONE
Por que os portugueses usam somente a letra ‘T’ em suas agendas de telefone?
Telefone do Antonio, telefone do Joaquim, telefone do Manoel…
LOJA DE SAPATOS
O Manuel foi, na segunda-feira, a uma loja de sapatos. Escolheu, escolheu e acabou se decidindo por um par de sapatos de cromo alemão.
O vendedor entregou o sapato, mas foi logo advertindo-o:
– Sr., estes sapatos costumam apertar os pés nos primeiros cinco dias.
– Não! tem problema. Eu só vou usá-los no domingo que vem.

NO SEXO
– Manuel, você gosta de mulher com muito seio?
– Não, pra mim dois já tá bom.

NO TRABALHO
Conversa entre o empregado e o chefe, ambos portugueses:
– Chefe, nossos arquivos estão super lotados, posso jogar fora os que tem mais de 10 anos?
– Sim, mas antes tire uma cópia de todos.

NO CHUVEIRO
Manuel está tomando banho e grita para Maria:
– Ô Maria, me traz um shampoo.
E Maria lhe entrega o shampoo. Logo em seguida, grita novamente:
– Ô Maria, me traz outro shampoo.
– Mas eu já te dei um agorinha mesmo, homem !!!
– É que aqui está dizendo que é para cabelos secos e eu já molhei os meus.

MANOEL JOAQUIM
Manoel Joaquim dos Santos, nascido em Trás-dos-Montes, no extremo bem extremo Leste de Portugal, ganhou seu primeiro lápis de colocar na orelha, quando tinha 2 anos. Aos 15 anos, já no primário, ganhou sua primeira caneta-tinteiro de orelha. Aos 32 anos, descobriu que caneta também servia para escrever.
Hoje, já informatizado, está com orelha de abano, por causa do peso do mouse…

SORTE
O português vê uma máquina de Coca Cola e fica maravilhado.
Coloca uma fichinha e cai uma latinha. Coloca 2 fichinhas e caem 2 latinhas
Coloca 10 fichas e caem 10 latinhas. Então ele vai ao caixa e pede 50 fichas.
Diz então o caixa:
– Desse jeito o Sr. vai acabar com as minhas fichas.
– Não adianta, eu não paro enquanto estiver ganhando.

SEGREDOS
O português passava em frente a um chaveiro quando viu uma placa:
‘Trocam-se segredos’. Parou abruptamente, entrou na loja, olhou para os lados e cochichou para o balconista:
– Eu sou gay, e você?!

SOCIEDADE
Vocês sabem porque sociedade entre portugueses sempre dá certo?
Porque um rouba do outro e deposita na conta conjunta!

DOIS BASTAM
– Você sabe quantos portugueses são necessários para afundar um submarino?
– Dois. Um bate na porta, o outro abre!

SELF-SERVICE
– Como é restaurante por quilo de português?
– O cliente é pesado, na entrada e na saída.

NO SUPERMERCADO
– Por que o português, cada vez que compra uma caixa de leite, abre-a, ali mesmo, no supermercado?
– Porque na caixa está escrito: ‘Abra aqui.’

MARIA
Maria, a mulher do Manuel, foi fazer exame de fezes e colocou a latinha com o conteúdo do exame em cima do balcão.
A recepcionista solicitou:
– Dá prá senhora colocar o nome, por favor?
A lusitana não hesitou e escreveu: MERDA.

AINDA A MARIA
Maria vai ao ginecologista reclamando que não consegue engravidar.
*Por favor, tire a roupa e deite-se naquela maca – diz o médico, preparando-se para examiná-la.
E ela indecisa:
– Mas, doutor! Eu queria tanto que o filho fosse do meu Manuel!

Sapo Chupador

27/03/2011

Um cara estava andando na rua e viu um camelô com uma barraquinha vendendo sapos. Eram aqueles sapos grandes! E havia uma placa que dizia: SAPO CHUPADOR

O cara perguntou:
– Que história é esta de sapo chupador?
O vendedor disse:
– É uma espécie especial de sapo que eu desenvolvi e que faz sexo oral no homem como ninguém.
O cara ficou desconfiado, mas como estava meio mal com a mulher, e os sapos eram baratos, resolveu comprar um e levar pra casa.
Quando chegou no final da tarde a mulher chegou de volta do trabalho e encontrou aquela cena: O cara estava na cama pelado, com o sapo no ombro, de olho arregalado e lendo junto com ele um livro de receitas culinárias. A mulher puta da vida perguntou:
– Que porcaria é esta? Você na cama pelado, com este sapo horrível no ombro, e ainda por cima lendo um livro de receitas?!!!
O cara olhou pra mulher e disse:
– Não xingue meu sapo, se ele aprender a cozinhar, você tá fudida!!!…

Pense mais um pouco antes de aceitar qualquer oferta

07/01/2011

“Pense mais um pouco antes de aceitar qualquer oferta”

  Certa tarde, um famoso banqueiro ia para casa em   sua “limusine” quando viu dois homens à beira da estrada, comendo   grama.
  Ordenou ao seu motorista que parasse e, saindo, perguntou a um deles:
  – Porque vocês estão comendo grama?
  – Não temos dinheiro para comida – disse o pobre homem – Por isso temos que comer grama.
  – Bem, então venham à minha casa e eu lhes darei de comer – disse o banqueiro.
  – Obrigado, mas tenho mulher e dois filhos comigo. Estão ali, debaixo daquela_árvore.
  – Que venham também – disse novamente o banqueiro. E, voltando-se para o outro homem, disse-lhe:
  – Você também pode vir.
  O homem, com uma voz muito sumida  disse:
  – Mas, senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!
  – Pois que venham também. – Respondeu o banqueiro. E entraram todos no enorme e luxuoso carro.
  Uma vez a caminho, um dos homens olhou timidamente o banqueiro e disse:_
  – O senhor é muito bom. Obrigado por nos levar a todos!
  O  banqueiro respondeu:
  – Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz   por fazê-lo! Vocês vão ficar encantados com a minha casa… A grama   está com mais de 20 centímetros de altura!
  QUANDO ACHAR QUE UM BANCO ESTÁ LHE AJUDANDO, NãO   SE ILUDA, PENSE MAIS UM POUCO ANTES DE ACEITAR QUALQUER OFERTA …

 

Quer colaborar com esta área?

  Envie seu material, utilizando o nosso Fale_Conosco e selecionando como Assunto Sala Descompressão.

  As mensagens recebidas serão analisadas e sempre que possível as publicaremos.

Abraços,

Kendi Sakamoto .

O teste da banheira

08/10/2010

 

O teste da banheira


  Durante a visita a um hospital psiquiátrico, um dos visitantes perguntou ao diretor:
  – Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?
  O diretor respondeu:
  – Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher,   um copo e um balde e pedimos que a esvazie.   De acordo com a forma que   ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.
  – Ah! Entendi, disse o visitante: Uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.
  – Não!, respondeu o diretor: – uma pessoa normal tiraria a tampa do   ralo.   O que o senhor prefere?   Quarto particular ou enfermaria?

  “As vezes a vida tem mais opções do que as oferecidas, basta saber enxergá-las”.

 

 

 

Quer colaborar com esta área?


  Envie seu material, utilizando o nosso Fale_Conosco e selecionando como Assunto Sala Descompressão.

  As mensagens recebidas serão analisadas e sempre que possível as publicaremos.

 

 

Abraços,

 

 

Kendi Sakamoto .

 

Mais uma do Joãozinho

21/05/2010
 Joãozinho chega da escola e vai direto à geladeira pegar o sorvete…
Sua mãe entra na cozinha e dá aquela bronca:
-Nada disso, Joãozinho. Isso não é hora de tomar sorvete. Está quase na  hora do almoço… Vá lá fora brincar!
-Mas, mamãe, não tem ninguém para brincar comigo!
A mãe entra no jogo dele e diz:
-Tá bom, então eu vou brincar com você. Do que é que nós vamos brincar?
-Quero brincar de papai-e-mamãe..
Tentando não mostrar surpresa ela responde:
-Tá certo. O que é que eu devo fazer?
-Vá para seu quarto, vista o baby-doll e deite-se.
Pensando que vai ser bem fácil controlar a situação, a mãe sobe as  escadas. Joãozinho vai até o quartinho e pega um velho chapéu do pai. Ele  encontra um toco de cigarro num cinzeiro e o coloca no canto da boca.  Sobe as escadas e vai até o quarto da mãe… A mãe levanta a cabeça e  pergunta:
-E o que eu faço agora?
Com um jeito autoritário, Joãozinho diz:
-Vai…desce logo e dá o sorvete pro garoto!


Manda quem pode

14/04/2010
Um chefe de departamento, bem chato, achando que seus subordinados não   estavam mais respeitando sua liderança, resolveu colocar a seguinte   placa na porta de seu escritório: “aqui quem manda sou eu”.
Ao voltar de uma reunião, encontrou um bilhete junto à placa:
“Sua esposa  ligou e disse que é para o senhor levar a placa dela de volta”.

Barriga Cheia

14/04/2010
 
O garotinho entra no quarto e pega a mãe na famosa posição  ‘cavalgando’ no seu pai.
A mãe assustada, se veste e vai atrás do filho, preocupada com o que o  garoto tinha visto.
O garoto então pergunta à mãe:
– O que a senhora e o Papai estavam fazendo ?
Surpresa, a mãe logo pensa em uma desculpa:
– Ora – disse ela – Seu pai tem uma barrigona e eu estava tentando  achatá-la, para tirar o ar !!!
– A senhora está perdendo seu tempo! – disse o garoto.
– Porquê ? – perguntou a mãe intrigada.
– Toda vez que a senhora vai pró shopping, a empregada se ajoelha e  sopra tudo de volta!

Eu Te Conheço

14/04/2010
Num julgamento em Vassouras (RJ), o Promotor de Justiça chama sua  primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada.
Para começar a construir uma linha de argumentação, o Promotor  pergunta à velhinha:
– Dona Genoveva, a senhora me conhece, sabe quem sou eu e o que faço?
– Claro que eu o conheço, Marcos! Eu o conheci bebê. Só chorava, e  francamente, você me decepcionou. Você mente, você trai sua mulher,  você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas. Você  acha que é influente e respeitado na Cidade, quando na realidade você  é apenas um coitado. Nem sabe que a filha esta grávida, e pelo que  sei, nem ela sabe quem é o pai. Ah, se eu o conheço! Claro que  conheço!
O Promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava  ouvindo. Ele fica mudo, olhando para o Juiz e para os jurados. Sem  saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à  velhinha:
– E o advogado de defesa, a senhora o conhece?
A velhinha responde imediatamente:
– O Robertinho? É Claro que eu o conheço!  Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele, pois  sempre que o pai dele saia, a mãe ia pra algum outro  compromisso. E  ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre  quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não  tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os processos em  que atuou. Além de ser traído pela mulher com o mecânico… com o  mecânico!!!
Neste momento, o Juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o  promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala  baixinho aos dois:
‘Se algum de vocês perguntar a esta velha filha da puta se ela me  conhece, vai sair desta sala preso.…Fui claro???


Pensamento de persistência

14/04/2010
“ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA TANTO BATE ATÉ QUE FURA.” É PRECISO  ESFORÇAR-SE CONSTANTEMENTE.
Ao decidir realizar o trabalho de sua vida, você deve avançar com fé  inabalável e perseverança até à meta. Gotas de água que caem  constantemente sobre uma rocha, com o tempo, acabam furando-a. Com  constância, avance rumo ao seu objetivo. Complete cada etapa com  empenho e siga em frente.

JOÃOZINHO RESOLVE EM SEGUNDOS!!

14/04/2010
Um professor de Física quis pregar uma peça em seus alunos e lhes disse:
– Aqui vai um problema:
Um avião saiu de Amsterdam com uma velocidade de 800 km/h, à pressão de 1.004,5 milibares; a umidade relativa do ar era de 66% e a temperatura 20,4 graus Celsius. A tripulação era composta por 2 pilotos e 5 aeromoças; a capacidade era de 145 assentos para passageiros e o banheiro estava ocupado. A pergunta é… Quantos anos eu tenho? (Aí ele deu aquele risinho de quem se sente superior).
Os alunos ficam assombrados. O silêncio é total. Então o Joãozinho, lá no fundo da sala e sem levantar a mão, diz de pronto:
– 44 anos, professor! O professor, muito surpreso, o olha e diz:
– Caramba, está certo. Eu tenho 44 anos. Mas como VC calculou? E Joãozinho:
– Bem, eu deduzi porque eu tenho um primo que é MEIO babaca, e ele tem 22 anos.…

Sexo pela 1° vez

14/04/2010
A garota vai à primeira festa de sua vida e, com medo  dos avanços dos rapazes,pede conselho à mãe:
-O que faço, mamãe, se os garotos insistirem…
– Se os rapazes começarem a insistir muito, minha filha,  pergunta que nome eles vão dar à criança. Isso vai fazer  com que eles desistam.
Assim foi. No meio de uma dança um catarinense diz:
– Vamos para o jardim atrás da piscina, mina?
Ela vai, mas quando o moço quer avançar ela pergunta:
– Que nome vamos dar à criança?
O carinha olha-a com surpresa, diz que esqueceu a carteira  no bar e sai de fininho.
Uma hora mais tarde repete-se a cena com um paraense.
Igualzinho, quando ela pergunta qual será o nome do  filho, ele fica de pés frios e vai-se embora.
Em seguida chega um gaúcho como quem não quer nada e lhe  da um beijo, ela pergunta que nome vamos dar à criança, o  gaúcho também sai de fininho….
Mais tarde chega um Mineiro, vai  com ela para o jardim, começa com beijinho aqui,  beijinho ali, apalpa-lhe os seios e ela pergunta:
– Que nome vamos dar à criança?
Ele continua e abre o vestido dela.
– Que nome vamos dar à criança?
– Que nooome vaaamos dar à criança?
Ele tira o vestido dela e a sua calcinha.
– Que noooome… ahhh. vaaaaaaaamos daaar… ahhhh… à  criança? Ahhhhhh… Ahhhhhhhhhhhh…
– Queeee noooooome vaaaaaaamos….. não pára…..  daaaaaaaar… vai….vai….. vaiiiiii…… àaaaaaaaaaaah  criaaaaaaaança????
Depois de acabarem, ela pergunta mais uma vez:
– E agora, qual vai ser o nome do nosso filho?
E o Mineiro, triunfante, tira devagar o preservativo,  levanta para o alto, dá um nó firme e  diz:
-Se ele conseguir sair daqui vai se chamar Magaiver  !!!!

Solução para a crise

14/04/2010
Mês de agosto, às margens do Mar Negro. Chovia muito e o vilarejo  estava totalmente abandonado. Eram tempos muito difíceis e todos  tinham dívidas e viviam de empréstimos.
De repente, chega ao vilarejo um turista muito rico. Entra no único  hotel do vilarejo, coloca sobre o balcão uma nota de 100 euros e sobe  as escadas para escolher um quarto.
O dono do hotel pega os 100 euros e corre para pagar sua dívida com o  açougueiro.
O açougueiro pega o dinheiro e corre para pagar o criador de gado.
O criador de gado pega o dinheiro e corre para pagar a prostituta do  vilarejo, que por conta da crise, trabalhou fiado.
A prostituta corre para o hotel e paga o dono pelo quarto que alugou  para atender seus clientes.
Nesse instante, o turista desce as escadas após examinar os quartos,  pega o dinheiro de volta, diz que não gostou de nenhum dos quartos e  abandona o vilarejo.
Ninguém lucrou absolutamente nada, mas toda a aldeia vive hoje sem  dívidas e otimista por um futuro melhor!

Concerto do U2 em Portugal

14/04/2010
Em um concerto do U2 em Lisboa, Portugal , Bono Vox pediu silêncio ao   público e começou a bater palmas compassadamente. Olhando para as pessoas   que estavam em silêncio, ele disse no microfone:
– Eu quero que vocês pensem em algo muito sério: “A cada batida de minhas   mãos uma criança morre na África”.
Nesse momento uma voz da arquibancada grita:
– ” Então pára de bater, ó filho da puta!”

Conversa entre dois bebês

14/04/2010
– E aí, véio?
– Beleza, cara?
– Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.
– Quer conversar sobre isso?
– É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?
– Como assim?
– Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo   doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar.  Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer   me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com   alguém?
– Nunca.
– Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe   disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu   pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi   fazer na roça? E mais: como minha mãe foi p assear se eu tava vendo ela   ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?
– Sabe a sua vizinha ali da casa amarela? Minha mãe diz que ela tem uma   hortinha no fundo do quintal. Planta vários legumes. Será que sua mãe   não quis dizer que seu pai deu um pulo por lá?
– Hmmmm. pode ser. Mas o que será que ele foi fazer lá? VIXE! Será que meu pai tem um caso com a vizinha?
– Como assim, véio?
– Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela   não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois   tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso,   cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!
– Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.
– Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.
– Tipo o quê?
– Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato.
Assim, do nada. Puta maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!
– Caramba! Mas por que ela fez isso?
– Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.
– Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.
– E sabe a Francisca ali da esquina?
– A Dona Chica? Sei sim.
– Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá,paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.
– Putz grila. Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.
– Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe, né? Ela me  contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter   feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta   muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um   monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia   chamar um boi com car a preta pra me levar embora.
– Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.
– Mas é ruim saber que o casamento deles é essa zona, né? Que meu pai   sai com a vizinha e tal. Apesar que eu acho que ele também leva uns   chifres, sabe? Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua   mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela   chama ele de ‘Anjo’. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração   dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar   ladrilho em tudo, só pra ele pode passar desfilando e tal.
– Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.
– É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela   fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo veio me falar que a   vizinha cria perereca em gaiola, cara. Vê se pode? Só tem louco nessa   rua.
– Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?

– Putz, é mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito.

R$ 50,00 de prazer

14/04/2010

Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada…

Eu sou uma Vaca

14/04/2010
A família jantava tranqüila quando, de repente, a filha  de 11 anos comenta:
Eu tenho uma má notícia…. Não sou mais Virgem ! Agora eu sou uma  vaca   ! … E começa a chorar, visivelmente alterada, com as  mãos no rosto e   um ar de vergonha.
Silêncio sepulcral na mesa.
De repente, começam as acusações mútuas:
– Isto é por você ser como é! – marido dirigindo-se à  mulher – Por se   vestir como uma puta barata e se arreganhar  para o primeiro imbecil que   chega aqui em casa. Claro que  isso tinha que ocorrer, com este exemplo   que a menina vê  todo dia!
– E você – o pai apontando para a outra filha de 19 anos – que fica se agarrando  no sofá e lambendo aquele palhaço do teu  namorado que tem jeito de viado. Tudo na frente da menina !
A mãe não agüenta mais e revida, gritando:
– E quem é o idiota que gasta metade do salário com as  putas e se   despede delas na porta de casa?   Pensa que eu e as  meninas somos cegas? E além disso, que exemplo você   pode  dar se desde que assinou esta maldita TV a cabo passa todos os   finais de semana assistindo a filmes pornôs de quinta  categoria e   depois se acaba em punhetas, com direito a todos  os tipos de gemidos e   grunhidos?
Desconsolada e à beira de um colapso, a mãe, com os olhos  cheios de   lágrimas e a voz trêmula, pega ternamente na  mão da filhinha e pergunta   baixinho:
– Como foi que isso aconteceu, minha filha?
E, entre soluços, a menina responde:
– A professora me tirou do presépio! A Virgem agora é a Vanessa, eu vou fazer a vaquinha…

SOLTEIRONA NA IGREJA

14/04/2010
Uma solteirona descobre que uma amiga ficou grávida com apenas uma oração que fez na igreja de uma aldeia próxima.
Dias depois, a solteirona foi a essa igreja e disse ao padre:
– Bom dia, padre.
– Bom dia, minha filha. Em que posso ajudá-la?
– Sabe, padre, eu soube que uma amiga minha veio aqui há umas semanas atrás e ficou grávida só com uma Ave-Maria…
– É verdade, padre?
– Não, minha filha, não foi com uma Ave-Maria… foi com um padre nosso… mas ele já foi transferido.

A sereia

14/04/2010
A  sereia
Numa fazenda moravam um casal e seus três filhos.
Um dia a mulher acordou, olhou pela janela e viu que a única vaquinha que  eles tinham estava morta. A mulher ficou desesperada.
E agora como iam alimentar a família? A vaquinha era o único bem que  tinham. Deprimida, a mulher se suicidou.
Quando o marido acordou e viu a mulher e a vaquinha morta, ele não agüentou  e teve um ataque cardíaco fulminante.
O filho mais velho acordou e viu a situação. Tomou uma decisão drástica:  foi ate o rio para se afogar. Quando chegou no rio, deu de cara com uma  sereia:
– Eu sei o que aconteceu com a sua família – disse a sereia, mas se você  transar comigo cinco vezes seguidas, eu trago todo mundo de volta.
O cara mandou ver. Mas só agüentou quatro vezes, na quinta ele broxou. A  sereia ficou puta e o jogou no rio onde ele morreu afogado.
Então acordou outro irmão que foi ate o rio atrás do irmão mais velho e  encontrou a sereia.
– Se você transar comigo sete vezes seguidas, eu trago todo mundo de volta  propôs a sereia.
O cara mandou ver, mas na sexta transada ele não agüentou e broxou. A  sereia afogou ele no rio.
Então foi a vez do caçula, com quinze anos. Ele foi ate o rio e encontrou a  sereia.
– Se você transar comigo dez vezes, eu trago todo mundo de volta, propôs a  sereia.
– Dez vezes?
– Sim, você topa?
O caçula perguntou.
– E se você não agüentar e morrer que nem a vaquinha?


TUDO NA VIDA É RELATIVO!

14/04/2010

GINECOLOGISTA

  Fim de tarde, um ginecologista aguarda sua última paciente que não chega.   Depois de 45 minutos, ele supõe que ela não virá mais e resolve tomar   um gin tônica para relaxar, antes de voltar para casa.
  Ele se instala confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal   quando toca a campainha. É a tal paciente, que chega toda sem graça e   pede mil desculpas pelo atraso.
  – Não tem importância, imagine! – responde o médico – Olhe, eu estava   tomando um gin tônica enquanto a esperava. Quer um também para relaxar?   – Aceito com prazer – responde a paciente aliviada.
  Ele lhe serve um copo, senta-se na sua frente e começam a bater papo.   De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório.   O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:
  – É minha mulher! Rápido, tire a roupa, deite na cama e abra as   pernas, senão ela pode pensar bobagem.!

REGRAS SÃO REGRAS…
Um casal recém casado vai viver em sua nova casa. Ao   entrar pela primeira vez na casa o homem diz:
– Se quer viver comigo as minhas regras são:
-Segundas e terças-feiras à noite vou tomar café com os amigos;
-Quartas-feiras à noite cinema com o pessoal;
-Quintas, sextas à noite cerveja com os colegas;
-Sábados pescaria com a turma, retornando domingo pela manhã;
-E aos domingos deito cedo para descansar.
Se quer… Quer… Se não quer… Azar!
Então a mulher responde:
– Pra mim só existe uma regra:
Aqui em casa tem sexo todas as noites..
Quem está, está. Quem não está…
Azar!!!!!!!! !!

RACIOCÍNIO RÁPIDO
Pra testar o caráter de um novo empregado,   o dono da empresa mandou colocar 500 reais a mais no salário dele.
Passam os dias, e o funcionário não relata nada.
Chegando no outro mês, o dono faz o inverso: manda tirar 500 reais.
No mesmo dia, o funcionário entra na sala pra falar com ele:
– Doutor, acho que houve um engano e me tiraram $ 500 reais do salário.
– É? Curioso que no mês passado eu coloquei $ 500 a mais e você não falou nada.
– É que um erro eu tolero, doutor, mas DOIS, eu acho um absurdo !!!
TUDO NA VIDA É RELATIVO!!!

Como arrumar um marido rico….análise do negócio

14/04/2010
Uma moça escreveu um email para uma revista financeira pedindo dicas sobre “como arrumar um marido rico”. Contudo, mais inacreditável que o “pedido” da moça, foi a disposição de um rapaz que, muito inspirado, respondeu à mensagem, de forma muito bem fundamentada.
Mensagem/email da MOÇA:
Sou uma garota linda (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho classe. Estou querendo me casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano. Tem algum homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou alguma mulher casada com alguém que ganhe isso e que possa me dar algumas dicas? Já namorei homens que ganham por volta de 200 a 250 mil, mas não consigo passar disso. E 250 mil por ano não vão me fazer morar em Central Park West. Conheço uma mulher (da minha aula de ioga) que casou com um banqueiro e vive em Tribeca! E ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente.
Então, o que ela fez que eu não fiz? Qual a estratégia correta? Como eu chego ao nível dela?” (Rafaela S.)
Mensagem/resposta do RAPAZ:
Li sua consulta com grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da situação. Primeiramente, eu ganho mais de 500 mil por ano. Portanto, não estou tomando o seu tempo a toa… Isto posto, considero os fatos da seguinte forma: Visto da perspectiva de um homem como eu (que tenho os requisitos que você procura), o que você oferece é simplesmente um péssimo negócio. Eis o porquê: deixando as firulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples, proposta clara, sem entrelinhas : Você entra com sua beleza física e eu entro com o dinheiro. Mas tem um problema. Com toda certeza, com o tempo a sua beleza vai diminuir e um dia acabar, ao contrário do meu dinheiro que, com o tempo, continuará aumentando. Assim, em termos econômicos, você é um ativo sofrendo depreciação e eu sou um ativo rendendo dividendos. E você não somente sofre depreciação, mas sofre uma depreciação progressiva, ou seja, sempre aumenta! Explicando, você tem 25 anos hoje e deve continuar linda pelos próximos 5 ou 10 anos, mas sempre um pouco menos a cada ano. E no futuro, quando você se comparar com uma foto de hoje, verá que virou um caco. Isto é, hoje você está em ‘alta’, na época ideal de ser vendida, mas não de ser comprada. Usando o linguajar de Wall Street , quem a tiver hoje deve mantê-la como ‘trading position’ (posição para comercializar) e não como ‘buy and hold’ (compre e retenha), que é para o quê você se oferece… Portanto, ainda em termos comerciais, casar (que é um ‘buy and hold’) com você não é um bom negócio a médio/longo prazo! Mas alugá-la, sim! Assim, em termos sociais, um negócio razoável a se cogitar é namorar. Cogitar…Mas, já cogitando, e para certificar-me do quão ‘articulada, com classe e maravilhosamente linda’ seja você, eu, na condição de provável futuro locatário dessa ‘máquina’, quero tão somente o que é de praxe: fazer um ‘test drive’ antes de fechar o negócio.…podemos marcar?

Carta do Ex para a Ex:

14/04/2010
Querida,
Escrevo para dizer que vou te deixar.
Fui bom marido por 7 anos.
As duas últimas semanas foram um inferno…
O seu chefe me chamou para dizer que você tinha pedido demissão e isto   foi a gota…
Na semana passada, nem notou que não assisti ao futebol…
Te levei na churrascaria que mais gosta…
Outro dia chegou em casa, nem comeu e foi dormir depois da novela…
Não diz que me ama…
Nunca mais fizemos sexo…
Portanto, ou está me enganando ou não me ama mais.
PS. Se quiser me encontrar, desista…
Eu e a Júlia, aquela sua ‘melhor amiga’ da Academia, vamos viajar para o       nordeste e vamos nos casar!
Ass:  Seu Ex-marido.
Resposta da Ex:
Querido Ex-marido,
Nada me fez mais feliz do que ler sua carta.
É verdade, ficamos casados por 7 anos, mas dizer que você foi um bom marido é exagero.
Vejo a novela para não lhe ouvir resmungar a toda hora.
Reparei que não assistiu futebol, mas com certeza, foi porque seu time tinha   perdido e você estava de mau humor.
A churrascaria deve ser a preferida da amiga Júlia, pois não como carne há dois anos.
Fui dormir porque vi que a sua cueca estava manchada de batom. (Rezei para que a empregada não visse).
Mas, com tudo isto, ainda o amava e senti que poderíamos resolver os nossos problemas.
Assim, quando descobri que eu tinha ganhado na Loteria deixei o meu   emprego,e de surpresa comprei dois bilhetes de avião para o Taiti, mas   quando cheguei em casa você já tinha ido embora…
Fazer o quê? Tudo acontece por alguma razão.
Espero que você tenha a vida que sempre sonhou.
O meu advogado me disse que devido a carta que você escreveu, não terá direito a nada.
Portanto, se cuida!
PS. Não sei se lhe disse, mas a Júlia, minha ‘melhor amiga’, está grávida do Jorginho, nosso ‘personal’ lá da Academia.
Espero que isto não seja um problema…
Ass: Sua Ex-esposa, Milionária, Gostosa e Solteira.

MINEIRINHO VENDEDOR

14/04/2010
Um mineirinho inteligente vindo da roça se candidatou a um emprego numa  grande loja de departamentos da cidade. Na verdade era a maior loja de  departamentos do mundo, tudo podia ser comprado nessa loja. O  gerente perguntou ao rapaz:
– Você já trabalhou alguma vez na vida?
– Sim, eu fazia negócios na roça.
O gerente gostou do jeito simpático do mineiro e disse:
– Pode começar amanhã, e no final da tarde venho verificar como você se  Saiu.
O dia foi longo e árduo para o rapaz.
As 17:30 o gerente se acercou do  Novo empregado para verificar sua produtividade e perguntou:
Quantas vendas você fez hoje?
– Uma !
– Só uma? A maioria dos meus vendedores faz de 30 a 40 vendas por dia.  De quanto foi a venda que você fez?
– Dois milhões e meio de Reais !
– Como você conseguiu isso
– Bem, o cliente entrou na loja e eu lhe vendi um anzol pequeno, depois  Um Anzol médio e finalmente um anzol bem Grande. Daí eu lhe vendi uma  Linha Fina de pescar, uma de resistência media e uma bem grossa, para  Pescaria Pesada. Eu lhe perguntei onde ele ia pescar e ele me disse  que ia fazer Pesca oceânica. Eu sugeri que talvez fosse precisar de um  barco, então  Eu o Acompanhei até seção de náutica e lhe vendi uma lancha importada, de  Primeira linha. Aí eu disse a ele que talvez um carro pequeno não fosse  Capaz de puxar a lancha, levei-o a seção de carros e lhe vendi uma  Caminhonete com tração nas quatro rodas.
O gerente levou um susto e perguntou:
– Você vendeu tudo isso a um cliente que veio aqui para comprar um  Pequeno Anzol?
– Não senhor, ele entrou aqui, de fato, para comprar um pacote de  Absorvente para a esposa, e eu disse a ele:
Me parece um final de semana perdido, porque o senhor não vai pescar?

A placa do chefe

27/03/2009

Um chefe de departamento, bem chato, achando   que seus subordinados não estavam mais respeitando sua liderança,   resolveu colocar a seguinte placa na porta de seu escritório:

“AQUI QUEM MANDA SOU EU”.

  Ao voltar de uma reunião, encontrou um bilhete junto à placa:

  “SUA ESPOSA  LIGOU E DISSE QUE É PARA O SENHOR LEVAR A PLACA DELA DE VOLTA”.

Bilhetinho Cruel

25/02/2009
Um sujeito estava no bar e quando olhou para o relógio começou a ficar desesperado …
*Meu Deus já deu meia noite e eu tô aqui ainda   !!! Minha mulher vai me matar por chegar bêbado em casa à uma
hora dessas*.
Então o amigo já experiente no assunto de chegar tarde , deu o seguinte conselho:
Faz como eu faço com minha patroa; chega de mansinho, tira os sapatos e                          entra no quarto sem fazer barulho.
Aí vai para debaixo do cobertor e, tirando a   parte de baixo do pijama dela, cai de boca, faz um oral pra ela   delicioso.
Quando você terminar ela vai estar feliz e   cansada, então vai virar pro lado e não vai nem notar o horário e nem   falar que você chegou tarde, além de ficar super contente no dia   seguinte.
Então o cara foi pra casa…
Entrou devagarzinho…
Abriu a porta do quarto sem fazer barulho…
Se dirigiu à cama e se meteu debaixo do lençol.
Subiu o vestido do pijama e caiu de boca…
Se atracou com a mulher e deixou ela louca.
Ela gemeu baixinho, e de repente adormeceu.
Crente do bom trabalho que tinha feito e feliz   sabendo que não ia apanhar, foi ao banheiro tomar um banho
Quando chegou lá, viu um bilhete pendurado no espelho…
‘QUERIDO, NÃO FAÇA BARULHO, POIS A MAMÃE VEIO   NOS VISITAR E ESTÁ DORMINDO EM NOSSA CAMA !! QUANDO CHEGAR VÁ                          DORMIR COMIGO NO QUARTO DAS CRIANÇAS ‘.

Frases

25/02/2009
‘O amor é como capim: você planta e ele cresce. Aí vem uma vaca e                          acaba com tudo.’
‘Tamanho não é documento e dinheiro não traz felicidade’. (Autor                          desconhecido, pobre, de pinto pequeno e ejaculação precoce)
‘Nunca fiz amigos bebendo leite’
‘Acho que estou com anorexia: Não estou comendo ninguém!’
Quer conhecer tua namorada… CASA! Quer conhecer tua mulher… SEPARA!!!
Quando me casei, descobri a felicidade. Mas aí, já era tarde demais…
Casamento é uma tragédia em dois atos: Civil e Religioso
Amor é aquilo que começa com um príncipe beijando um anjo e acaba com                          um careca olhando para uma gorda.
Velho é aquele que quando jovem costumava ter quatro membros flexíveis                          e um duro. Agora tem quatro duros e um flexível.
Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você                          não tem, para mostrar pra gente que você não gosta, uma pessoa que                          você não é.
Feliz é aquele que é bonito quanto a mãe acha que ele é. Ter tanto                          dinheiro quanto o filho dele acha que tem. Ter tantas mulheres quanto                          a mulher dele acha que ele tem. E ser tão bom de cama como ele acha                          que é…
‘Como é difícil se livrar de uma mulher fácil.’
 ‘Casamento é igual piscina gelada, depois que o primeiro tonto entra,                          fica falando para os outros: – Pula que a água tá boa.
 ‘Mulheres são como piscinas: O custo da manutenção é muito elevado se                          comparado ao tempo que passamos dentro delas.’
‘Se você é capaz de sorrir quanto tudo deu errado, é porque já
descobriu em quem pôr a culpa.’
‘A posição sexual que os casais mais usam é a de cachorrinho: o marido                          senta e implora… a mulher rola e finge de morta!!!’
 ‘Duro mesmo é quando…. você é um gêmeo Siamês. Seu irmão, colado no                          seu ombro, é gay. Você não é… Ele tem um encontro esta noite. E                          vocês, só têm uma bunda’
‘Galileu, quando afirmou que o mundo girava ele simplesmente afirmou o                          que nós bêbados já sabiamos.’
‘Se não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar.”
‘ Sexo é como truco, Se você não tem um bom parceiro, é melhor que                          tenha uma boa mão… ‘
 ‘Marido é igual a menstruação: Quando chega, incomoda; quando atrasa, preocupa’
‘Nas horas difíceis da vida você deve levantar a cabeça, estufar o                          peito, e dizer de boca cheia: Agora fudeu…!!!’
‘Casar é a metade do divertimento pelo dobro do preço’
‘ Há 2 palavras que abrem muitas portas: Puxe e empurre. ‘
‘Todos os cogumelos são comestíveis… porém alguns só uma vez’
‘Mulher feia é que nem pantufa…. dentro de casa é até gostoso, mas                          pra sair na rua dá uma vergonha…’
‘Filho é igual pum: você só agüenta o seu… e olha lá’

Pensamento do Século

25/02/2009
No começo Deus criou o mundo e descansou.
Então, Ele criou o homem e descansou.
Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o                          Mundo tiveram mais descanso.

Sr. Djalmão

25/02/2009
Na favela dois homens entram num barraco arrastando um cara pelos braços. Lá dentro, o Djalmão, um negão enorme limpa as unhas                          com um facão.
– Djalmão, o chefe mandou você comer o rabo desse cara aí, que é para                          ele aprender a não se meter a valente com o nosso pessoal.
– Pode deixar ele aí no cantinho que eu cuido dele daqui a pouco.
  Quando o pessoal sai o rapaz diz:
– Ô seu Djalmão, faz isso comigo não, depois de enrabado minha vida                          vai  acabar, tem piedade pelo amor de Deus!!
– Cala a boca e fica quieto aí!
  Pouco depois mais dois homens arrastando outro cara:
– Esse ai o chefe mandou você cortar as duas mãos e furar os olhos é                          para ele aprender a não tocar no dinheiro da boca.
– Deixa ele aí que eu já resolvo.
  Daí a pouco chega outro pobre coitado:
– Djalmão, esse o chefe quer que você corte o pau e a língua para ele                          não  se meter com mais nenhuma mulher da favela!
– Já resolvo isso. Bota ele ali no cantinho junto com os outros.
  Mais alguns minutos entra outro:
– Aí Djalmão, esse aí é pra você cortar em pedacinhos e mandar cada                          pedaço pra família dele.
 Nisso o primeiro rapaz diz em voz baixinha, baixinha:
– Seu Djalmão, por favor, com todo respeito, só pro senhor não se confundir: o cara do rabo sou eu, tá?
MORAL DA HISTÓRIA: Conforme a gente vai conhecendo os problemas dos                          outros percebemos que o nosso nem é assim um grande problema.

Terapia de Casal

12/02/2009
Marido e mulher vão ao psicólogo após 20 anos de matrimônio. …
Quando são perguntados sobre o problema, a mulher tira uma lista                          longa e detalhada de todos os problemas que teve durante os 20                          anos de matrimônio:
….pouca atenção , falta de intimidade , vazio, solidão , não sentir-se                          amada, não sentir-se desejada…
A lista é interminável…. . Finalmente, o terapeuta se levanta, se
aproxima da mulher , pede a ela que pare e lhe dá um abraço e a beija                          apaixonadamente enquanto o marido os observa desconfiado…..
A mulher fica muda e senta-se na cadeira meio aturdida…..
O terapeuta se dirige ao marido e lhe diz:
“Isto é o que sua esposa necessita ao menos 3 vezes por semana. Pode fazê-lo? “
O marido medita um instante e responde:
– Bem, posso trazê-la nas segundas e quartas…. mas nas sextas…..                         Tenho futebol

Vestibular em São Paulo

11/02/2009
O Vestibular de uma grande Universidade da cidade de São Paulo cobrou                          dos candidatos a interpretação do seguinte trecho de um poema de                          Camões:
‘ Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói e não se sente,
é um contentamento descontente,
dor que desatina sem doer ‘.
Uma vestibulanda de 19 anos deu a sua interpretação em forma de poesia:
‘Ah! Camões,                          se vivesses hoje em dia,
tomavas uns antipiréticos,                          uns quantos analgésicos
e Prozac para a depressão..
Compravas um computador,                          consultavas a Internet e descobririas                          que essas dores que sentias,
esses calores que te abrasavam,                          essas mudanças de humor repentinas,                          esses desatinos sem nexo,
não eram feridas de amor,                          mas somente falta de sexo!’
Ganhou nota dez.
Foi a primeira vez que, ao longo de mais de 500 anos, alguém
desconfiou que o problema de Camões era falta de mulher.…<br

Cultura Musical para o Povo

05/02/2009
AGORA VOCÊ VAI SABER COISAS QUE NUNCA APRENDEU
E NÃO DEVERÁ ESQUECER!
Música, doce música
JORGE COLI  –  COLUNISTA DA FOLHA
Elas demonstram a candura mais deliciosa e, mesmo, uma certa poesia.
São pérolas escritas nos vestibulares de música. Enviadas para esta                            coluna, estão também em alguns blogs. São boas demais para serem                            falsas (ou, se forem, bravos para quem as inventou).
Melhor não ler com condescendência, horror desdenhoso ou lamentando a                            incultura generalizada. Melhor rir com alguma cumplicidade: quem nunca                            disse ou escreveu uma bobagem grossa que atire a primeira pedra. A                            ortografia e sintaxe originais foram respeitadas. Aqui vão os achados.
1. Bach está morto desde 1750 até os dias se hoje.
2. Häendel era meio alemão, meio italiano e meio inglês.
3. Beethoven escreveu música, mesmo surdo. Ele ficou surdo porque fez                            música muito alta. Ele caminhava sozinho pela floresta e não escutava                            ninguém, nem a Pastoral, uma mossa que poderia ser a sua Amada Imortal                            e inspirou ele criar uma sinfonia muito romântica. Ele faliu em 1827 e                            mais tarde morreu por causa disto.
4. Uma ópera é uma canção que dura mais de duas horas.
5.Henry Purcell é um compositor muito conhecido, mas até hoje ninguém  ouviu falar dele.
6. O Bolero de Ravel foi composto pelo Ravel.
7. A harpa é um piano pelado.
8. Opus Póstuma é música composta quando o compositor compôs depois de morto.
9. Mozart morreu jovem. Sua maior obra é a trilha do filme “Amadeus”.
10. A importância de Tristão e Isolda reside no fato de que é uma  música muito triste. Mais triste que a Tristesse, de Schopping.
11. Virtuoso no piano é um músico com muita moral.
12. Os maiores compositores do romantismo são Chopin, Schubert e  Tchaikovsky. No Brasil, temos Roberto Carlos e Daniel.
13. Música cantada por duas pessoas é um duelo.
14. Eu sei o que é um sexteto, mas não sei dizer.
15. Carmen é uma ópera e Carminha Burana é sua filha.
16. Muitos pesquisadores concordam que a música medieval foi escrita no passado.
17. A ópera mais romântica é a Paixão de Mateus por Bach.
18. Tem dois tipos de cantatas de Bach: as Cantatas religiosas e as  Cantadas di Profanação, que ele usou no palácio.
19. Meu compositor preferido é Opus.
20. Chopin fez poucas baladas, pois sofria de tuberculose. Assim, não  dava para ele cair na gandaia à noite, dançar, beber e curtir as  minas, mais parece que ele não era chegado.
21. Cage inventou os quatro minutos de silêncio.
22. Há uma espécie de corais feitos por Bach, que se chamam Florais e  são usados como remédios milagrosos.
23. Messias é uma missa de Handel cuja originalidade é ter muitas aleluias.
24. Os menestréis e trovadores transmitiam notícias e estavam nas  festas. Andavam de cidade em cidade, de castelo em castelo e iam até  nos shows de TV.
25. O regente de uma orquestra é igual a um guarda de trânsito maluco  porque agita os braços controlando muitos instrumentos na sua frente.
26. Os compositores renascentistas reviveram a música, pois ela havia  sido morta pela Inquisição.
27. As Fugas de Bach são famosas porque ele não queria ficar preso em  nenhum sistema.
28. A música eletroacústica é a mais avançada das tendências da música  eletrônica hoje em dia. Seus principais compositores são os DJs e a  banda Craftwork.
29. Handel compôs muitas peças geniais para couro.
30. Música atonal é aquela sem som ou que explorou o não-som, mais ou  menos quase um anti-som. Seus mais importantes criadores são da  família Berg: Schoenberg, Albanberg e Weberg.

Reforma Ortográfica: Frase da semana

26/01/2009
Frase ortográfica atualizada…
” JAMAIS TREMA EM CIMA DA LINGUIÇA”

Você Sabia?

25/01/2009
 VOCÊ SABERIA RESPONDER?

 

*Como se escreve zero em algarismos romano ??

        *Por que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam na época antes  de Cristo??
        *Por que os filmes de batalha espaciais tem   explosões tão barulhentas, se o  som não se propaga no vácuo???
        *Se depois do banho estamos limpos porque lavamos a toalha???

        *Como é que a gente sabe que a carne de chester é de chester se nunca ninguém viu um chester???

*Por que quando aparece no computador a frase ‘Teclado Não Instalado’,o fabricante pede p/ apertar qualquer tecla???

        *Se os homens são todos iguais, por que as mulheres escolhem tanto???
        *Por que quando a gente liga p/ um número errado nunca dá

        ocupado???

*Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força, quando a pilha está fraca???

*O instituto que emite os certificados de qualidade ISO 9002, tem qualidade certificada por quem???

*Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram,para    poder acertá-lo???

*Se a ciência consegue desvendar até os mistérios do DNA, porque    ninguém  descobriu ainda a fórmula da Coca-Cola???

*Como foi que a placa ‘É Proibido Pisar na Grama’ foi colocada

        lá???

* Por que quando alguém nos pede que ajudemos a procurar um objeto    perdido, temos a mania de perguntar: ‘Onde foi que você perdeu’???

*Por que tem gente que acorda os outros para perguntar se estavam                           dormindo???

*Se o Pato Donald não usa calças, por que ele amarra uma toalha na  cintura quando sai do banho???

 

Quer colaborar com esta área?

        Envie seu material, utilizando o nosso Fale_Conosco e selecionando como Assunto Sala Descompressão.

        As mensagens recebidas serão analisadas e sempre que possível as publicaremos.

Abraços,

Kendi Sakamoto .

Sensibilidade Masculina

25/01/2009
A mulher estava em coma na UTI, e as enfermeiras
lhe davam banho. Quando uma delas lavava sua vagina, ambas
notaram uma pequena reação no gráfico do monitor de
sinais vitais. Foram então ao marido, e lhe disseram:
– Pode parecer loucura, mas, talvez um pouco de
sexo oral possa trazê-la de volta do coma.
O marido permanecia cético, mas elas tanto
insistiram em que a tese tinha fundamento científico, que
ele, finalmente, se deixou convencer. As enfermeiras o
levaram até o quarto da esposa e explicaram que os
deixariam a sós, para que tivessem mais privacidade, mas
permaneceriam monitorando os aparelhos para acompanhar a
reação da paciente.
Após alguns minutos, soou o alarme do monitor dos
sinais vitais da mulher, e o gráfico tornou-se uma reta:
nada de pulso, nada de batidas do coração! As enfermeiras
correram para o quarto, desesperadas, e perguntaram ao
marido:
– O que aconteceu??!..
E o marido:
– Não sei.. …………. Acho que ela engasgou!!!!

Dicionário Brasileiro de Prazos

21/01/2009

DEPENDE: Envolve a conjunção de várias incógnitas, todas desfavoráveis. Em    situações anormais, pode até significar sim, embora até hoje tal fenômeno só    tenha sido registrado em testes teóricos de laboratório. O mais comum é que

  signifique diversos pretextos para dizer não.

JÁ, JÁ: Aos incautos, pode dar a impressão de ser duas vezes mais rápido do    que já. Ledo engano; é muito mais lento. Faço já significa “passou a ser    minha primeira prioridade”, enquanto “faço já já” quer dizer apenas “assim    que eu terminar de ler meu jornal, prometo que vou pensar a respeito.”

LOGO: Logo é bem mais tempo do que dentro em breve e muito mais do que daqui    a pouco. É tão indeterminado que pode até levar séculos. Logo chegaremos a    outras galáxias, por exemplo. É preciso também tomar cuidado com a frase

  “Mas logo eu?”, que quer dizer “tô fora!”.

MÊS QUE VEM: Parece coisa de primeiro grau, mas ainda tem estrangeiro que    não entendeu. Existem só três tipos de meses: aquele em que estamos agora,    os que já passaram e os que ainda estão por vir. Portanto, todos os meses,

  do próximo até o Apocalipse, são meses que vêm!

NO MÁXIMO: Essa é fácil: quer dizer no mínimo. Exemplo: Entrego em meia    hora, no máximo. Significa que a única certeza é de que a coisa não será                          entregue antes de meia hora.

PODE DEIXAR: Traduz-se como nunca.

POR VOLTA: Similar a no máximo. É uma medida de tempo dilatada, em que o    limite inferior é claro, mas o superior é totalmente indefinido. Por volta                          das 5h quer dizer a partir das 5h.

SEM FALTA: É uma expressão que só se usa depois do terceiro atraso. Porque    depois do primeiro atraso, deve-se dizer “fique tranqüilo que amanhã eu    entrego.” E depois do segundo atraso, “relaxa, amanhã estará em sua mesa. Só

  aí é que vem o amanhã, sem falta.”

UM MINUTINHO: É um período de tempo incerto e não sabido, que nada tem a ver                          com um intervalo de 60 segundos e raramente dura menos que 5 minutos.

TÁ SAINDO: Ou seja: vai demorar. E muito. Não adianta bufar. Os dois verbos    juntos indicam tempo contínuo. Não entendeu? É para continuar a esperar?    Capisce! Understood? Comprendez-vous? Sacou? Mas não esquenta que já tá                          saindo…

VEJA BEM: É o Day   after do depende. Significa “viu como pressionar não    adianta?” É utilizado da seguinte maneira: “Mas você não prometeu os    cálculos para hoje?” Resposta: “Veja bem…” Se dito neste tom, após a   frase “não vou mais tolerar atrasos, OK?”, exprime dó e piedade por   tamanha

  ignorância sobre nossa cultura.


Chiclete Argentino

20/01/2009
Um brasileiro está calmamente tomando o café da
manhã quando um argentino típico, mascando chicletes,
senta-se ao lado dele.
O brasileiro ignora o argentino (óbvio) que, não se
conformando, começa a puxar conversa:
– Argentino: Você come este pão inteirinho?
– Brasileiro (de mau humor): Claro.
– Argentino: Nós não. Nós comemos só o miolo, a
casca nós vamos juntando num container, depois
processamos,transformamos em croissant e vendemos para o
Brasil.
O Brasileiro ouve calado.
O Argentino insiste: Você come está geléia com o pão?
– Brasileiro: Claro.
– Argentino: Nós, não. Nós comemos frutas frescas
no café da manhã jogamos todas as cascas, sementes e
bagaços em containers,depois processamos, transformamos em
geléia e                          vendemos para o Brasil.
– Brasileiro: E o que vocês fazem com as camisinhas depois
de usadas?
– Argentino: Jogamos fora, claro!
– Brasileiro: Nós não. Vamos guardando tudo em
contâineres, depois processamos, transformamos em
chicletes e vendemos                          para a Argentina…

Kilometragem do brasileiro por litro

19/01/2009
Um estudo recente conduzido pela Universidade Federal de São Paulo mostrou que cada brasileiro caminha em média 1.440 km ao ano.
Outro estudo feito pela Associação Médica Brasileira mostrou que o brasileiro consome, em média, 86 litros de cerveja ao ano.
A conclusão é animadora: – O brasileiro faz 16,7 km por litro.
Um estudo recente conduzido pela Universidade Federal de São Paulo mostrou que cada brasileiro caminha em média 1.440 km ao ano.
Outro estudo feito pela Associação Médica Brasileira mostrou que o brasileiro consome, em média, 86 litros de cerveja ao ano.
A conclusão é animadora: – O brasileiro faz 16,7 km por litro.

Licença pelo INSS

18/01/2009
Uma dica aos amigos que ainda não se aposentaram.
Quando  apresentei minha documentação para uma   merecida  licença do INSS, a  atendente pediu a carteira de  identidade   pra confirmar minha idade…
Procurei e percebi que esquecera o documento em casa e  fui logo informando à atendente:
    – Esqueci, vou até em casa buscar e já volto.
      A mulher respondeu dizendo:
    – Desabotoe a camisa.
    Abro a camisa meio sem jeito e revelo meu tórax cheio de  pelos grisalhos  e ela comenta:
   – Esse pelo prateado é prova bastante para mim.
     E processa o protocolo, recebendo a documentação.
    Quando chego em casa e conto para a Deusa da minha vida sobre a experiência no guichê do INSS, ela me disse:
     – Você devia ter baixado as calças. Ia conseguir uma aposentadoria por invalidez!

Empregada pedindo aumento

16/01/2009
– Madame, estou precisando de um aumento.
A senhora muito chateada pergunta:
– Maria, porque você acha que merece um aumento? Você só está aqui há 3 meses.
Madame, há três razões porque eu acho que mereço um aumento.
– Em primeiro lugar eu lavo e passo as roupas melhor do que a senhora.
– Quem foi que disse isso?
– Foi o patrão quem disse.
Em segundo lugar eu cozinho melhor do que a senhora.
– Que absurdo, quem disse isso?
– Foi o patrão quem disse.
Em terceiro lugar eu sou melhor na cama que a senhora.
– Filha da puta. Foi meu marido quem disse isso também?
– Não madame, foi o motorista…
– QUANTO VOCÊ QUER DE AUMENTO ?

Diversas

16/01/2009

Uma velha loira sai do consultório sem entender muito o que o médico falou.

  Intrigada, volta e pergunta outra vez ao doutor:
  -Doutor, o senhor disse capricórnio ou sagitário?

  -Câncer, senhora, câncer!!!!

Outra velha loira pergunta à sua netinha:

  -Chiquinha, me fala: como se chama aquele alemão que me deixa                           completamente                          doida?

  -Alzheimer, vovó!

Uma loira pergunta a outra:

  -Você acha que tem problema se tomar pílula com diarréia?
  Ao que a outra, “ainda mais loira”, responde:

  -Acho que não. Mas porque é que você não toma com água?

Domingo pela manhã, o   homem cortava sua grama calmamente quando sua vizinha loira e gostosa   caminhou até a caixa do correio, abriu a caixa e fechou com força e   voltou furiosa para casa.

  O homem continuou lá, aparando a grama, quando de repente a musa loira    voltou. Ela caminhou bufando até a caixa do correio, abriu e socou a caixa     e voltou prá casa batendo o pé.
  Poucos minutos se passam, quando a loira aparece   novamente. Com o andar impaciente, abre a caixa do correio, xinga, bate   a caixa e volta queixosa.
  O homem, já bastante curioso com a situação, pergunta:
  -Algo errado, vizinha?
  Ao que ela responde:

  -Tudo errado! Aquele meu computador estúpido não pára de dizer que minha caixa de correio esta cheia!

A loira estava tentando tirar a tampa da Coca-Cola e não conseguia.

  -“Que inferno!”
  O dono do bar explicou:
  -“Você tem que torcer”.
  E a loira, batendo palmas:

  -“Tam-pi-nha!!! Tam-pi-nha!!!”

O psiquiatra pergunta prá loira:

  – Você costuma escutar vozes sem saber quem está falando ou de onde vem?
  – Sim… costumo!
  – E quando isso acontece?

  – Quando atendo o telefone!

A loira passeava pelo shopping, quando de repente, encontra uma velha                          conhecida:

  – Nossa, maravilhosa! Como você emagreceu!
  – Pois é, perdi quinze quilos! Eu tive de extrair um rim!!!

  – Credo! Eu não sabia que um rim pesava tanto!

Em um avião indo para Nova York, a comissária se dirige a uma loira,                           sentada                          na divisão reservada para a primeira classe, e pede para que se mude para a                          classe econômica, pois ela não tinha a passagem para a primeira classe.

  A loira replicou dizendo:
  – Eu sou loira, eu sou bonita, estou indo para Nova York e eu não vou sair.
  Não querendo argumentar com a passageira, a comissária pede ao co-piloto                          para falar com ela. Ele foi e solicitou que ela fizesse a gentileza de sair                          da primeira classe.
  Novamente, a loira respondeu:
  – Eu sou loira, eu sou bonita, estou indo para Nova York e eu não vou sair.
  O co-piloto voltou para a cabine de comando e perguntou ao piloto o que                          deveria fazer.
  – Eu sou casado com uma loira e eu sei como lidar com isso, responde o                          piloto.
  Foi para a primeira classe e sussurrou no ouvido da loira… Ela
  imediatamente pulou da cadeira correu para o setor econômico resmungando                          para si:
  – Por que ninguém me disse antes?…
  Surpresos, a comissária e o co-piloto perguntaram o que ele havia dito para                          a loira que a convenceu a sair tão rapidamente.

  – Eu apenas disse que a primeira classe não estava indo para Nova York!

Duas loiras peruas se encontram.

  – Menina, que blusa linda você está usando!
  – Você gostou? É de uma lã especial! Foram necessárias oito ovelhas para    confeccioná-la!

  – Nooossa, que chique! Eu nem sabia que já tinham ensinado ovelhas a                          costurar!

Sinceridade

15/01/2009
Seja sincero com seus clientes!…
Uma mulher entra em uma concessionária Mercedes Benz e começa a
examinar um carro.
Ao inclinar-se para sentir o revestimento de couro, deixa escapar um sonoro pum.
Muito envergonhada, ela nervosamente dá uma olhada para ver se alguém
notou o pequeno acidente, esperando que nenhum vendedor aparecesse
aquele momento,porém…..ao virar-se, dá de cara com um vendedor que
já estava atrás dela.
– Bom dia, senhora. Como posso ajudá-la hoje?
Muito sem graça, ela pergunta:- Por favor, qual o preço deste adorável veículo?
O vendedor responde:- A senhora me desculpe a sinceridade, mas se a senhora
peidou somente ao vê-lo, vai se cagar toda quando souber o preço.

O amor é lindo

17/12/2008
O marido chega em casa e diz pra mulher:
– Querida, hoje vou amar-te.
Resposta da mulher:
– Por mim vc pode ir a Marte, a Júpiter e até a Puta que te Pariu… desde que me deixe dormir em paz!!!

Pânico no ônibus

16/12/2008
Dois times de futebol feminino, um só de mulheres morenas e outro só de                             louras, contrataram um ônibus de excursão de dois andares para um torneio em   outra cidade.
O time das morenas foi no andar de baixo e o das louras no Andar de cima.
As morenas no andar de baixo viajaram fazendo a maior zona até que uma delas   notou que o andar de cima estava muito quieto. Quando a morena chegou no   andar de cima, ela viu que todas as louras estavam congeladas de pânico,   segurando fortemente os braços de suas poltronas e todas olhando para a
frente.
A morena perguntou: – O que está acontecendo aqui? Nós estamos fazendo uma   festança lá embaixo!!!!!
Uma das louras se vira e responde:
– É, mas vocês têm motorista né!?

ortuguês Prevenido

16/12/2008

Eram três amigos: um italiano, um brasileiro e   um português que trabalhavam numa empresa juntos. Todo dia eles notavam   que o chefe saía mais cedo..

Então eles resolvem sair logo depois do chefe, já que não ia ter ninguém para dar bronca. E assim fizeram.

O brasileiro aproveita e vai ao boteco tomar uma cerveja.

O italiano vai para casa e prepara um belo macarrão.

O português vai para casa descansar.

Chegando em casa ele abre a porta do quarto devagarzinho e vê sua mulher na cama com o chefe!

Ele fecha a porta sem fazer barulho e sai.

No dia seguinte, o brasileiro e o italiano resolvem repetir a dose e chamam o português, mas esse responde:

– Não vou não. Ontem quase que fui pego.…

Hotel 5 Estrelas

16/12/2008

Ana, fez sua primeira viagem aos EUA.

  Tudo era novidade! Hospedou-se num tremendo cinco estrelas.
  O Plaza Hilton! Ao chegar em sua suíte foi fazer um xixizinho.
  Estava apertada.
  Sentou naquele luxuoso banheiro e ao terminar, notou que faltava papel higiênico!

  Muito puta, de dentro do banheiro mesmo, interfonou para a recepcionista bilingüe:

– Minha filha… que absurdo! Um hotel dessa categoria sem papel higiênico?

–    Desculpe senhora, não usamos mais esse tipo de material em nossos hotéis…

  – Senhora, veja o painel a seu lado. Aperte o primeiro botão à sua esquerda.

Ana, curiosa seguiu as instruções.

  Imediatamente um jatinho delicioso de água morna foi esguichado em sua perereca!

– Senhora, agora aperte o segundo botão, ao lado do primeiro.

Imediatamente, um ventinho quente rapidamente secou sua perseguidinha!

– Que maravilha, falou Ana.

– Espere senhora. Por favor agora aperte o terceiro botão.

Ana apertou, e sentiu uma borrifada de um delicioso perfume

  francês ser lançado entre suas pernas! Maravilhada com aquela tecnologia,    Ana não se conteve e exclamou:

– C a a a a r a a a a a l h o!

E a solícita recepcionista bilingüe imediatamente respondeu:

– É no botão vermelho, senhora.

  Queira, por gentileza, especificar o comprimento e a espessura!!!

Enterro em Cuba

15/12/2008
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008, 9:34
Toda a família em Cuba se surpreendeu quando chegou de
Miami um ataúde com o cadáver de uma tia muito querida.
O corpo estava tão apertado no caixão que o
rosto estava colado no visor de cristal….
Quando abriram o caixão encontraram uma carta,
presa na roupa com um alfinete, que dizia assim:
‘Queridos Papai e Mamãe.
Estou lhes enviando os restos de tia Josefa                          para que façam seu enterro em Cuba , como ela queria.
Desculpem por não poder acompanhá-la, mas                          vocês compreenderão que tive muitos gastos com todas as
coisas que, aproveitando as circunstâncias, lhes envio.
Vocês encontrarão, dentro do caixão, sob o
corpo, o seguinte:
9 latas de atum Bumble Bee,
10 frascos de condicionador,
8 de xampu Paul Mitchell,
12 frascos de Vaselina Intensive Care (muito
boa para a pele. Não serve para cozinhar!),
12 tubos de pasta de dente Crest,
12 escovas de dente,
10 latas de Spam das boas (são espanholas),
4 latas de chouriço El Miño.
Repartam com a família, sem brigas!
Nos pés de titia estão um par de tênis                          Reebok novos, tamanho 39, para o Joseíto (é para ele,                          pois com o cadáver de titio não se mandou nada para ele,                          e ele ficou amuado).
Sob a cabeça há 4 pares de ‘popis’                          novos para os filhos de Antônio, são de cores diferentes                          (por favor, repito não briguem!).
A tia está vestida com 15 pulôveres Ralph                          Lauren, um é para o Robertinho e os demais para seus                          filhos e netos.
Ela também usa uma dezena de sutians Wonder                          Bra (meu favorito), dividam entre as mulheres;
Também os 20 esmaltes de unhas Revlon que                          estão nos cantos do caixão. As três dezenas de calcinhas                          Victoria ‘s Secret devem ser repartidas entre minhas                          sobrinhas e primas.
A titia também está vestida com nove calças                          Docker’s e 3 jeans Lee. Papai, fique com 3 e as outras                          são para os meninos.
O relógio suíço que papai me pediu está no                          pulso esquerdo da titia.
Ela também está usando o que mamãe pediu                          (pulseiras, anéis, etc).
A gargantilha que titia está usando é para a                          prima Rebeca, e também os anéis que ela tem nos pés. E                          os oito pares de meias Chanel que ela veste são para                          repartir entre as conhecidas e amigas, ou, se quiserem, as                          vendam (por favor, não briguem por causa destas coisas,                          não briguem).
A dentadura que pusemos na titia é para o                          vovô, que ainda que não tenha muito o que mastigar, com                          ela se dará melhor (que ele a use, custou caro).
Os óculos bifocais, são para o Alfredito,                          pois são do mesmo grau que ele usa , e também o chapéu                          que a tia usa .
Os aparelhos para surdez que ela tem nos                          ouvidos são para a Carola. Eles não são exatamente os                          que ela necessita, mas que os use mesmo assim, porque são                          caríssimos.
Os olhos da titia não são dela, são de                          vidro. Tirem-nos e nas órbitas vão encontrar a corrente                          de ouro para o Gustavo e o anel de brilhantes para o                          casamento da Katiuska.
A peruca platinada, com reflexos dourados, que                          a titia usa também é para a Katiuska, que vai brilhar,                          linda, em seu casamento.
Com amor, sua filha                          Carmencita.
PS1: Por favor, arrumem uma roupa para vestir a
tia para o enterro e mandem rezar uma missa pelo descanso de                          sua alma , pois realmente ela ajudou até depois de morta.
Como vocês repararam o caixão é de madeira                          boa (não dá cupim);                          podem desmontá-lo e fazer os pés da cama de
mamãe e outros consertos em casa.
O vidro do caixão serve para fazer um                          porta-retrato da fotografia da vovó, que está, há anos                          precisando de um novo. Com o forro do caixão, que é de                          cetim branco (US$ 20,99 o metro) Katiuska pode fazer o seu                          vestido de noiva.
Na alegria destes presentes, não esqueçam de                          vestir a titia para o enterro!!!
Com amor,
Carmencita.
PS2: Com a morte de tia Josefa, tia Blanca caiu                          doente.Façam os pedidos com moderação. Bicicleta não
cabe nem desmontada e carburador do Lada, modelo 1968, aqui                          ninguém ouviu falar.

Estagiário

09/12/2008

Um  Presidente de uma determinada empresa,   casado há 45 anos, está na maior  dúvida se transar com a mulher, depois   de tanto tempo de casamento, é  trabalho ou prazer.

  Na dúvida, ligou pro Diretor Geral e   perguntou. Por sua vez, o Diretor ligou pro Vice-Diretor e fez a mesma   pergunta.
  O Vice-Diretor ligou pro Gerente Geral e fez a mesma pergunta.
  E  assim seguiu-se a corrente de ligações até   que a pergunta chegou ao  Setor Jurídico e o Advogado Chefe perguntou,   como de praxe, pro Estagiário que estava todo afobado fazendo mil coisas   ao mesmo tempo.
  – Rapaz, você tem um minuto pra responder se   quando o Presidente da empresa transa com a mulher dele é trabalho ou   prazer ???
  – É prazer, Doutor!!! – respondeu o Estagiário prontamente e com segurança.
  – Ué ??? Como é que você pode responder isso com tanta segurança e certeza ???

  – É que…. se fosse trabalho, já tinham mandado eu fazer.…

Advogados X Médicos

09/12/2008

 

Advogados não são fáceis, mas médicos, às vezes são piores….

 

 

Um advogado, andando pela rua, viu uma placa que dizia:

 

 

Clínica Médica: tratamos qualquer doença; resultado garantido ou seu dinheiro                          de volta em DOBRO.’

 

 

E pensou: ‘Esses caras   tão se achando espertos, vou enganá-los e ainda tirar uma grana.’ Entrou   na clínica, pagou a consulta e o médico o recebeu  sorridente:

 

 

– Pois não, o que o traz até aqui?

 

 

– Doutor, estou aqui com   um grande problema, perdi meu paladar, não consigo mais sentir o gosto   de nada; água, café, feijão, arroz.

 

 

E o médico: – Ah, pois não. Enfermeira, por favor, traga o pote número 13.

 

 

E veio o pote cheio de merda; o médico encheu uma colher e enfiou na boca do advogado.

 

 

– O que é isso? O senhor me deu merda?!! Tá maluco ???

 

 

E o médico imediatamente:   – Pronto, recuperou seu paladar, está curado!

 

 

O advogado saiu puto da   vida pensando: ‘O filho da puta me  pegou dessa vez, mas agora tenho que   recuperar minha grana.  Dessa vez vou meter uma infalível.’

 

 

Dias depois entrou na clínica, pagou novamente a consulta e…

  – Ora, ora, o senhor aqui de novo?!

 

 

E o advogado:

  – Como assim, de novo? Quem é o senhor, quem sou eu? Perdi minha memória. O que estou fazendo aqui?

 

 

O médico sem pestanejar: – Ah, pois não, enfermeira, o pote número 13.

 

 

– O pote 13 de novo não, porra!

 

 

– Maravilha, recuperou a memória, está curado!

 

 

E o advogado, puto da   vida…   Levou meu dinheiro de novo. Não é possível! Dessa vez não vou   dar chance.’ Uma semana depois lá estava o advogado novamente e…

 

 

– Mas vejam só, o senhor novamente! Em que posso ajudá-lo dessa vez?

 

 

– Pois é doutor, estou   acabado dessa vez, perdi o tesão! Não tenho mais vontade de comer   ninguém. Vejo a Juliana Paes, a Flávia Alessandra, a Ana Paula Arósio e   nada… não tenho mais vontade nenhuma…

 

 

O médico pensou um pouco e solicitou: – Enfermeira, o pote número…

 

 

– Se vier com essa porra   de pote número 13 mais uma vez vou foder com o senhor, vou foder com   essa sua enfermeira filha-da-puta… vou foder com todo mundo!…

 

 

– Pronto, já recuperou seu tesão! Está curado novamente !!!

 

A rifa do burro

02/12/2008
Certa vez quatro meninos foram ao campo e, por 100
reais, compraram o burro de um velho camponês. O homem combinou entregar-                          lhes o animal no dia seguinte.
 
Mas quando eles voltaram para levar o burro, o                          camponês lhes disse:
 
– Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O                          burro morreu.
 
– Então devolva-nos o dinheiro!
 
– Não posso, já o gastei todo.
 
– Então, de qualquer forma, queremos o burro.
 
– E para que o querem? O que vão fazer com ele?
 
– Nós vamos rifá-lo.
 
– Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?
 
– Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está
morto.
 
Um mês depois, o camponês se encontrou novamente com
os quatro garotos e lhes perguntou:-
 
– E então, o que aconteceu com o burro?
 
– Como lhe dissemos, o rifamos. Vendemos 500 números
a 2 reais cada um e arrecadamos 1.000 reais.
 
– E ninguém se queixou?
 
– Só o ganhador. Porém lhe devolvemos os 2 reais e
ficou tudo resolvido.
 
Os quatro meninos cresceram e um deles fundou um
banco chamado Opportunity, um outro o Banco chamado Marka, o terceiro fundou                          uma igreja chamada Universal e o último tornou-se Ministro do Supremo                          Tribunal Federal. Quanto ao camponês, única testemunha do fato, sumiu                           misteriosamente.


Nada acontece por acaso

25/11/2008

De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas.

Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto.

Mas a natureza humana não é muito paciente.

Temos pressa em tudo! Aí acontecem os atropelos do destino,

  aquela situação que você mesmo provoca,
  por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.

Mas alguém poderia dizer: – Mas qual é esse tempo certo?

Bom, basta observar os sinais.

Geralmente quando alguma   coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, pequenas   manifestações do cotidiano enviarão sinais indicando o caminho certo.

Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido,

  uma observação qualquer.

Mas com certeza,o   sincronismo se encarregará de colocar você no lugar certo,na hora certa,   no momento certo, diante da situação ou da pessoa certa!

Basta você acreditar que nada acontece por acaso

A crise vista por um americano

25/11/2008

O sujeito ao lado é americano, e se chama   Marc Faber. Ele é analista de Investimentos e empresário. Em junho de   2008, quando o Governo Bush estudava lançar um projeto de ajuda à   economia americana, ele encerrava seu boletim mensal com um comentário   bem-humorado, não fosse trágico…

O Governo Federal está concedendo a cada um de nós uma bolsa de U$ 600,00.

Se gastarmos esse dinheiro no supermercado Wall-Mart, esse dinheiro vai para a China.

Se gastarmos com gasolina, vai para os árabes.

Se comprarmos um computador, vai para a Índia.

Se comprarmos frutas e vegetais, irá para o México, Honduras e Guatemala.

Se comprarmos um bom carro, irá para a Alemanha.

Se comprarmos bugigangas, irá para Taiwan e nenhum centavo desse dinheiro ajudará a economia americana.

O único meio de manter   esse dinheiro na América é gastá-lo com prostitutas e cerveja,   considerando que são os únicos bens ainda produzidos por aqui.

Estou fazendo a minha parte.…

O Chefe e a Placa

27/10/2008

Um chefe, sentindo que os seus

  subordinados não respeitavam sua liderança,   resolveu colocar a seguinte placa na porta de entrada de seu escritório:

‘AQUI QUEM MANDA SOU EU’.

Após voltar de uma reunião, encontrou um bilhete em cima da sua mesa, que dizia:

‘Sua esposa ligou e disse que é pra devolver a placa que é dela’.

Planejamento Estratégico

21/10/2008
No confessionário, chega o pequenino (mas velho conhecido) Genito e confessa:<br>
<br>
– Padre, eu pequei. Fui seduzido por uma mulher casada que se diz séria.<br>
<br>
– És tu, Genito?<br>
<br>
– Sim, Sr. Padre, sou eu.<br>
<br>
– E com quem estivestes tu?<br>
<br>
– Padre, eu já disse o meu pecado… Ela que confesse o dela.<br>
<br>
– Repara, mais tarde ou mais cedo eu vou saber, assim é melhor que me digas agora. Foi a Isabel Fonseca?<br>
<br>
– Os meus lábios estão selados.<br>
<br>
– A Maria Gomes?<br>
<br>
– Por mim, jamais o saberá…<br>
<br>
– Ah! A Maria José?<br>
<br>
– Não direi nunca!!!<br>
<br>
– A Rosa do Carmo?<br>
<br>
– Padre, não insista!!!<br>
<br>
– Então foi a Catarina da pastelaria, não?<br>
<br>
– Padre, isto não faz sentido.<br>
<br>
O Padre rói as unhas desesperado e diz-lhe então:<br>
<br>
– És um cabeça dura, Genito, mas no fundo do   coração admiro a tua reserva.Vai rezar vinte Pais-Nossos e dez   Ave-Marias… Vai com Deus, meu filho…<br>
<br>
Genito sai do confessionário e vai para os   bancos da igreja. O seu amigo Maneco desliza para junto dele e   sussurra-lhe:<br>
<br>
– E então? Conseguiu?<br>
<br>
– Consegui. Tenho cinco nomes de mulheres casadas que dão para todo mundo.<br>
<br>
Isso é planejamento estratégico…


A Advogada e o Surdo mudo

21/10/2008
Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado dez    milhões de dólares do caixa.<br>
<br>
O contador era surdo-mudo. Por isto fora admitido, pois nada poderia                          ouvir e em caso de um eventual processo, não poderia depor como                          testemunha.<br>
<br>
Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os US$10 milhões, levou                          junto sua advogada, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos.<br>
<br>
O chefão perguntou ao contador:<br>
<br>
– Onde estão os U$10 milhões que você levou?<br>
<br>
A advogada, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao                          contador que logo respondeu (em sinais):<br>
<br>
– Eu não sei do que vocês estão falando.<br>
<br>
A advogada traduziu para o chefão:<br>
<br>
– Ele disse não saber do que se trata.<br>
<br>
O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador, gritando:<br>
<br>
– Pergunte a ele de novo.<br>
<br>
A advogada, sinalizando, disse ao infeliz:<br>
<br>
– Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro.<br>
<br>
O contador sinalizou em resposta:<br>
<br>
– OK, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que                          está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no nº 400, da Rua                          26, quadra 8, no bairro Santa Marta!<br>
<br>
O mafioso perguntou para advogada:<br>
<br>
– O que ele disse?<br>
<br>
A advogada respondeu:<br>
<br>
Ele disse que não tem medo de viado e que você não é macho o bastante                          para puxar o gatilho.

O menor conto de fadas do mundo

08/10/2008
Era uma vez um belo rapaz que pediu a uma linda garota:
– Você quer casar comigo?
Ela respondeu:
– NÃO!
E o rapaz viveu feliz para sempre, foi pescar, jogou futebol, conheceu muitas outras garotas, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou carro, mobiliou sua casa.
Sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava grana, bebia cerveja com os amigos e ninguém mandava nele.
A moça teve celulite, varizes, os peitos caíram, a bunda murchou e ……..
Ficou sozinha.
FIM

De camelô a guru de Marketing

08/08/2007
Naísa Modesto Um homem com gestos espontâneos, sorriso no rosto e linguagem popular. Esse jeito diferente, aliado a uma visão simples e eficiente, levou David Portes de vendedor de doces a palestrante renomado. O homem que fez sua vida com uma barraca de doces no Centro do Rio de Janeiro desenvolveu táticas exemplares de venda e fidelização de clientes, deixou muito empresário admirado com suas estratégias e fez sua fama – dando entrevista até para a rede norte-americana de televisão CNN. O guru do Maketing que não se enquadra nos padrões de professor já recebeu diversos prêmios e até concorreu ao The Bizz Awards 2006, na categoria Palestrante do Ano, o que lhe proporcionou uma viagem aos Estados Unidos. Em uma conversa com o Jornal Carreira & Sucesso, o ex-camelô conta sobre o começo sofrido ao lado da esposa grávida e suas idéias para satisfazer o cliente. Jornal Carreira & Sucesso: Como você começou a vender doces? David Portes: Faz muito tempo, são 19 anos. Era bóia-fria e trabalhava na roça para uma família. Fui para o Rio de Janeiro (RJ) em busca de um sonho. Na época, já era casado e minha esposa foi comigo para o Rio. Quando cheguei, arrumei um emprego de motorista na Polygram e com o tempo aluguei um barraco na Rocinha – com um quarto – e pagava com o meu salário. Mas a empresa me mandou embora – naquela época a Polygram já não estava muito bem – e eu não queria voltar para o interior. Ficamos na capital dormindo na rua. Catava latinha na praia. Um dia, quando fui encontrar minha esposa, ela estava passando muito mal, sentia dores e tinha de ser medicada. Eu precisava de R$ 12 para comprar o medicamento. Em vez de comprá-lo, mudei meu rumo e comprei R$ 12 em doces. Eu não sabia que tinha este dom de encantar e conquistar os meus clientes – em duas horas vendi todos os doces. Pude comprar o remédio e com o restante do dinheiro fiz meu capital de giro e continuei vendendo. C & S: Quando você perdeu seu emprego, pensou em voltar para o interior? Portes: Não, achei que todas aquelas dificuldades me serviriam como um ensinamento, foi uma prova de Deus. Ele fechou uma porta e eu tenho certeza de que naquele momento que eu não comprei o remédio foi ele quem me deu essa luz. Veja bem, um cara que nunca estudou e hoje dá palestras no mundo todo, ganha prêmio nos Estados Unidos… C & S: Naquela situação em que vocês estavam, deixar de comprar o remédio e apostar nos doces era bastante arriscado. Você pensou que isso podia dar errado? Portes: Sim, poderia ter dado tudo errado, mas para você poder sair da vida difícil, você tem de arriscar. Aquela era minha única saída naquele momento. Depois ainda tinha de pagar o porteiro do prédio na região em que trabalhava porque foi ele quem me emprestou os R$ 12. Fui comprando e vendendo até conseguir montar a banca. Com um ano de funcionamento, ela já estava bombando. C & S: Essa atitude foi mais uma questão de visão ou de sobrevivência? Portes: Não sei. Tinha de devolver o dinheiro emprestado e comprar o remédio da minha esposa: era eu ou o porteiro (risos). Foi atitude e coragem. Eu tinha de fazer isso, esse era o caminho. Não tem como mudar: a história tinha de acontecer comigo. C & S: Como conseguiu montar a banca? Portes: Isso foi fruto de muito trabalho. Vendendo e comprando, vi a necessidade de trabalhar com mais tipos de doces. Em um ano, já tinha 280 itens na banca, e com isso as vendas cresceram – quanto mais produtos você oferece mais crescem as vendas. A diversidade de produtos atraiu um número maior de clientes. Outra coisa: desde aquela época já separei os produtos na banca como loja de departamento. Tinha o setor dos produtos diet e o de refrigerados, por exemplo. Até “drive thru” e call center tinha. (risos) Só o McDonald’s e a Banca do David tinham. Coloquei dois cones próximos ao meio-fio e coloquei a placa indicando “drive thru”. O pessoal parava com o carro no sinal aproveitava para fazer o pedido e levávamos no carro. Esse também foi um diferencial. É o que eu digo: o cliente é nosso rei, a gente tem de encantá-lo, e não o contrário. Temos de fidelizá-lo e, para isso, é preciso fazer diferente. C & S: Como surgiu a idéia de criar uma pequena central de atendimento na banca? Portes: Fazemos pesquisas e descobrimos que as pessoas queriam isso. Muita gente trabalha naqueles prédios altos e não tem como descer para ir até a banca. Colocamos uma caixa de sugestões na banca e perguntamos a elas qual o serviço poderíamos oferecer para atender melhor. Era isso mesmo, queriam o “delivery”. Isso há 18 anos, naquela época, quase ninguém fazia isso. Ao lado da banca, havia três orelhões e passamos a usá-los para isso. Até que a Telemar descobriu, tirou os telefones dali e colocou numa outra esquina. Tive de comprar um celular e, assim, comecei o call center – fiz cartões e mandei distribuir. Depois disso veio a loja virtual. Vi a necessidade de colocar um catálogo de produtos online para a pessoa poder escolher o que queria. Isso até me ajudou a liberar a linha do call center, porque não a ocupávamos mais com ligações de gente que queria saber o que tinha na banca. É muito mais prático. É o que eu disse: faça diferente. Deixe o atendimento como um marco para o cliente. C & S: Isso foi determinante para o sucesso da banca? Portes: É atitude. Tem de ter atitude para fazer as coisas. Para mim, isso é tudo. Não tenho medo de cometer erros, vou sempre em busca de fazer diferente, não fico estacionado – essa é a grande sacada. Hoje em dia, todos os produtos estão num patamar só, por isso a grande sacada é criar um atendimento diferenciado: atender bem, com carinho, com um sorriso, e inovar! C & S: O senhor falou em fidelização dos clientes. Como trabalhava isso? Portes: De várias maneiras: com brinde, com atendimento e fazendo com o que o cliente se sentisse bem. Para abrir um negócio, tem de ter um sorriso, porque um sorriso abre todas as portas e também abre as carteiras (risos). C & S: E as promoções? São criações suas também? Portes: Sim, até hoje! Quem cuida da banca são meus irmãos, que vieram da roça para trabalhar comigo. Sou eu quem cria, mas são eles que ficam com o dinheiro (risos). Deixei a coisa bem estruturada para eles. C & S: Dessas promoções, qual você acha mais interessante? Portes: Lá na banca temos os “Davizetes”, moças e rapazes que são contratadas para fazer pesquisa e chamar a atenção das pessoas também. Percebi que a venda da seção de doces tinha caído, e com essas pesquisas ficou constatado que os clientes estavam indo mais ao dentista em razão do aparecimento de cáries. Pensei: por que não proteger a saúde dos cliente? Eu não perco o cliente e ele não perde o dente (risos). Criei a promoção “Dente Limpo”, que consistia num cartão de “milhas” com as figuras dos 32 dentes. Quem queria, podia se cadastrar para participar da promoção. Foram mais ou menos 500 participantes. A cada compra que faziam com valor mínino de R$ 3, ganhavam um dos dentinhos do cartão. Quando completasse os 32 dentes, o cliente ganhava uma limpeza de tártaro e aplicação de flúor. Hoje o David suja, mas depois manda limpar (risos)! C & S: Quantos clientes têm cadastro na banca hoje? Portes: Temos uma base com mais de 5 mil clientes, mas muda muito. O ponto é de grande circulação, é um centro comercial. Estamos sempre nos renovando, cativando as pessoas novas. C & S: Como você se tornou palestrante? Portes: Fui descoberto por um jornalista. Fazia meu Marketing lá na banca e o Ricardo Boechat passou por lá e achou interessante. Imagina só um camelô fazendo Marketing na calçada! Depois saiu na mídia – apareci na Exame, na Veja, na Meio & Mensagem – e o que eu estava fazendo foi aparecendo cada vez mais. José Carlos Teixeira, que já trabalhava com profissionais de Marketing, estava organizando um evento em São Paulo para 180 grandes empresários, entre eles Antônio Ermírio de Moraes: era o 12º Fórum de Marketing Industrial. Ele me convidou para participar e contar sobre o meu trabalho, e eu fui. As pessoas gostaram muito, e por isso começaram a me chamar para dar palestras. Isso faz sete anos, já fiz 730 palestras! C & S: Qual o próximo passo? Portes: Este ano vamos ter a franquia da Banca do David Café. Devemos inaugurar a primeira em novembro, e vamos partir para o Brasil todo. A banca faz parte de toda minha história e é como um ponto de turismo. A idéia agora é mostrar toda essa história para as pessoas e colocar à disposição dos clientes na loja uma biblioteca, venda de souvenirs e a parte da cafeteria. C & S: E a banca que deu origem a tudo isso? Portes: Ainda existe! A banca e uma loja. Fica na av.Presidente Wilson [Rio de Janeiro], em frente à Academia Brasileira de Letras. C & S: Quando começou a trabalhar, oferecer os produtos e atender os clientes já sabia que essas eram estratégias de Marketing? Portes: Não sabia nada. Aliás, até hoje eu não sei (risos)! Não sei o que é isso não, só sei que faço direito. Já competi com palestrantes da área de Marketing e ganhei prêmios sem nunca ter estudado Marketing na vida. Sou autodidata. Bolo minhas idéias sozinho, sem apoio de livros. Hoje citam bastante meu case nas faculdades. Isso é bacana, ainda mais por eu não ter estudado, faço as coisas intuitivamente. Sabia que precisava fazer alguma coisa para me diferenciar dos meus concorrentes e, assim, encantar e fidelizar o cliente. C & S: O que você coloca nas suas palestras hoje em dia? Portes: Falo um pouco da minha vida, de como comecei, para motivar as pessoas e mexer com a emoção. Depois falo do crescimento da banca, de Marketing, dou dicas e organizamos dinâmicas. Também falo de vendas e mostro como fazemos o atendimento. C & S: Quais características suas o ajudaram a chegar tão longe? Portes: Simplicidade, empatia, tratar as pessoas com transparência e fazer as coisas certas. Uso sempre a velha máxima: “é dando que se recebe”. Numa mão aberta, as coisas saem tanto quanto entram. Numa mão fechada, nem entra, nem sai. Trato as pessoas com respeito e carinho. Um gesto negativo é como uma gota de veneno num balde com água: contamina tudo! Temos sempre de buscar algo positivo.

Loira em Santos

07/10/2008
Uma loira gostosíssima ia se jogar no mar, no cais do porto de Santos,quando apareceu um marinheiro:
– Moça, não faça isso!
– Vou me jogar, minha vida é uma droga!
– Não faça isso! Olha, meu navio está de partida para a Europa. Por que você não vem comigo e pensa melhor? Se, chegando lá, você ainda quiser se matar, pelo menos terá conhecido a Europa.
A loira achou a proposta razoável e seguiu com ele para o bote salva-vidas, onde viajaria clandestinamente.
Durante duas semanas ele a visitava à noite levando comida, água e depois fazia amor com ela.
Comida, água e créu. Comida, água e créu.
Até que um dia o capitão fez uma inspeção nos botes e descobriu a loira.
Ela, sem saída, lhe contou a verdade:
– Olhe, eu estou aqui, seguindo para Europa, porque um marinheiro me trouxe a bordo…
Todas as noites ele me traz comida e água, e como agradecimento eu dou pra ele.
E combinamos assim até chegarmos a Europa… ….. Ainda falta muito?
– Não sei moça. Por enquanto, esta balsa só faz a travessia Santos-Guarujá

Prostituta Milionária

07/10/2008
Um cara, andando pelas ruas de Las Vegas vê uma puta maravilhosa. Ele                           inicia uma conversa amigável e acaba fazendo a grande pergunta…<br>
<br>
– Quanto você cobra?<br>
<br>
Ela responde…<br>
<br>
– Começa em US$ 500 por uma punheta.<br>
<br>
– US$ 500?!? Por uma punheta? Não pode ser… Nenhuma punheta vale                          tanto dinheiro!<br>
<br>
A puta responde…<br>
<br>
– Você está vendo aquele restaurante na esquina?<br>
<br>
– Sim.<br>
<br>
– Você está vendo aquele outro restaurante uma quadra abaixo?<br>
<br>
– Sim.<br>
<br>
– E aquele outro mais adiante um pouco?<br>
<br>
– Sim.<br>
<br>
– Bem, eles são meus porque eu bato uma punheta que vale US$ 500.<br>
<br>
O cara pensa…<br>
<br>
– Que merda!!! A gente só vive uma vez. Vou nessa!!!<br>
Eles entram em um hotel ali perto. Dali a pouco ele senta na cama e vê                          que acabou de ter a melhor punheta do mundo e que valeu os US$ 500                          dólares. Ele está tão impressionado que diz…<br>
<br>
– Um boquete deve ser uns US$ 1.000.<br>
<br>
– Não, US$ 2.000!<br>
<br>
– Não é possível!!! Um boquete não pode custar dois mil dólares. Nem                          Bispo Macedo pagaria isso por um boquete.<br>
<br>
A puta responde…<br>
<br>
– Venha até a janela bonitão. Você está vendo aquele cassino do outro                          lado da rua? Aquele Cassino é meu. E ele é meu porque eu dou um                          boquete que vale US$ 2.000 dólares.<br>
O cara pensa na punheta e no gozo fantástico e decide adiar a troca do                          carro pro ano que seguinte.<br>
<br>
– Vamos nessa!!!<br>
<br>
Dez minutos depois, ele está sentado na cama, mais maravilhado ainda.<br>
<br>
Ele mal consegue acreditar, mas valeu cada centavo de seu dinheiro.<br>
<br>
Ele decide meter a mão na poupança por uma experiência inesquecível.<br>
<br>
Pergunta então:<br>
<br>
– E quanto é a xoxotinha? US$ 5.000?<br>
<br>
A puta responde:<br>
<br>
– Venha até a janela. Você está vendo toda a cidade de Las Vegas? Com                          todas as suas luzes brilhantes, cassinos, hotéis maravilhosos, casas                          de show e restaurantes?<br>
<br>
– Maldição!! Você é dona de tudo?<br>
<br>
– Não… mas seria se eu tivesse uma xoxotinha!!!

Pensamento

07/08/2007
Kendi Sakamoto

Direto de Lisboa

29/09/2008
<p><strong>ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE LISBOA</strong><br>
</p>
<p>”Gêmeo tenta se suicidar e mata o irmão por engano”.</p>
<p><strong>DISK FINADOS</strong></p>
<p> Lançaram em Portugal, o novo serviço por telefone, é o Disk-Finados.<br>
  Você telefona e ouve um minuto de silêncio!</p>
<p><strong>CURVA PERIGOSA</strong><br>
  <br>
  O português estava dirigindo em uma estrada, quando viu uma placa que dizia:<br>
  “Curva Perigosa à Esquerda”. Ele não teve dúvidas: virou à direita!</p>
<p><strong>AGENDA DE TELEFONE</strong><br>
  <br>
  Por que os portugueses usam somente a letra “T” em suas agendas de telefone?<br>
  Telefone do Antonio, telefone do Joaquim, telefone do Manoel, telefone do Pereira…</p>
<p><strong>LOJA DE SAPATOS</strong><br>
  <br>
  O Manuel foi, na segunda-feira, a uma loja de sapatos . Escolheu,                          escolheu e acabou se decidindo por um par de sapatos de cromo alemão.<br>
  O vendedor entregou o sapato, mas foi logo advertindo-o:<br>
  – Sr., estes sapatos costumam apertar os pés nos primeiros cinco dias.<br>
  – Não tem problema. Eu só vou usá-los no domingo que vem.</p>
<p><strong>ASTRONAUTA PORTUGUÊS<br>
  </strong><br>
  A Nasa enviou ao espaço 3 macacos e 1 português:<br>
  – Nasa para a Nave.<br>
  – Macaco Nº 1, configurar painel de controle da espaçonave.<br>
  – Configuração efetuada !<br>
  – Macaco Nº 2, verificar a pressurização da espaçonave.<br>
  – Pressurização verificada !<br>
  – Macaco Nº 3, alinhar a rota da espaçonave.<br>
  – Rota alinhada !<br>
  – Astronauta português…<br>
  – Já sei, já sei. Põe comida para os macacos e não mexe em nada…</p>
<p><strong>NO SEXO</strong><br>
  <br>
  – Manuel, você gosta de mulher com muito seio?<br>
  – Não, pra mim dois já tá bom.</p>
<p><strong>NO TRABALHO<br>
  </strong><br>
  Conversa entre o empregado e o chefe, ambos portugueses:<br>
  – Chefe, nossos arquivos estão super lotados, posso jogar fora os que tem mais de 10 anos?<br>
  – Sim, mas antes tire uma cópia de todos.</p>
<p><strong>NO CHUVEIRO</strong><br>
  <br>
  Manuel está tomando banho e grita para Maria:<br>
  – Ô Maria, me traz um shampoo.<br>
  E Maria lhe entrega o shampoo. Logo em seguida, grita novamente:<br>
  – Ô Maria, me traz outro shampoo.<br>
  – Mas eu já te dei um agorinha mesmo, homem !!!<br>
  – É que aqui está dizendo que é para cabelos secos e eu já molhei os meus.</p>
<p><strong>SEGURANÇA</strong><br>
  <br>
  O filho do português chega pro pai e diz:<br>
  – Papai, posso ir lá fora ver o eclipse?<br>
  – Pode meu filho, mas não chegue muito perto.</p>
<p><strong>MOTIVO</strong><br>
</p>
<p>- Por que o banco 24h não deu certo em Portugal?<br>
  – Porque dava 23:30 e já tinha uma fila enorme.</p>
<p><strong>SORTE</strong><br>
  <br>
  O português vê uma máquina de Coca Cola e fica maravilhado.<br>
  Coloca uma fichinha e cai uma latinha. Coloca 2 fichinhas e caem 2 latinhas.<br>
  Coloca 10 fichas e caem 10 latinhas. Então ele vai ao caixa e pede 50 fichas.<br>
  Diz então o caixa:<br>
  – Desse jeito o Sr. vai acabar com as minhas fichas.<br>
  – Não adianta, eu não paro enquanto estiver ganhando.</p>
<p><strong>BRINCANDO COM O PERIGO</strong><br>
  <br>
  O assaltante aborda o Manoel no meio da rua.<br>
  – Pare! – grita.<br>
  – Impare! – grita de volta o Manoel estendendo três dedos.<br>
  – Mas eu estou te roubando – explica o assaltante.<br>
  – Então não brinco mais!</p>
<p><strong>SEGREDOS</strong><br>
  <br>
  O português passava em frente a um chaveiro quando viu uma placa:<br>
  “Trocam-se segredos”. Parou abruptamente, entrou na loja, olhou para os lados e cochichou para o balconista:<br>
  – Eu sou gay, e você?!</p>
<p><strong>CONFIANÇA</strong><br>
  <br>
  Essa aconteceu num quartel de Lisboa. O Joaquim   estava dando guarda quando se aproxima um jipe com um soldado, ele   aponta o fuzil para a cabeça do motorista do jipe e pergunta   rispidamente:<br>
  – Você sabe a senha?<br>
  – Sei.<br>
  – Tudo bem, pode passar.</p>
<p><strong>DOIS BASTAM</strong><br>
  <br>
  – Você sabe quantos portugueses são necessários para afundar um                          submarino?<br>
  – Dois. Um bate na porta, o outro abre!</p>
<p><strong>SELF-SERVICE</strong><br>
  <br>
  – Como é restaurante self-service de português?<br>
  – O cliente é pesado, na entrada e na saída.<br>
  <br>
  <strong>NO SUPERMERCADO</strong><br>
  <br>
  – Por que o português, cada vez que compra uma caixa de leite, abre-a, ali mesmo, no supermercado?<br>
  – Porque na caixa está escrito : “Abra aqui.”</p>
<p><strong>CELULAR</strong><br>
  <br>
  – Você sabe por que o português sempre deixa o celular em cima da<br>
  máquina de lavar?<br>
  – Para não ficar fora da área de serviço!</p>

A gravata

29/09/2008
<p>Um argentino está andando no deserto, desesperado por um pouco de água.</p>
<p>De repente, ele vê algo   ao longe que parece um oásis. Na esperança de encontrar água, se arrasta   até lá, mas só encontra um camelô brasileiro sentado perto de uma mesa   cheia de gravatas. O argentino implora:</p>
<p>- Por favor, estoy muerto de sede, puede me dar um pouco de água?</p>
<p>O brasileiro responde:</p>
<p>- Eu não tenho água, mas por que você não compra uma gravata? Tenho uma aqui que combina muito bem com sua roupa!</p>
<p>O argentino exclama, furioso:</p>
<p>- Yo não quiero una gravata, su idiota! Yo quiero água!</p>
<p>- Tá certo, não compre a   minha gravata – diz o brasileiro – Mas sou um sujeito gente boa. Vou te   dizer onde tem água assim mesmo: depois daquela colina ali, a cerca de   10 quilômetros, existe um ótimo restaurante. Vá até lá e você poderá   tomar quanta água quiser.</p>
<p>O argentino sai em   direção à colina e desaparece. Cinco horas depois, ele volta se   arrastando até a mesa do brasileiro, que pergunta:</p>
<p>- Eu disse 10 quilômetros depois da colina. Você não encontrou?</p>
<p>E o argentino:</p>
<p>- Encontrei. Pero no es permitido entrar sin gravata! </p>

10 Diálogos Premiados

25/09/2008
 <p> <strong>10 Diálogos Premiados </strong></p>
      <p> 10º lugar<br>
        – Como é que se chama um traficante armado até os dentes?<br>
        – É melhor chamar, no mínimo, de senhor…</p>
      <p> 9º lugar<br>
        – Como é que se faz um monte de velhinhas gritar ‘merda’?<br>
        – É só gritar ‘Bingo’!!</p>
      <p> 8º lugar<br>
        – Por que Hitler odiava os judeus?<br>
        – Porque ele não conhecia os argentinos.</p>
      <p> 7º lugar<br>
        – O que é preciso para reunir novamente os Beatles?<br>
        – Mais duas balas.</p>
      <p> 6º lugar<br>
        – Um advogado e sua sogra estão em um edifício em chamas. Você só tem   tempo pra salvar um dos dois. O que você faz? – Vai almoçar ou vai ao   cinema?</p>
      <p> 5º lugar<br>
        A baiana deitada na rede pergunta pro amigo:<br>
        – Meu rei. Tem aí remédio pra mordida de tartaruga?<br>
        – Tem não, minha linda. Por que? Você foi   mordida,foi? – Ainda não, mas ela está vindo na minha direção…</p>
      <p> 4º lugar<br>
        A mulher comenta com o marido:<br>
        – Querido, o relógio caiu da parede e quase acertou a cabeça da mamãe…<br>
        – Maldito relógio! Sempre atrasado.</p>
      <p> 3º lugar<br>
        – Onde você estava? – pergunta a mãe à menininha.<br>
        – No quarto, brincando de médico com o Joãozinho.<br>
        – De médico!?! – a mãe dá um grito e um salto da cadeira.<br>
        – Medico do SUS, mãe…, ele nem olhou na minha cara!</p>
      <p> 2º lugar<br>
        A titia pergunta pro Joãozinho: – O que vai fazer quando for grande como a titia?<br>
        O Joãozinho responde:<br>
        – Um regime!<br>
        <br>
        E a grande vencedora!</p>
      <p> 1º lugar<br>
        Conversa de casados:<br>
        – Querido, o que você prefere? Uma mulher bonita ou inteligente?<br>
        – Nem uma, nem outra. Você sabe que eu só gosto de<br>
        você.…</p

Avisos Paroquiais

20/09/2008

São avisos fixados nas portas de igrejas, todos eles reais, escritos com muito boa vontade e má redação.

Se eu li porque pouparia você?

18/09/2008
Dois litros de leite atravessaram a rua e foram atropelados. Um morreu, o outro não, por quê?
Por que um deles era Longa Vida…
(puuutz)
************************
Por que o elefante não pega fogo?
Porque ele já é cinza
(sem comentários)
************************
Se o cachorro tivesse religião,
qual seria?
Cão-domblé
(HAHAHA!)
************************
O que o cavalo foi fazer no orelhão?
Passar um trote…
(eu quero morrer)
************************
O que dá o cruzamento de pão, queijo e um macaco?
X-panzé
************************
O que o tomate foi fazer no banco?
Foi tirar extrato…
************************
O que a galinha foi fazer na igreja?
Assistir a Missa do Galo.
(agüenta aí, já tá acabando!)
************************
Como as enzimas se reproduzem?
Fica uma enzima da outra
************************
Por que a Coca-Cola e a Fanta
se dão muito bem?
Porque se a Fanta quebra,
a Coca-Cola!
(Eu quero fazer o papel de Jesus no
remake do filme do Mel Gibson)
************************
Por que não é bom guardar o quibe no freezer?
Porque lá dentro ele esfirra.
(óóó!!!)
************************
Por que as plantas novinhas não falam?
Porque elas são mudinhas.
( argh…)
************************
Por que o galo canta de olhos fechados?
Porque ele já sabe a letra da música de cor
(aveeee!!)
************************
Por que o Batman colocou o
batmóvel no seguro?
Porque ele tem medo que robin
(não, não…)
************************
Por que Perón não teve filhos?
Porque sua mulher Evita!
(…ai meu pai…)
************************
Como o Batman faz para que
abram a bat-caverna?
Ele bat-palma.
(noooosssa, nunca tinha ouvido esta!)
************************
Como se faz omelete de chocolate?
Com ovos de páscoa!
************************
Por que na Argentina as vacas vivem olhando pro céu?
Porque tem ‘Boi nos Aires’!
(essa ganhou…)
************************
Por que o Maradona não gosta que
chamem ele de craque?
Porque ele prefere cocaína…
************************
Para que servem óculos verdes?
Para verde perto…
(acho que vou me matar)
************************
Para que servem óculos vermelhos?
Para vermelhor…
(é séria a história do ‘vou me matar’)
************************
Para que servem óculos marrons?
Para ver marromenos…
(triiiiiiiiiiiiiiiiiiste)
************************
Por que a mulher do Hulk divorciou-se dele?
Porque ela queria um homem mais maduro…
(o que eu ainda estou fazendo aqui?)
************************
Por que o jacaré tirou o jacarezinho da escola?
Porque ele réptil de ano.
(vai ter porrada, eu juro)
************************
Você sabe qual e o contrário de volátil?
Vem cá sobrinho.
(tá bom, já acabou?)
************************
Como se fala top-less em chinês?
Xem-chu-tian.
(aii)
SE eu li, porque pouparia você?

Cantadas de Pedreiro

13/09/2008
<p>1. Você é o ovo que faltava na minha marmita.</p>
<p>2. Eu beberia o mar se Você fosse o sal.</p>
<p>3. Não sabia que flor nascia no asfalto.</p>
<p>4. Tô fazendo uma campanha de doação de órgãos! Não quer doar seu coração pra mim não?</p>
<p>5. Nossa, Você é tão linda que não caga, lança bombom! (NOTA 10)</p>
<p>6. Ohhh… essa muié e mais um saco de bolacha, eu passo um mês…</p>
<p>7. Você é sempre assim, ou tá fantasiada de gostosa?</p>
<p>8. Você é a areia do meu cimento.</p>
<p>9. Ahhh se eu pudesse e meu dinheiro desse!</p>
<p>10. Suspende as fritas…. o filé já chegou!</p>
<p>11. Você não usa calcinha, você usa porta-jóia.</p>
<p>12. Aeee,  cremosa… Vou te passar no pão e te comer todinha!!</p>
<p>13. O que que esse bombonzinho está fazendo fora da caixa??</p>
<p>14. Você não é pescoço mas mexeu com a minha cabeça!</p>
<p>15. Sexo mata!!! Quero morrer feliz!</p>
<p>16. Vamos pra minha casa fazer as coisas que eu já falei pra todo mundo que a gente faz?</p>
<p>17. Você é a lua de um luau…. Quando te vejo só digo – uau uau!</p>
<p>18. Nossa, quanta carne…. e eu lá em casa comendo ovo!</p>
<p>19. Essa sua blusa ficaria ótima toda amassada no chão do meu quarto amanhã de manhã!</p>
<p>20. Se você fosse um sanduíche teu nome ia ser X-Princesa.…</p

13 dicas de uma sexóloga

13/09/2008
  <p><strong>13 dicas </strong></p>
      <p>Dicas de uma sexóloga radical e estressada,respondendo às perguntas                          dos ouvintes:<br>
        <br>
        1 – Tenho 20 anos e não transei ainda porque gostaria que a 1ª vez fosse<br>
        com um namorado fixo. O que você acha?<br>
        R: Vai ser difícil, todos eles se movem na hora H.<br>
        <br>
        2 – O que fazer para surpreender meu marido que é meio tímido?<br>
        R: Apareça com um amante.<br>
        <br>
        3 – Tenho um amigo que quer fazer sexo comigo, mas ele tem um pênis de 20cm.<br>
        Acho que vai ser doloroso, o que faço?<br>
        R: Manda pra cá que eu testo pra você.<br>
        <br>
        4 – Como faço para seduzir o rapaz que eu amo?<br>
        R: Tire a roupa! Se ele não te agarrar, cai fora que é gay.<br>
        <br>
        5 – Terminei com meu ex porque ele é muito galinha e agora estou com outro.<br>
        Mas ainda gosto do ex e às vezes ainda fico com ele! O que devo fazer?<br>
        R: Quem é mesmo galinha nesta história?<br>
        <br>
        6 – Quero saber como enlouquecer meu namorado só nas preliminares.<br>
        R: Diga no ouvidinho dele: ‘minha menstruação está atrasada..'<br>
        <br>
        7 – Sou feia, pobre e chata. O que devo fazer para alguém gostar de mim?<br>
        R: Ficar bonita, rica e ser legal. Obviamente.<br>
        <br>
        8 – O cara com quem estou saindo é muito legal, mas está dando sinais<br>
        de ser alcoólatra. O que eu faço?<br>
        R: Não deixe ele dirigir.<br>
        <br>
        9 – Por que, na hora do sexo, quando a gente está no vai e vem, na<br>
        hora em que o corpo entra em atrito e faz aquele barulho de quem está<br>
        batendo palmas, a gente fica mais excitado?<br>
        R: É porque parece que tem torcida, tá ligado? Da próxima vez grite pra<br>
        galera.<br>
        <br>
        10 – Apesar do meu tamanho, eu tenho apenas 15 anos de idade e não<br>
        tenho cara propriamente linda. O que fazer para conseguir comer umas<br>
        gatas?<br>
        R: Nesta idade você tem que comer Sucrilhos, entende?<br>
        <br>
        11 – Sou virgem e rolou, pela primeira vez de fazer sexo oral.<br>
        Terminei engolindo o negócio e quero saber se corro o risco de ficar<br>
        grávida. Estou desesperada!<br>
        R: Claro que corre o risco de ficar grávida, e a criança vai sair pelo<br>
        seu ouvido.<br>
        <br>
        12 – A primeira vez dói? Tenho 21 anos e ainda não transei porque<br>
        tenho medo de doer e não agüentar.<br>
        R: Dói tanto que você vai ficar em coma e NUNCA mais vai levantar. Vê<br>
        se deixa de ser fresca, e dá de uma vez, ô Cinderela!!!<br>
        <br>
        13- Posso tomar anticoncepcional com diarréia?<br>
        R: Eu tomo com água, mas a opção é sua; espero que use copo descartável.<br>

Pensamento do Guru

11/09/2008
“Homem é igual a caixa de isopor, é só encher de cerveja que você  leva para qualquer lugar.”

No Pediatra

22/08/2008
<p>Uma mulher leva um bebê ao consultório do pediatra.</p>
<p>Depois de alguns momentos de espera na sala, a enfermeira manda ela entrar    no consultório.</p>
<p>Depois da apresentação, o médico começa a examinar o bebê e vê que o seu    peso está abaixo do normal e pergunta:</p>
<p>- O bebê bebe leite materno ou de mamadeira?</p>
<p>- Leite materno, diz a senhora.</p>
<p>- Então, por favor, mostre-me os seus seios.</p>
<p>A mulher obedece e o médico toca, apalpa, aperta ambos os seios, gira os                          dedos nos mamilos;</p>
<p>primeiro suavemente, depois com mais força, coloca as mãos embaixo e os    levanta uma vez, duas vezes, três vezes, num exame detalhado.</p>
<p>Faz um beicinho e sacode a cabeça para ambos os lados e diz:</p>
<p>- Pode colocar a blusa.</p>
<p>Depois da senhora estar novamente composta o medico diz:</p>
<p>- É claro que o bebê tem peso a menor. A senhora não tem leite nenhum.</p>
<p>- Eu sei, doutor. Eu sou a avó. Mas adorei ter vindo….…</p

Nova NR17

31/05/2007

TRABALHO EM CALL CENTER E TELEMARKETING – NOVAS REGRAS *Luciana Pignatari Nardy Síntese: O Ministério do Trabalho e Emprego, através da Secretaria de Inspeção do Trabalho, aprovou, por meio da Portaria nº 09, de 30 de março de 2007, publicada em 02 de abril de 2007 no Diário Oficial da União, o Anexo II da NR 17, que dispõe sobre o trabalho em teleatendimento e telemarketing, cujas regras passaremos a analisar. A Portaria obriga todos os empregadores, inclusive os constituídos sob a forma de microempresa ou empresa de pequeno porte e, aplica-se, inclusive, a setores de empresas e postos de trabalho dedicados a esta atividade, além daquelas empresas especificamente voltadas para essa atividade-fim. Ou seja, a Portaria não se aplica apenas às empresas dedicadas exclusivamente ao serviço de teleatendimento ou ” call center“, mas a todas as empresas onde haja setores onde se desenvolvem estas atividades. Daí a necessidade de adequação das empresas às novas regras, pois, transcorridos os prazos previstos na Portaria para complementações e adaptação, certamente estarão sujeitas à fiscalização e passíveis de autuação pelos órgãos competentes se estiverem em situação irregular. Quanto aos trabalhadores, as regras instituídas pela Portaria se aplicam aos operadores de telemarketing, quer na modalidade ativo, quer na receptivo, em centrais de atendimento telefônico e/ou centrais de relacionamento com clientes ( call centers), para prestação de serviços, informações e comercialização de produtos. Traz, ainda, insculpidos no seu texto, os conceitos de “call center“: “Entende-se como call center o ambiente de trabalho no qual a principal atividade é conduzida via telefone e/ou rádio com utilização simultânea de terminais de computador” e de telemarketing: “Entende-se como trabalho de teleatendimento/telemarketing aquele cuja comunicação com interlocutores clientes e usuários é realizada à distância por intermédio da voz e/ou mensagens eletrônicas, com a utilização simultânea de equipamentos de audição/escuta e fala telefônica e sistemas informatizados ou manuais de processamento de dados.” Além das regras sobre ergonomia, amplamente relacionadas no item 2 e seus subitens, a Portaria, que aprovou o Anexo II da NR 17 (vale esclarecer que o Anexo I, que aborda o trabalho dos trabalhadores de chekout, será objeto de artigo específico), dispõe sobre jornada de trabalho, assédio moral, capacitação profissional e programas de saúde ocupacional e de prevenção de riscos ambientais. Com relação à jornada de trabalho, merecem destaque os seguintes aspectos da Portaria, que prevê: – trabalho de 06 horas diárias, no máximo, incluídas as pausas e o tempo necessário para a atualização do conhecimento do operador e para o ajuste do posto de trabalho, considerados como parte da jornada normal; – não haverá atividade aos domingos e feriados, seja total ou parcial, exceto nas empresas autorizadas previamente pelo Ministério do Trabalho e Emprego; – é assegurado aos trabalhadores, nos casos previamente autorizados, pelo menos um dia de repouso semanal remunerado coincidente com o domingo a cada mês, independentemente de metas, faltas e/ou produtividade; – as escalas de fins de semana e de feriados devem ser especificadas e informadas aos trabalhadores com a antecedência necessária, conforme previsto na CLT ou em acordos ou convenções coletivas e, os empregadores, deverão levar em consideração na elaboração das escalas necessidades especiais dos trabalhadores; – a duração das jornadas de trabalho somente poderá prolongar-se além do limite previsto nos termos da lei em casos excepcionais, por motivo de força maior, necessidade imperiosa ou para a realização ou conclusão de serviços inadiáveis ou cuja inexecução possa acarretar prejuízo manifesto, realizando a comunicação à autoridade competente no prazo de 10 (dez) dias e, havendo prorrogação, será obrigatório um descanso mínimo de 15 (quinze) minutos antes do início do período extraordinário do trabalho. – para prevenir sobrecarga psíquica, muscular estática de pescoço, ombros, dorso e membros superiores, as empresas devem permitir a fruição de pausas de descanso e intervalos para repouso e alimentação aos trabalhadores, que deverão ser concedidas fora do posto de trabalho, em dois períodos de 10 (dez) minutos contínuos, após os primeiros e antes dos 60 (sessenta) minutos de trabalho. Estas pausas não se confundem com o intervalo obrigatório para repouso e alimentação, assim, devem ser concedidas independentemente do intervalo, que deve ser de 20 (vinte) minutos; – para tempos de trabalho efetivo de teleatendimento/telemarketing de até 04 (quatro) horas diárias, deve ser observada a concessão de 01 pausa de descanso contínua de 10 (dez) minutos; A Portaria em análise prevê, ainda, garantia de pausas no trabalho em operações especialmente desgastantes, ou quando os trabalhadores sofrerem ameaças, abuso verbal, agressões, a fim de permitir ao operador recuperar-se e socializar conflitos e dificuldades com colegas, supervisores ou profissionais de saúde ocupacional. É sabido, ainda, que algumas empresas limitam o tempo de uso das suas instalações sanitárias, conduta que já gerou condenação por dano moral, posto que caracterizado o assédio. Assim, visando resguardar a integridade física e moral do trabalhador, a Portaria também dispõe expressamente sobre o direito dos trabalhadores de utilizarem as instalações em questão sem que o tempo despendido repercuta negativamente em sua avaliação ou remuneração. Adentrando o campo do assédio moral, restou vedada às empresas a utilização de métodos que causem assédio moral, medo ou constrangimento, métodos, estes, apenas exemplificados na Portaria (estímulo abusivo à competição entre trabalhadores ou grupos/equipes de trabalho; exigência de que os trabalhadores usem, de forma permanente ou temporária, adereços, acessórios, fantasias e vestimentas com o objetivo de punição, promoção e propaganda; exposição pública das avaliações de desempenho dos operadores), que não esgota as hipóteses de caracterização de desrespeito à higidez física e mental dos trabalhadores, tal qual a conduta narrada no parágrafo acima. Tendo em vista a necessidade de adequação das empresas às novas regras, a Portaria especifica, no item destinado às disposições transitórias, prazos de adaptação. Para as empresas que mantém trabalhadores contratados com jornada de 06 (seis) horas diárias e com 15 (quinze) minutos de intervalos para repouso e alimentação, deverá haver a complementação de 05 (cinco) minutos, a fim de se cumprir o intervalo de 20 (vinte) minutos de pausas obrigatórias remuneradas. Quanto ao mobiliário do posto de trabalho, a Portaria prevê prazo gradual de adaptação, porém, as empresas terão no máximo 05 (cinco) anos para concluir o processo. A jornada de trabalho de 06 (seis) horas diárias e as pausas preventivas de doenças ocupacionais entrarão em vigor em 120 (cento e vinte) dias contados da publicação da Portaria, portanto, estarão vigentes a partir de agosto de 2007. O prazo para regularização da questão da anotação das pausas em registro impresso ou eletrônico é de 180 (cento e oitenta) dias, portanto, as anotações deverão ser feitas a partir de outubro de 2007. Todas as outras disposições, com exceção das que foram submetidas a prazo específico para entrada em vigor, conforme relacionamos acima, passam a vigorar a partir de junho de 2007. As demais regras podem ser extraídas do texto da Portaria, cuja transcrição na íntegra complementa o presente artigo. “SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.° 09, DE 30 DE MARÇO DE 2007(DOU de 02/04/07) Aprova o Anexo II da NR-17 – Trabalho em Teleatendimento/Telemarketing. A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no artigo 200 da Consolidação das Leis do Trabalho e no artigo 2º da Portaria n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 e Considerando a proposta de regulamentação apresentada pelo Grupo de Trabalho Tripartite do Anexo II da NR-17, aprovada pela Comissão Tripartite Paritária Permanente – CTPP, de acordo com o disposto na Portaria n.º 1.127, de 02 de outubro de 2003, RESOLVEM: Art. 1º Aprovar o Anexo II da Norma Regulamentadora nº 17 – Trabalho em Teleatendimento/Telemarketing, nos termos do Anexo I desta Portaria. Art. 2º Os prazos estabelecidos nesta Portaria não implicam a dispensa da obrigação de cumprir as demais normas regulamentadoras de segurança e saúde no trabalho. Art. 3º O disposto no anexo da Norma Regulamentadora obriga todos os empregadores, inclusive os constituídos sob a forma de microempresa ou empresa de pequeno porte. Art. 4º Esta Portaria entra em vigor da data de sua publicação. RUTH BEATRIZ VASCONCELOS VILELA Secretária de Inspeção do Trabalho RINALDO MARINHO COSTA LIMA Diretor do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho ANEXO I TRABALHO EM TELEATENDIMENTO/TELEMARKETING 1. O presente Anexo estabelece parâmetros mínimos para o trabalho em atividades de teleatendimento/telemarketing nas diversas modalidades desse serviço, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente. 1.1. As disposições deste Anexo aplicam-se a todas as empresas que mantêm serviço de teleatendimento/telemarketing nas modalidades ativo ou receptivo em centrais de atendimento telefônico e/ou centrais de relacionamento com clientes ( call centers), para prestação de serviços, informações e comercialização de produtos. 1.1.1. Entende-se como call center o ambiente de trabalho no qual a principal atividade é conduzida via telefone e/ou rádio com utilização simultânea de terminais de computador. 1.1.1.1. Este Anexo aplica-se, inclusive, a setores de empresas e postos de trabalho dedicados a esta atividade, além daquelas empresas especificamente voltadas para essa atividade-fim. 1.1.2. Entende-se como trabalho de teleatendimento/telemarketing aquele cuja comunicação com interlocutores clientes e usuários é realizada à distância por intermédio da voz e/ou mensagens eletrônicas, com a utilização simultânea de equipamentos de audição/escuta e fala telefônica e sistemas informatizados ou manuais de processamento de dados. 2. MOBILIÁRIO DO POSTO DE TRABALHO 2.1. Para trabalho manual sentado ou que tenha de ser feito em pé deve ser proporcionado ao trabalhador mobiliário que atenda aos itens 17.3.2, 17.3.3 e 17.3.4 e alíneas, da Norma Regulamentadora n.º 17 (NR 17) e que permita variações posturais, com ajustes de fácil acionamento, de modo a prover espaço suficiente para seu conforto, atendendo, no mínimo, aos seguintes parâmetros: a) o monitor de vídeo e o teclado devem estar apoiados em superfícies com mecanismos de regulagem independentes; b) será aceita superfície regulável única para teclado e monitor quando este for dotado de regulagem independente de, no mínimo, 26 (vinte e seis) centímetros no plano vertical; c) a bancada sem material de consulta deve ter, no mínimo, profundidade de 75 (setenta e cinco) centímetros medidos a partir de sua borda frontal e largura de 90 (noventa) centímetros que proporcionem zonas de alcance manual de, no máximo, 65 (sessenta e cinco) centímetros de raio em cada lado, medidas centradas nos ombros do operador em posição de trabalho; d) a bancada com material de consulta deve ter, no mínimo, profundidade de 90 (noventa) centímetros a partir de sua borda frontal e largura de 100 (cem) centímetros que proporcionem zonas de alcance manual de, no máximo, 65 (sessenta e cinco) centímetros de raio em cada lado, medidas centradas nos ombros do operador em posição de trabalho, para livre utilização e acesso de documentos; e) o plano de trabalho deve ter bordas arredondadas; f) as superfícies de trabalho devem ser reguláveis em altura em um intervalo mínimo de 13 (treze) centímetros, medidos de sua face superior, permitindo o apoio das plantas dos pés no piso; g) o dispositivo de apontamento na tela (mouse) deve estar apoiado na mesma superfície do teclado, colocado em área de fácil alcance e com espaço suficiente para sua livre utilização; h) o espaço sob a superfície de trabalho deve ter profundidade livre mínima de 45 (quarenta e cinco) centímetros ao nível dos joelhos e de 70 (setenta) centímetros ao nível dos pés, medidos de sua borda frontal; i) nos casos em que os pés do operador não alcançarem o piso, mesmo após a regulagem do assento, deverá ser fornecido apoio para os pés que se adapte ao comprimento das pernas do trabalhador, permitindo o apoio das plantas dos pés, com inclinação ajustável e superfície revestida de material antiderrapante; j) os assentos devem ser dotados de: 1. apoio em 05 (cinco) pés, com rodízios cuja resistência evite deslocamentos involuntários e que não comprometam a estabilidade do assento; 2. superfícies onde ocorre contato corporal estofadas e revestidas de material que permita a perspiração; 3. base estofada com material de densidade entre 40 (quarenta) a 50 (cinqüenta) kg/m3; 4. altura da superfície superior ajustável, em relação ao piso, entre 37 (trinta e sete) e 50 (cinquenta) centímetros, podendo ser adotados até 03 (três) tipos de cadeiras com alturas diferentes, de forma a atender as necessidades de todos os operadores; 5. profundidade útil de 38 (trinta e oito) a 46 (quarenta e seis) centímetros; 6. borda frontal arredondada; 7. características de pouca ou nenhuma conformação na base; 8. encosto ajustável em altura e em sentido antero-posterior, com forma levemente adaptada ao corpo para proteção da região lombar; largura de, no mínimo, 40 (quarenta) centímetros e, com relação aos encostos, de no mínimo, 30,5 (trinta vírgula cinco) centímetros; 9. apoio de braços regulável em altura de 20 (vinte) a 25 (vinte e cinco) centímetros a partir do assento, sendo que seu comprimento não deve interferir no movimento de aproximação da cadeira em relação à mesa, nem com os movimentos inerentes à execução da tarefa. 3. EQUIPAMENTOS DOS POSTOS DE TRABALHO 3.1. Devem ser fornecidos gratuitamente conjuntos de microfone e fone de ouvido (head-sets) individuais, que permitam ao operador a alternância do uso das orelhas ao longo da jornada de trabalho e que sejam substituídos sempre que apresentarem defeitos ou desgaste devido ao uso. 3.1.2. Alternativamente, poderá ser fornecido um head set para cada posto de atendimento, desde que as partes que permitam qualquer espécie de contágio ou risco à saúde sejam de uso individual. 3.1.3. Os head-sets devem: a) ter garantidas pelo empregador a correta higienização e as condições operacionais recomendadas pelos fabricantes; b) ser substituídos prontamente quando situações irregulares de funcionamento forem detectadas pelo operador; c) ter seus dispositivos de operação e controles de fácil uso e alcance; d) permitir ajuste individual da intensidade do nível sonoro e ser providos de sistema de proteção contra choques acústicos e ruídos indesejáveis de alta intensidade, garantindo o entendimento das mensagens. 3.2. O empregador deve garantir o correto funcionamento e a manutenção contínua dos equipamentos de comunicação, incluindo os conjuntos de head-sets, utilizando pessoal técnico familiarizado com as recomendações dos fabricantes. 3.3. Os monitores de vídeo devem proporcionar corretos ângulos de visão e ser posicionados frontalmente ao operador, devendo ser dotados de regulagem que permita o correto ajuste da tela à iluminação do ambiente, protegendo o trabalhador contra reflexos indesejáveis. 3.4. Toda introdução de novos métodos ou dispositivos tecnológicos que traga alterações sobre os modos operatórios dos trabalhadores deve ser alvo de análise ergonômica prévia, prevendo-se períodos e procedimentos adequados de capacitação e adaptação. 4. CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO 4.1. Os locais de trabalho devem ser dotados de condições acústicas adequadas à comunicação telefônica, adotando-se medidas tais como o arranjo físico geral e dos postos de trabalho, pisos e paredes, isolamento acústico do ruído externo, tamanho, forma, revestimento e distribuição das divisórias entre os postos, com o fim de atender o disposto no item 17.5.2, alínea “a” da NR-17. 4.2. Os ambientes de trabalho devem atender ao disposto no subitem 17.5.2 da NR-17, obedecendo-se, no mínimo, aos seguintes parâmetros: a) níveis de ruído de acordo com o estabelecido na NBR 10152, norma brasileira registrada no INMETRO, observando o nível de ruído aceitável para efeito de conforto de até 65 dB(A) e a curva de avaliação de ruído (NC) de valor não superior a 60 dB; b) índice de temperatura efetiva entre 20º e 23ºC; c) velocidade do ar não superior a 0,75 m/s; d) umidade relativa do ar não inferior a 40% (quarenta por cento). 4.2.1. Devem ser implementados projetos adequados de climatização dos ambientes de trabalho que permitam distribuição homogênea das temperaturas e fluxos de ar utilizando, se necessário, controles locais e/ou setorizados da temperatura, velocidade e direção dos fluxos. 4.2.2. As empresas podem instalar higrômetros ou outros equipamentos que permitam ao trabalhador acompanhar a temperatura efetiva e a umidade do ar do ambiente de trabalho. 4.3. Para a prevenção da chamada “síndrome do edifício doente”, devem ser atendidos: a) o Regulamento Técnico do Ministério da Saúde sobre “Qualidade do Ar de Interiores em Ambientes Climatizados”, com redação da Portaria MS n.º 3.523, de 28 de agosto de 1998 ou outra que a venha substituir; b) os Padrões Referenciais de Qualidade do Ar Interior em ambientes climatizados artificialmente de uso público e coletivo, com redação dada pela Resolução RE n.º 9, de 16 de janeiro de 2003, da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ou outra que a venha substituir, à exceção dos parâmetros físicos de temperatura e umidade definidos no item 4.2 deste Anexo; c) o disposto no item 9.3.5.1 da Norma Regulamentadora n.º 9 (NR 9). 4.3.1. A documentação prevista nas alíneas “a” e “b” deverá estar disponível à fiscalização do trabalho. 4.3.2. As instalações das centrais de ar condicionado, especialmente o plenum de mistura da casa de máquinas, não devem ser utilizadas para armazenamento de quaisquer materiais. 4.3.3. A descarga de água de condensado não poderá manter qualquer ligação com a rede de esgoto cloacal. 5. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO 5.1. A organização do trabalho deve ser feita de forma a não haver atividades aos domingos e feriados, seja total ou parcial, com exceção das empresas autorizadas previamente pelo Ministério do Trabalho e Emprego, conforme o previsto no Artigo 68, “caput”, da CLT e das atividades previstas em lei. 5.1.1. Aos trabalhadores é assegurado, nos casos previamente autorizados, pelo menos um dia de repouso semanal remunerado coincidente com o domingo a cada mês, independentemente de metas, faltas e/ou produtividade. 5.1.2. As escalas de fins de semana e de feriados devem ser especificadas e informadas aos trabalhadores com a antecedência necessária, de conformidade com os Artigos 67, parágrafo único, e 386 da CLT, ou por intermédio de acordos ou convenções coletivas. 5.1.2.1. Os empregadores devem levar em consideração as necessidades dos operadores na elaboração das escalas laborais que acomodem necessidades especiais da vida familiar dos trabalhadores com dependentes sob seus cuidados, especialmente nutrizes, incluindo flexibilidade especial para trocas de horários e utilização das pausas. 5.1.3. A duração das jornadas de trabalho somente poderá prolongar-se além do limite previsto nos termos da lei em casos excepcionais, por motivo de força maior, necessidade imperiosa ou para a realização ou conclusão de serviços inadiáveis ou cuja inexecução possa acarretar prejuízo manifesto, conforme dispõe o Artigo 61 da CLT, realizando a comunicação à autoridade competente, prevista no §1º do mesmo artigo, no prazo de 10 (dez) dias. 5.1.3.1. Em caso de prorrogação do horário normal, será obrigatório um descanso mínimo de 15 (quinze) minutos antes do início do período extraordinário do trabalho, de acordo com o Artigo 384 da CLT. 5.2. O contingente de operadores deve ser dimensionado às demandas da produção no sentido de não gerar sobrecarga habitual ao trabalhador. 5.2.1. O contingente de operadores em cada estabelecimento deve ser suficiente para garantir que todos possam usufruir as pausas e intervalos previstos neste Anexo. 5.3. O tempo de trabalho em efetiva atividade de teleatendimento/telemarketing é de, no máximo, 06 (seis) horas diárias, nele incluídas as pausas, sem prejuízo da remuneração. 5.3.1. A prorrogação do tempo previsto no presente item só será admissível nos termos da legislação, sem prejuízo das pausas previstas neste Anexo, respeitado o limite de 36 (trinta e seis) horas semanais de tempo efetivo em atividade de teleatendimento/telemarketing. 5.3.2. Para o cálculo do tempo efetivo em atividade de teleatendimento/telemarketing devem ser computados os períodos em que o operador encontra-se no posto de trabalho, os intervalos entre os ciclos laborais e os deslocamentos para solução de questões relacionadas ao trabalho. 5.4. Para prevenir sobrecarga psíquica, muscular estática de pescoço, ombros, dorso e membros superiores, as empresas devem permitir a fruição de pausas de descanso e intervalos para repouso e alimentação aos trabalhadores. 5.4.1. As pausas deverão ser concedidas: a) fora do posto de trabalho; b) em 02 (dois) períodos de 10 (dez) minutos contínuos; c) após os primeiros e antes dos últimos 60 (sessenta) minutos de trabalho em atividade de teleatendimento/telemarketing. 5.4.1.1. A instituição de pausas não prejudica o direito ao intervalo obrigatório para repouso e alimentação previsto no §1° do Artigo 71 da CLT. 5.4.2. O intervalo para repouso e alimentação para a atividade de teleatendimento/telemarketing deve ser de 20 (vinte) minutos. 5.4.3. Para tempos de trabalho efetivo de teleatendimento/telemarketing de até 04 (quatro) horas diárias, deve ser observada a concessão de 01 pausa de descanso contínua de 10 (dez) minutos. 5.4.4. As pausas para descanso devem ser consignadas em registro impresso ou eletrônico. 5.4.4.1. O registro eletrônico de pausas deve ser disponibilizado impresso para a fiscalização do trabalho no curso da inspeção, sempre que exigido. 5.4.4.2. Os trabalhadores devem ter acesso aos seus registros de pausas. 5.4.5. Devem ser garantidas pausas no trabalho imediatamente após operação onde haja ocorrido ameaças, abuso verbal, agressões ou que tenha sido especialmente desgastante, que permitam ao operador recuperar-se e socializar conflitos e dificuldades com colegas, supervisores ou profissionais de saúde ocupacional especialmente capacitados para tal acolhimento. 5.5. O tempo necessário para a atualização do conhecimento do operador e para o ajuste do posto de trabalho é considerado como parte da jornada normal. 5.6. A participação em quaisquer modalidades de atividade física, quando adotadas pela empresa, não é obrigatória, e a recusa do trabalhador em praticá-la não poderá ser utilizada para efeito de qualquer punição. 5.7. Com o fim de permitir a satisfação das necessidades fisiológicas, as empresas devem permitir que os operadores saiam de seus postos de trabalho a qualquer momento da jornada, sem repercussões sobre suas avaliações e remunerações. 5.8. Nos locais de trabalho deve ser permitida a alternância de postura pelo trabalhador, de acordo com suas conveniência e necessidade. 5.9. Os mecanismos de monitoramento da produtividade, tais como mensagens nos monitores de vídeo, sinais luminosos, cromáticos, sonoros, ou indicações do tempo utilizado nas ligações ou de filas de clientes em espera, não podem ser utilizados para aceleração do trabalho e, quando existentes, deverão estar disponíveis para consulta pelo operador, a seu critério. 5.10. Para fins de elaboração de programas preventivos devem ser considerados os seguintes aspectos da organização do trabalho: a) compatibilização de metas com as condições de trabalho e tempo oferecidas; b) monitoramento de desempenho; c) repercussões sobre a saúde dos trabalhadores decorrentes de todo e qualquer sistema de avaliação para efeito de remuneração e vantagens de qualquer espécie; d) pressões aumentadas de tempo em horários de maior demanda; e) períodos para adaptação ao trabalho. 5.11. É vedado ao empregador: a) exigir a observância estrita do script ou roteiro de atendimento; b) imputar ao operador os períodos de tempo ou interrupções no trabalho não dependentes de sua conduta. 5.12. A utilização de procedimentos de monitoramento por escuta e gravação de ligações deve ocorrer somente mediante o conhecimento do operador. 5.13. É vedada a utilização de métodos que causem assédio moral, medo ou constrangimento, tais como: a) estímulo abusivo à competição entre trabalhadores ou grupos/equipes de trabalho; b) exigência de que os trabalhadores usem, de forma permanente ou temporária, adereços, acessórios, fantasias e vestimentas com o objetivo de punição, promoção e propaganda; c) exposição pública das avaliações de desempenho dos operadores. 5.14. Com a finalidade de reduzir o estresse dos operadores, devem ser minimizados os conflitos e ambigüidades de papéis nas tarefas a executar, estabelecendo-se claramente as diretrizes quanto a ordens e instruções de diversos níveis hierárquicos, autonomia para resolução de problemas, autorização para transferência de chamadas e consultas necessárias a colegas e supervisores. 5.15. Os sistemas informatizados devem ser elaborados, implantados e atualizados contínua e suficientemente, de maneira a mitigar sobretarefas como a utilização constante de memória de curto prazo, utilização de anotações precárias, duplicidade e concomitância de anotações em papel e sistema informatizado. 5.16. As prescrições de diálogos de trabalho não devem exigir que o trabalhador forneça o sobrenome aos clientes, visando resguardar sua privacidade e segurança pessoal. 6. CAPACITAÇÃO DOS TRABALHADORES 6.1 . Todos os trabalhadores de operação e de gestão devem receber capacitação que proporcione conhecer as formac de adoEcimento relacionadas à sua atividade, suas causas, efeitos sobre a saúde e medidas de prevenção. 6.1.1 . A capacitação deve envolver, também, obrigatoriamente os trabalhadores temporários. 6.1.2. A capacitação deve incluir, no mínimo, aos seguintes itens: a) noções sobre os fatores de risco para a saúde em teleatendimento/telemarketing; b) medidas de prevenção indicadas para a redução dos riscos relacionados ao trabalho; c) informações sobre os sintomas de adoecimento que possam estar relacionados a atividade de teleatendimento/telemarketing, principalmente os que envolvem o sistema osteomuscular, a saúde mental, as funções vocais, auditivas e acuidade visual dos trabalhadores; d) informações sobre a utilização correta dos mecanismos de ajuste do mobiliário e dos equipamentos dos postos de trabalho, incluindo orientação para alternância de orelhas no uso dos fones mono ou biauriculares e limpeza e substituição de tubos de voz; e) duração de 04 (quatro) horas na admissão e reciclagem a cada 06 (seis) meses, independentemente de campanhas educativas que sejam promovidas pelos empregadores; f) distribuição obrigatória de material didático impresso com o conteúdo apresentado; g) realização durante a jornada de trabalho. 6.2. Os trabalhadores devem receber qualificação adicional à capacitação obrigatória referida no item anterior quando forem introduzidos novos fatores de risco decorrentes de métodos, equipamentos, tipos específicos de atendimento, mudanças gerenciais ou de procedimentos. 6.3. A elaboração do conteúdo técnico, a execução e a avaliação dos resultados dos procedimentos de capacitação devem contar com a participação de: a) pessoal de organização e métodos responsável pela organização do trabalho na empresa, quando houver; b) integrantes do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho, quando houver; c) representantes dos trabalhadores na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, quando houver; d) médico coordenador do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional; e) responsáveis pelo Programa de Prevenção de Riscos de Ambientais; representantes dos trabalhadores e outras entidades, quando previsto em acordos ou convenções coletivas de trabalho. 7. CONDIÇÕES SANITÁRIAS DE CONFORTO 7.1. Devem ser garantidas boas condições sanitárias e de conforto, incluindo sanitários permanentemente adequados ao uso e separados por sexo, local para lanche e armários individuais dotados de chave para guarda de pertences na jornada de trabalho. 7.2. Deve ser proporcionada a todos os trabalhadores disponibilidade irrestrita e próxima de água potável, atendendo à Norma Regulamentadora n.º 24 – NR 24. 7.3. As empresas devem manter ambientes confortáveis para descanso e recuperação durante as pausas, fora dos ambientes de trabalho, dimensionados em proporção adequada ao número de operadores usuários, onde estejam disponíveis assentos, facilidades de água potável, instalações sanitárias e lixeiras com tampa. 8. PROGRAMAS DE SAÚDE OCUPACIONAL E DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS 8.1. O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO, além de atender à Norma Regulamentadora n.º 7 (NR 7), deve necessariamente reconhecer e registrar os riscos identificados na análise ergonômica. 8.1.1. O empregador deverá fornecer cópia dos Atestados de Saúde Ocupacional e cópia dos resultados dos demais exames. 8.2. O empregador deve implementar um programa de vigilância epidemiológica para detecção precoce de casos de doenças relacionadas ao trabalho comprovadas ou objeto de suspeita, que inclua procedimentos de vigilância passiva (processando a demanda espontânea de trabalhadores que procurem serviços médicos) e procedimentos de vigilância ativa, por intermédio de exames médicos dirigidos que incluam, além dos exames obrigatórios por norma, coleta de dados sobre sintomas referentes aos aparelhos psíquico, osteomuscular, vocal, visual e auditivo, analisados e apresentados com a utilização de ferramentas estatísticas e epidemiológicas. 8.2.1. No sentido de promover a saúde vocal dos trabalhadores, os empregadores devem implementar, entre outras medidas: a) modelos de diálogos que favoreçam micropausas e evitem carga vocal intensiva do operador; b) redução do ruído de fundo; c) estímulo à ingestão freqüente de água potável fornecida gratuitamente aos operadores. 8.3. A notificação das doenças profissionais e das produzidas em virtude das condições especiais de trabalho, comprovadas ou objeto de suspeita, será obrigatória por meio da emissão de Comunicação de Acidente de Trabalho, na forma do Artigo 169 da CLT e da legislação vigente da Previdência Social. 8.4. As análises ergonômicas do trabalho devem contemplar, no mínimo, para atender à NR-17: a) descrição das características dos postos de trabalho no que se refere ao mobiliário, utensílios, ferramentas, espaço físico para a execução do trabalho e condições de posicionamento e movimentação de segmentos corporais; b) avaliação da organização do trabalho demonstrando: 1. trabalho real e trabalho prescrito; 2. descrição da produção em relação ao tempo alocado para as tarefas; 3. variações diárias, semanais e mensais da carga de atendimento, incluindo variações sazonais e intercorrências técnico-operacionais mais freqüentes; 4. número de ciclos de trabalho e sua descrição, incluindo trabalho em turnos e trabalho noturno; 5. ocorrência de pausas inter-ciclos; 6. explicitação das normas de produção, das exigências de tempo, da determinação do conteúdo de tempo, do ritmo de trabalho e do conteúdo das tarefas executadas; 7. histórico mensal de horas extras realizadas em cada ano; 8. explicitação da existência de sobrecargas estáticas ou dinâmicas do sistema osteomuscular; c) relatório estatístico da incidência de queixas de agravos à saúde colhidas pela Medicina do Trabalho nos prontuários médicos; d) relatórios de avaliações de satisfação no trabalho e clima organizacional, se realizadas no âmbito da empresa; e) registro e análise de impressões e sugestões dos trabalhadores com relação aos aspectos dos itens anteriores; f) recomendações ergonômicas expressas em planos e propostas claros e objetivos, com definição de datas de implantação. 8.4.1. As análises ergonômicas do trabalho deverão ser datadas, impressas, ter folhas numeradas e rubricadas e contemplar, obrigatoriamente, as seguintes etapas de execução: a) explicitação da demanda do estudo; b) análise das tarefas, atividades e situações de trabalho; c) discussão e restituição dos resultados aos trabalhadores envolvidos; d) recomendações ergonômicas específicas para os postos avaliados; e) avaliação e revisão das intervenções efetuadas com a participação dos trabalhadores, supervisores e gerentes; f) avaliação da eficiência das recomendações. 8.5. As ações e princípios do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA devem ser associados àqueles previstos na NR-17. 9. PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 9.1. Para as pessoas com deficiência e aquelas cujas medidas antropométricas não sejam atendidas pelas especificações deste Anexo, o mobiliário dos postos de trabalho deve ser adaptado para atender às suas necessidades, e devem estar disponíveis ajudas técnicas necessárias em seu respectivo posto de trabalho para facilitar sua integração ao trabalho, levando em consideração as repercussões sobre a saúde destes trabalhadores. 9.2. As condições de trabalho, incluindo o acesso às instalações, mobiliário, equipamentos, condições ambientais, organização do trabalho, capacitação, condições sanitárias, programas de prevenção e cuidados para segurança pessoal devem levar em conta as necessidades dos trabalhadores com deficiência. 10. DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS 10.1. As empresas que no momento da publicação da portaria de aprovação deste Anexo mantiverem com seus trabalhadores a contratação de jornada de 06 (seis) horas diárias, nelas contemplados e remunerados 15 (quinze) minutos de intervalo para repouso e alimentação, obrigar-se-ão somente à complementação de 05 (cinco) minutos, igualmente remunerados, de maneira a alcançar o total de 20 (vinte) minutos de pausas obrigatórias remuneradas, concedidos na forma dos itens 5.4.1 e 5.4.2. 10.2. O disposto no item 2 desta norma (MOBILIÁRIO DO POSTO DE TRABALHO) será implementado em um prazo para adaptação gradual de, no máximo, 05 (cinco) anos, sendo de 10% (dez por cento) no primeiro ano, 25% (vinte e cinco por cento) no segundo ano, 45% (quarenta e cinco) no terceiro ano, 75% (setenta e cinco por cento) no quarto ano e 100% (cem por cento) no quinto ano. 10.3. Será constituída comissão permanente para fins de acompanhamento da implementação, aplicação e revisão do presente Anexo. 10.4. O disposto nos itens 5.3 e seus subitens e 5.4 e seus subitens entrarão em vigor em 120 (cento e vinte) dias da data de publicação da portaria de aprovação deste Anexo, com exceção do item 5.4.4 que entrará em vigor em 180 (cento e oitenta) dias da publicação desta norma. 10.5. Ressalvado o disposto no item 10.2 e com exceção dos itens 5.3, 5.4, este anexo passa a vigorar no prazo de 90 (noventa) dias de sua publicação.” (Extraído do site do Ministério do Trabalho, em http://www.mte.gov.br/legislacao/portarias/2007/default.asp, acessado em 24/04/2007, às 17:40). *Autora: Luciana Pignatari Nardy – Advogada em São Paulo, Especialista em Direito Empresarial e em Direito e Processo do Trabalho. Email: luciananardy@almeidaalvarenga.adv.br

A teoria do búfalo

20/08/2008
<p> Quando uma manada de búfalos é caçada, só os   búfalos mais fracos e lentos, em geral doentes, que estão atrás do   rebanho, são mortos. Essa seleção natural é boa para a manada como um   todo, porque aumenta a velocidade média e a saúde de todo o rebanho pela   matança regular dos seus membros mais fracos.</p>
<p> De forma parecida opera   o cérebro humano: beber álcool em excesso, como nós sabemos, mata   neurônios, mas, naturalmente, ele ataca primeiro os neurônios mais   fracos e lentos. Neste caso, o consumo regular de cerveja, cachaça,   whisky, vinho, rum, vodka, elimina os neurônios mais lentos, tornando   seu cérebro uma máquina mais rápida e eficiente.</p>
<p> E mais: 23% dos   acidentes de trânsito são provocados pelo consumo de álcool. Isto   significa que os outros 77% dos acidentes são causados pelos filhos da   puta que bebem água, suco, refrigerante, ou outra merda qualquer!!!</p>
<p> Colabore!!!</p>
<p> Seja inteligente!</p>
<p> JÁ PRO BOTECO!!!!</p>

Advogadas Loiras

19/08/2008
<p>1 – Quem é canhoto pode prestar vestibular para Direito?</p>
<p>2 – Levar a secretária eletrônica para a cama é assédio sexual?</p>
<p>3 – Com a nova Lei Ambiental, afogar o ganso passou<br>
  a ser crime?</p>
<p>4 – Dizer que gato preto dá azar é preconceito racial?<br>
</p>
<p>5 – Cabe Recurso Adesivo no absorvente da mulher ativa?</p>
<p>6 – Quantos quilos por dia emagrece um casal que optou pelo Regime Parcial?</p>
<p>7 – Qual a capital do estado civil?</p>
<p>8 – Pessoas de má fé são aquelas que não acreditam<br>
  em Deus?<br>
</p>
<p>9 – Tem algum direito a mulher em trabalho de parto sem carteira assinada?</p>
<p>10 – Cabe relaxamento de prisão nos casos de prisão de ventre?</p>
<p>11 – Seria patrocínio o assassinato de um patrão?</p>
<p>12 – A gravidez da prostituta, no exercício de suas funções, caracteriza acidente de trabalho?</p>
<p>13 – A Marcha Processual tem câmbio manual ou automático?</p>
<p>14 – Se um motel funciona somente das 8 às 18<br>
  horas, podemos dizer que ali só ocorrem Transações Comerciais?</p>
<p>15 – Podemos dizer que a vida processual é cheia<br>
  de autos e baixos?</p>
<p>16 – Provocar o Judiciário é xingar o juiz?<br>
</p>
<p>17 – Será que a Câmara dos Deputados possui flash automático?</p>
<p>18 – O filho do bispo Edir Macedo será um herdeiro universal?</p>
<p>19 – Para que ocorra um tiro à queima roupa é<br>
  preciso que a vítima esteja vestida?</p>
<p>20 – Se enfiarmos o dedo na tomada de preços dá choque econômico?<br>
</p>
<p>21 – Quando uma prostituta usa uma camisinha durante o ato sexual, podemos dizer que ocorreu<br>
  uma legítima defesa putativa?</p>
<p>22 – Qual a influência da macumba no despacho saneador?</p>
<p>23 – O infanticídio ocorre quando alguém dá<br>
  para uma criança uma Fanta envenenada?</p>
<p>24 – O Superior Tribunal de Justiça tem esse<br>
  nome porque fica no último andar do edifício?<br>
</p>
<p>25 – Analogia é a ciência que estuda a vida das anãs?</p>
<p>26 – Massa Falida é um bolo que não deu certo?</p>
<p>27 – Aplicação das Normas Jurídicas no Espaço<br>
  ocorre quando há julgamento na lua?</p>
<p>28 – Leis Concretas são aquelas elaboradas por pedreiros?</p>
<p>29 – Testamento Cerrado é aquele em que os filhos herdam dos pais fazendas no interior de Goiás e<br>
  Mato Grosso?</p>
<p>30 – Bens Móveis são os fabricados em marcenarias?</p>
<p>31- O ‘arroz com feijão’ pode ser considerado uma receita pública?</p>
<p>32 – Direito Penal é aquele que trata das relações<br>
  entre aves?<br>
</p>
<p>33 – Queimadura de terceiro grau é aquela que<br>
  ocorre no curso universitário?</p>
<p>34 – Signatários são os caras que inventaram o horóscopo?</p>
<p>35 – Para que ocorra uma prisão de ventre é<br>
  necessário haver flagrante?</p>
<p>36 – Nesse caso, cabe Habeas Corpus? Ou<br>
  Intimus Gel?</p>

Piadas Mineiras

19/08/2008
<p>Em Minas é assim…<br>
  <br>
  NUDEZ MINEIRA<br>
  <br>
  Dois cumpadre de Uberaba tavam bem sossegadim fumando seus respectivo cigarrim de paia e proseano.<br>
  Conversa vai, conversa vem, eis que a certa altura um deles pergunta pro outro:<br>
  – Cumpadre, u quê quiocê acha desse negóço de nudez?<br>
  – No que o outro respondeu:<br>
  – Acho bão, sô!<br>
  O outro ficou assim, pensativo, meditativo…e perguntou de novo:<br>
  – Ocê acha bão purcaus diquê, cumpadre?<br>
  E o outro:<br>
  – Uai! É mió nudês do que nunosso, né mesmo?<br>
  <br>
  SUTILEZA MINEIRA<br>
  <br>
  O cumpadi, há muito tempo de olho na cumadi,   aproveitô a ausência do cumpadi e resolveu fazer uma visitinha para ver   se ela não carecia de arguma coisa…<br>
  Chegando lá, os dois meio sem jeito, não estavam acostumados a ficar a sós….falaram sobre o tempo….<br>
  – Será qui chove?<br>
  – Pois é…..<br>
  Ficô um grande silêncio…..<br>
  Aí, o cumpadi se enche de corage e resorve quebrá o gelo:<br>
  – Cumadi….qui qui ocê acha: trepemo ou tomemo um café?<br>
  – Ah, cumpadi…cê mi pegô sem pó…..<br>
  <br>
  TREM CAIPIRA<br>
  <br>
  Uma mulher estava esperando o trem na estação   ferroviária de Varginha, quando sentiu uma vontade de ir urgentemente ao   banheiro. Foi….<br>
  Quando voltou, o trem já tinha partido. Ela começou a chorar.<br>
  Nesse momento, chegou um mineiro, compadeceu-se dela e perguntou:<br>
  – Purcaus diquê qui a sinhora tá chorano?<br>
  – É que eu fui urinar e o tre partiu….<br>
  – Uai, dona! Por caus dissu num precisa chorá   não…tenho certeza bissoluta qui a sinhora já nasceu com esse trem   partido….<br>
  <br>
  CUNVERSA DE MINEIRIM<br>
  <br>
  – Cumpadi, muié é bicho estranho, num é mêsss???<br>
  – Num gosta di pescá….<br>
  – Num gosta di futebor…<br>
  – Num sabi contá piada…<br>
  – Num toma umas pinguinha….<br>
  – Óia, cumpadi….si num tivesse xoxota, eu nem cumprimentava.<br>
  <br>
  MUIÉ MINEIRA<br>
  <br>
  Os dois cumpadres pitavam o cigarrim de paia e prosiavam. Um deles pergunta:<br>
  – Ô cumpadre, cumé que chama mesmo aquela coisa   que as muié tem (faz um sinal com as duas mãos), quentim, cabeludim, que   a gente gosta, é vermeia e que come terra?<br>
  – Uai…quentim… vermeia..? A gente gosta? Uái   sô, só pode ser xoxota. Mas eu num sabia que comia terra, sô!!<br>
  O outro dá uma pitada no cigarro:<br>
  – Pois come, cumpadre. Só di mim, cumeu treis fazenda.<br>
  <br>
  DIPROMA<br>
  <br>
  O velho fazendeiro do interior de Minas está em   sua sala, proseando com um amigo, quando um menino passa correndo por   ali.<br>
  Ele chama:<br>
  – Diproma, vai falar para sua avó trazer um cafèzinho aqui pra visita!<br>
  E o amigo estranha:<br>
  – Mas que nome engraçado tem esse menino!! É seu parente?<br>
  – É meu neto!  Eu chamo ele assim porque mandei a minha filha estudar em Belzone e ela voltou com ele!<br>
  <br>
  <br>
  MINEIRIM NO RIDIJANEIRO<br>
  <br>
  Um mineirim tava no Ridijaneiro, bismado cas   praia, pé discarço. sem camisa, caquele carção samba canção, sem cueca   pur dibacho.<br>
  <br>
  Os cariocas zombano, contano piada de mineiro.   Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se güentô: correu a   toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegô jacaré e tudo   mais.<br>
  <br>
  Quando saiu, o carção de ticido finim tava   transparente e grudadim na pele. Tudu mundo na praia tava oiano pro   tamanho do ‘amigão’ que o mineirim tinha. O bicho ia até pertim do   juêio…A turma nunca tinha visto coisa igual. As muié cum sorrisão, os   homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bicho.<br>
  <br>
  O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:<br>
  <br>
  -Qui qui foi, uai? Seus bobãum… vão dizê qui   quando oceis pula na agua fria, o pintim doceis num incói tamém…?<br>
  <br>
  TRAIÇÃO À MINEIRA<br>
  <br>
  O amigo chega pro Carzeduardo e fala:<br>
  <br>
  – Carzeduardo, sua muié tá te traino co Arcide.<br>
  <br>
  – Magina!! Ela num trai eu não. Cê tá inganado, sô.<br>
  <br>
  – Carzeduardo! Toda veiz qui ocê sai pra trabaiá, o Arcide vai pra sua casa e prega ferro nela.<br>
  <br>
  – Duvido! Ele não teria corage….<br>
  <br>
  – Mais teve! Pode confiri.<br>
  <br>
  Indignado com o que o amigo diz, o Carzeduardo   finge que sai de casa, sesconde dentro do guarda-roupa e fica olhando   pela fresta da porta.<br>
  <br>
  Logo vê sua mulher levando o Arcide para dentro do quarto pra começar a sacanage.<br>
  <br>
  Mais tarde, ele encontra com o amigo, que lhe pergunta o que houve.<br>
  <br>
  E então, o Carzeduardo relata cabisbaixo:<br>
  <br>
  – Foi terrive di vê!!!… ele jogou ela na cama,   tirou a brusa…. e os peito caiu….tirou a carcinha…e a barriga e a   bunda dispencaro…… tirou as meia…e apariceu aquelas varizaiada   toda, as perna tudo cabiluda. E eu dentro do guarda roupa, cas mãos no   rosto, pensava: ‘Ai…qui vergonha que tô do Arcide!!!'<br>
  <br>
  UAI SÔ<br>
  <br>
  Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e parte para os finalmentes.<br>
  <br>
  Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:<br>
  <br>
  – Once more, once more, once more…..(tradução de once more: ‘mais uma vez’)<br>
  <br>
  E o mineirinho responde desesperado:<br>
  <br>
  – Beozonte, Beozonte, Beozonte…..<br>
  <br>
  <br>
  O EMPRESÁRIO E O  MINEIRIM!</p>
<p>Num certo dia, um empresário viajava pelo interior de Minas.<br>
  <br>
  Ao ver um peão tocando umas vacas, parou para lhe fazer algumas perguntas:<br>
  <br>
  – Acha que você poderia me passar umas informações?<br>
  <br>
  – Claro, sô!<br>
  <br>
  – As vacas dão muito leite?<br>
  <br>
  – Qual que o senhor quer saber: as maiáda ou as marrom?<br>
  <br>
  – Pode ser as malhadas.<br>
  <br>
  – Dá uns 12 litro por dia!<br>
  <br>
  – E as marrons?<br>
  <br>
  – Tamém uns 12 litro por dia!<br>
  <br>
  O empresário pensou um pouco e logo tornou a perguntar:<br>
  <br>
  – Elas comem o quê?<br>
  <br>
  – Qual? As maiáda ou as marrom?<br>
  <br>
  – Sei lá, pode ser as marrons!<br>
  <br>
  – As marrom come pasto e sal.<br>
  <br>
  – Hum! E as malhadas?<br>
  <br>
  – Tamém come pasto e sal!<br>
  <br>
  O empresário, sem conseguir esconder a irritação:<br>
  <br>
  – Escuta aqui, meu amigo! Por quê toda vez que eu te pergunto alguma coisa                           sobre as vacas você me diz se quero saber das malhadas ou das marrons, sendo que é                          tudo a mesma resposta?<br>
  <br>
  E o matuto responde:<br>
  <br>
  – É que as maiáda são minha!<br>
  <br>
  – E as marrons?<br>
  <br>
  – Tamém!<br>
</p>
<p>INDO PARA A PESCARIA…</p>
<p>Os dois mineiros se encontram no ponto de ônibus em Cocalinho para uma                          pescaria.<br>
  <br>
  – Então cumpade, tá animado? pergunta o primeiro.<br>
  <br>
  – Eu tô, home!<br>
  <br>
  – Ô cumpade, pro mode quê tá levano esses dois embornal?<br>
  <br>
  – É que tô levano uma pingazinha, cumpade.<br>
  <br>
  – Pinga, cumpade? Nóis num tinha acertado que num ia bebê mais?!<br>
  <br>
  – Cumpade, é que pode aparece uma cobra e pica a gente. Aí nóis desinfeta                          com a pinga e toma uns gole que é pra mode num sinti a dô.<br>
  <br>
  – É… e na outra sacola, o que qui tá levano?<br>
  <br>
  – É a cobra, cumpade. Pode num tê lá…<br>
</p>
<p>MINEIRIM COMPRANDO PASSAGEM</p>
<p>O mineirin vai a uma estação ferroviária para comprar um bilhete.<br>
  <br>
  – Quero uma passage para o Esbui – solicita ao atendente.<br>
  <br>
  – Não entendi; o senhor pode repetir?<br>
  <br>
  – Quero uma passage para o Esbui!<br>
  <br>
  – Sinto muito, senhor, não temos passagem para o Esbui.<br>
  Aborrecido, o caipira se afasta do guichê, se aproxima do amigo que o                          estava aguardando e lamenta:<br>
  <br>
  – Olha, Esbui, o homem falou que prá ocê não tem passagem não!</p>
<p>A PESQUISADORA E O MINEIRIN</p>
<p>Uma pesquisadora do IBGE bate à porta de um sitiozinho perdido no interior                          de Minas.<br>
  <br>
  – Essa terra dá mandioca?<br>
  <br>
  – Não, senhora. – responde o roceiro.<br>
  <br>
  – Dá batata?<br>
  <br>
  – Também não, senhora!<br>
  <br>
  – Dá feijão?<br>
  <br>
  – Nunca deu!<br>
  <br>
  – Arroz?<br>
  <br>
  – De jeito nenhum!<br>
  <br>
  – Milho?<br>
  <br>
  – Nem brincando!<br>
  <br>
  – Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?<br>
  <br>
  – Ah! … Se plantar é diferente..</p>

Como as mulheres enlouquecem os homens

16/08/2008
Mulher   – Onde você vai?<br>
Homem   – Vou sair um pouco.<br>
Mulher   – Vai de carro?<br>
Homem   – Sim.<br>
Mulher   – Tem gasolina?<br>
Homem   – Sim…. coloquei.<br>
Mulher   – Vai demorar?<br>
Homem   – Não… coisa de uma hora.<br>
Mulher   – Vai a algum lugar específico?<br>
Homem   – Não… só rodar por aí.<br>
Mulher   – Não prefere ir a pé?<br>
Homem   – Não… vou de carro.<br>
Mulher   – Traz um sorvete pra mim!<br>
Homem   – Trago… que sabor?<br>
Mulher   – Manga.<br>
Homem   – Ok… na volta eu passo e compro.<br>
Mulher   – Na volta?<br>
Homem   – Sim… senão derrete.<br>
Mulher   – Passa lá, compra e deixa aqui..<br>
Homem   – Não… melhor não! Na volta… é rápido!<br>
Mulher   – Ahhhhh!<br>
Homem   – Quando eu voltar eu tomo com você!<br>
Mulher   – Mas você não gosta de manga!<br>
Homem   – Eu compro outro… de outro sabor.<br>
Mulher   – Aí fica caro… traz de cupuaçu!<br>
Homem   – Eu não gosto também.<br>
Mulher   – Traz de chocolate… nós dois gostamos.<br>
Homem   – Ok! Beijo… volto logo….<br>
Mulher   – Ei!<br>
Homem   – O que?<br>
Mulher   – Chocolate não… Flocos…<br>
Homem   – Não gosto de flocos!<br>
Mulher   – Então traz de manga prá mim e o que quiser prá você.<br>
Homem   – Foi o que sugeri desde o começo!<br>
Mulher   – Você está sendo irônico?<br>
Homem   – Não tô não! Vou indo.<br>
Mulher   – Vem aqui me dar um beijo de despedida!<br>
Homem   – Querida! Eu volto logo… depois.<br>
Mulher   – Depois não… quero agora!<br>
Homem   – Tá bom! (Beijo.)<br>
Mulher   – Vai com o seu ou com o meu carro?<br>
Homem   – Com o meu.<br>
Mulher   – Vai com o meu… tem cd player… o seu não!<br>
Homem   – Não vou ouvir música… vou espairecer…<br>
Mulher   – Tá precisando?<br>
Homem   – Não sei… vou ver quando sair!<br>
Mulher   – Demora não!<br>
Homem   – É rápido… (Abre a porta de casa.)<br>
Mulher   – Ei!<br>
Homem   – Que foi agora?<br>
Mulher   – Nossa!!! Que grosso! Vai embora!<br>
Homem   – Calma… estou tentando sair e não consigo!<br>
Mulher   – Porque quer ir sozinho? Vai encontrar alguém?<br>
Homem   – O que quer dizer?<br>
Mulher   – Nada… nada não!<br>
Homem   – Vem cá… acha que estou te traindo?<br>
Mulher   – Não… claro que não… mas sabe como é?<br>
Homem   – Como é o quê?<br>
Mulher   – Homens!<br>
Homem   – Generalizando ou falando de mim?<br>
Mulher   – Generalizando.<br>
Homem   – Então não é meu caso… sabe que eu não faria isso!<br>
Mulher   – Tá bom… então vai.<br>
Homem   – Vou.<br>
Mulher   – Ei!<br>
Homem   – Que foi, cacete?<br>
Mulher   – Leva o celular, estúpido!<br>
Homem   – Prá quê? Prá você ficar me ligando?<br>
Mulher   – Não… caso aconteça algo, estará com celular.<br>
Homem   – Não… pode deixar…<br>
Mulher   – Olha… desculpa pela desconfiança, estou com saudade, só isso!<br>
Homem   – Ok, meu amor… Desculpe-me se fui grosso. Tá.. eu te amo!<br>
Mulher   – Eu também! Posso futricar no seu celular?<br>
Homem   – Prá quê?<br>
Mulher   – Sei lá! Joguinho!<br>
Homem   – Você quer meu celular prá jogar?<br>
Mulher   – É.<br>
Homem   – Tem certeza?<br>
Mulher   – Sim.<br>
Homem   – Liga o computador… lá tem um monte de joguinhos!<br>
Mulher   – Não sei mexer naquela lata velha!<br>
Homem   – Lata velha? Comprei pra a gente mês passado!<br>
Mulher   – Tá..ok… então leva o celular senão eu vou futricar…<br>
Homem   – Pode mexer então… não tem nada lá mesmo…<br>
Mulher   – É?<br>
Homem   – É.<br>
Mulher   – Então onde está?<br>
Homem   – O quê?<br>
Mulher   – O que deveria estar no celular mas não está…<br>
Homem   – Como!?<br>
Mulher   – Nada! Esquece!<br>
Homem   – Tá nervosa?<br>
Mulher   – Não… tô não…<br>
Homem   – Então vou!<br>
Mulher   – Ei!<br>
Homem   – O que ééééééé, caralho?<br>
Mulher   – Não quero mais sorvete não!<br>
Homem   – Ah é?<br>
Mulher   – É!<br>
Homem   – Então eu também não vou sair mais não!<br>
Mulher   – Ah é?<br>
Homem   – É.<br>
Mulher   – Oba! Vai ficar comigo?<br>
Homem   – Não vou não… cansei… vou dormir!<br>
Mulher   – Prefere dormir do que ficar comigo?<br>
Homem   – Não… vou dormir, só isso!<br>
Mulher   – Está nervoso?<br>
Homem   – Claro, porra!!!<br>
Mulher   – Porque você não vai dar uma volta para espairecer?…!!!

Se quiser, passe este recado para as pessoas que são importantes para você, porque segundo Brian sugeriu: “apeguem-se às coisas que são queridas ao seu coração (entre elas os amigos). Sem elas a vida carece de sentido.”

Padre Saboneteiro

15/08/2008
<p>Dois padres foram tomar banho, mas esqueceram o sabonete. Um dos padres falou:</p>
<p> – Vou buscar dois no meu quarto, que fica no fim do corredor.<br>
  <br>
  Como era domingo, o convento estava vazio e eles   estavam com pressa para irem à missa, ele foi buscar os sabonetes do   jeito que estava, pelado mesmo. Na volta, com os sabonetes um em cada   mão, ele deu de cara com três freiras que, bem cedinho, já estavam indo   para a missa. Sem ter o que fazer, o padre se fingiu de estátua. As   freiras olharam, espantadas, para aquela nova estátua e comentaram entre   si:<br>
  <br>
  – Nossa, que estátua linda, perfeita…<br>
  <br>
  Uma delas, então, ao olhar o “pinto” do padre,   resolveu dar um puxão. Ao sentir a dor, um sabonete escorregou de sua   mão. <br>
  <br>
  As freiras, mais espantadas ainda, falaram:<br>
  <br>
  – Não é uma estátua, mas sim, uma máquina de sabonetes!<br>
  <br>
  A outra deu um novo puxão e outro sabonete escorregou…<br>
  <br>
  – Nossa, que maravilha! Exclamaram com felicidade.<br>
  <br>
  A terceira freira, não querendo ficar para trás,   puxou o pinto do padre, nada, e puxou… E nada… E puxou… E   nada…E puxou… E puxou… E puxou… Puxou… Puxou…   Puxou…Puxou… Puxou… maravilhada, disse:<br>
  <br>
  – Deus seja louvado, tem até shampoo!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkk</p>

Aluno Judeu

15/08/2008
O pai judeu Goshi, com a melhor das intenções, enviou seu filho Samuel para o colégio mais caro da comunidade Judaica. <br>
<br>
Apesar das boas intenções, Samuel não ligava para as aulas. O negocio dele era brincar e conversar.<br>
<br>
Notas do primeiro mês :<br>
<br>
Matemática 2<br>
Geografia 3<br>
História 3<br>
Literatura 2<br>
Comportamento 0<br>
<br>
Estas espantosas classificações repetiam-se mês a mês, até que o pai se cansou:<br>
<br>
– Samuel ouve bem o que te vou dizer, se no   próximo mês as tuas notas e o teu comportamento não melhorarem, vou te   mandar estudar num colégio católico muito rigoroso para ver se você   aprende executar as suas responsabilidades.<br>
<br>
No mês seguinte as notas do Samuel foram uma   tragédia e o pai não pestanejou e cumpriu com a sua palavra. Chamou o   filho e determinou:<br>
<br>
– Samuel, seu filho desalmado, você vai para o   colégio católico mais RIGOROSO que eu conseguir e vamos ver se você   melhora ou não… vamos ver!<br>
<br>
Através de um rabino próximo da sua família,   entrou em contato com um bispo que lhe recomendou um bom Colégio   Franciscano para o qual Samuel foi enviado.<br>
<br>
Notas do primeiro mês :<br>
Matemática 8<br>
Geografia 7<br>
História 7<br>
Literatura 8<br>
Comportamento 8<br>
Notas do segundo mês :<br>
Matemática 10<br>
Geografia 8<br>
História 9<br>
Literatura 10<br>
Comportamento 10<br>
<br>
O pai contente mas muito surpreso perguntou a Samuel:<br>
<br>
– Samuel, O que aconteceu para você ir tão bem na escola? Como é que se deu este milagre?<br>
<br>
– Não sei, papai. Não sei, mesmo…. mas assim   que cheguei no colégio, apresentaram-me todos os colegas e todos os   professores e mais tarde fomos obrigados a ir a uma igreja, lá dentro do   colégio. Quando entrei, vi um homem crucificado, com pregos nas mãos e   nos pés, com cara de ter sofrido muito e todo ensanguentado. Fiquei   impressionado, muito Impressionado….<br>
<br>
Perguntei:<br>
<br>
– Quem é ele?<br>
<br>
E respondeu-me um aluno do curso superior:<br>
<br>
‘Ele era um judeu como você’..<br>
<br>
Então, disse para mim mesmo:<br>
<br>
‘Caaaara! Aqui não tem jeito vou ter que estudar que os padres não estão para brincadeira, não !’

Nunca subestime uma mulher

10/08/2008
<p>Ocorreu um acidente de transito, com dois carros batendo defrente, um<br>
  guiado por um homem e o outro por uma mulher.<br>
  Ficaram completamente destruidos, mas,surpreendentemente, os motoristas<br>
  nadasofreram. Sairam completamente ilesos.<br>
  Depois de sairem de seus carros, o homem pronto para agredi-la<br>
  verbalmente, mas a mulher rapidamente diz:<br>
  – Interessante, você um homem e eu uma mulher, com os carros totalmente<br>
  destruidos, mas estamos sem nenhum arranhão. Isto deve ser um sinal de<br>
  Deus. Nós realmente precisavamos nos encontrar. Estava em nossos destinos<br>
  nos conhecermos e ficarmos vivendo em paz, como grandes amigos, até o fim<br>
  de nossos dias.<br>
  – Concordo! disse o homem. Isto com certeza é um sinal de Deus.<br>
  – E olhe outro milagre, disse a mulher: meu carro está completamente<br>
  destruído, mas esta garrafa de vinho não se quebrou. Está claro que o<br>
  destino quer que a bebamos para celebrar a nossa vida, que foi salva<br>
  milagrosamente neste acidente.<br>
  – Vamos celebrar!<br>
  Então a mulher passa agarrafa para o homem.<br>
  Ele concorda sem titubear e vira o gargalo na boca até beber a metade da<br>
  garrafa.<br>
  Entrega a garrafa pela metade para a mulher. Ela pega a rolha e a recoloca<br>
  no gargalo, imediatamente, sem beber nenhum gole.<br>
  Sem entender nada, o homem pergunta:<br>
  – Não vai beber a sua metade para comemorar?<br>
  A mulher responde:<br>
  – Agora não. Vou esperar a polícia chegar primeiro…</p>
<p>NUNCA SUBESTIME UMA MULHER…….…</p


A gordinha

10/08/2008
<p>A gordinha estava em um banheiro de uma   danceteria, pintando-se no espelho, quando de repente chega uma linda   ruiva de olhos azuis.                             Ela tinha uma delicada cintura e usava uma   calça justíssima de couro.<br>
  <br>
  Enquanto a gorda observava essa escultural criação divina, a ruiva se olha no espelho e diz:<br>
  <br>
  -Obrigada,  Herbalife…!<br>
  <br>
  A gordinha… ficou paralisada com o lápis labial na boca, enquanto vê sair a ruiva.<br>
  <br>
  Continuou o que  fazia, quando de repente   entra uma maravilhosa loira duas vezes melhor que a ruiva, corpo   escultural, cintura mínima, se olha no espelho e diz:<br>
  <br>
  – Obrigada, Coscarque.. . . !</p>
<p> A gordinha ficou paralisada com o tubo de rímel na mão enquanto vê sair a tremenda loira.<br>
  <br>
  Continua sua maquiagem quando entra uma linda   morena três vezes melhor que a loira, corpo escultural, pele suave,   cintura ultra fina, lindas pernas, uma Deusa! A garota se olha no   espelho, observa o ‘corpão’ e diz:<br>
  <br>
  -Obrigada Diet Shake .. . . !<br>
  <br>
  <br>
  A gordinha termina de se pintar, se prepara para sair se olha no espelho e diz:<br>
  <br>
  – VAI SE FUDÊ , Mc Donald’s . . . !</p>

Coisas de casal

28/07/2008
<p><strong>AMOR ‘ I ‘</strong></p>
<p>Querida, vamos ter<br>
  que começar a economizar.</p>
<p>- Tudo bem… Mas como? <br>
  – Aprenda a cozinhar e mande a empregada embora. <br>
  – Tá legal… Então aprenda a fazer amor e pode dispensar o motorista.</p>
<p><strong>Amor ‘ II ‘</strong></p>
<p>O cara pergunta para a mulher:</p>
<p>- Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?</p>
<p>- Claro querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira…</p>
<p><strong>Amor ‘ III ‘</strong></p>
<p>Na cama, o marido se vira para a jovem esposa e pergunta:</p>
<p>- Querida, me diga que sou o primeiro homem da sua vida.</p>
<p>Ela olha para o babaca e responde:</p>
<p>- Pode ser… Sua cara não me é estranha…</p>
<p><strong>Amor ‘ IV ‘ </strong></p>
<p>Um casal vinha por uma estrada do interior, sem dizer uma palavra.</p>
<p>Uma discussão anterior havia levado a uma briga, e nenhum dos dois<br>
  queria dar o braço a torcer. Ao passarem por uma fazenda em que havia mulas e porcos,<br>
  o marido perguntou, sarcástico:</p>
<p>- Parentes seus?</p>
<p>- Sim, respondeu ela. Cunhados e sogra…</p>
<p>(Essa pode apostar que não é loira…!!!!)</p>
<p><strong>Amor ‘ V ‘</strong></p>
<p>Marido pergunta pra mulher:</p>
<p>- Vamos tentar uma posição diferente essa noite?</p>
<p>A mulher responde:</p>
<p>- Boa idéia, você fica aqui em pé na pia lavando a louça e eu sento no sofá!!!!!</p>
<p><strong>Amor ‘ VI'</strong></p>
<p>O marido decide mudar de atitude. Chega em casa todo machão e ordena:<br>
  – Eu quero que você prepare uma refeição dos deuses para o jantar e quando<br>
  eu terminar espero uma sobremesa divina. Depois do jantar você vai me<br>
  trazer um whisky e preparar um banho porque eu preciso relaxar.<br>
  E tem mais: Quando eu terminar o banho, adivinha quem vai me vestir<br>
  e me pentear?</p>
<p>O homem da funerária… Respondeu placidamente a esposa…</p>
<p>(essa jamais será escrava de homem…)<br>
</p>
<p><strong>Amor ‘ VII'</strong></p>
<p>Querida, o que você prefere? Um homem bonito ou inteligente?</p>
<p>- Nem um, nem outro.</p>
<p>Você sabe que eu só gosto de você.</p>
<p><strong>Amor ‘ VIII'</strong></p>
<p>Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:</p>
<p>- Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha?</p>
<p>Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais parou de beber.</p>
<p>A mulher responde:</p>
<p>- Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim!</p>
<p>(Sem comentários……..) </p

Velhas mas boas

09/08/2008
<p>1. COM FORTES DORES NA PELVE<br>
  <br>
  A mãe, desesperada, pergunta pro médico:<br>
  – O que houve doutor?<br>
  – Sua filha está com o clitóris igual a uma tampinha de caneta bic!<br>
  – Azul, doutor?<br>
  – Não, todo mordido.</p>
<p>2. DEFICIENTES<br>
  <br>
  Numa casa para deficientes, o professor ia passar no refeitório quando o<br>
  cozinheiro lhe pergunta:<br>
  – Quer uma torta, professor?<br>
  – Não, agora não, obrigado! Acabei de comer uma ceguinha!</p>
<p> </p>
<p>3. NO DEPARTAMENTO DE IMIGRAÇÃO<br>
  <br>
  – Sexo?<br>
  – 3 vezes por semana.<br>
  – Não… eu quero dizer masculino ou feminino.<br>
  – Não importa.</p>
<p> </p>
<p>4. A OVELHA E O CARNEIRO<br>
  <br>
  Diz a ovelha para o carneiro:<br>
  – Tens tão pouca lã…<br>
  – Tá, mas viemos para aqui trepar ou fazer tricô ??</p>
<p>5. COMO UM TOURO<br>
  <br>
  Uma mulher, toda boazuda, vai ao médico:<br>
  – Sr.Doutor: queria que fizesse algo pelo meu marido…<br>
  Algo que o fizesse ficar como um touro!<br>
  – Pois bem, dispa-se. Vamos começar pelos chifres</p>
<p>6. TRANSA MÁGICA<br>
  <br>
  Um cara chega para uma mulher e diz:<br>
  – Tá afim de uma transa mágica?<br>
  A mulher pergunta:<br>
  – Como é uma transa mágica?<br>
  Ele diz:<br>
  – É muito simples, a gente transa e depois você desaparece.</p>
<p>7. FESTA DE ARROMBA<br>
  <br>
  O menininho pergunta pra mãe:<br>
  -Mamãe! Por que você é branca, papai é negro e eu sou japinha…<br>
  -Ah, meu filho! Se você soubesse a festa que houve naquele dia…você<br>
  deveria estar contente por não latir.</p>
<p>8. MÉDICO<br>
  <br>
  O sujeito vai ao médico, caindo de bêbado.Durante a consulta, vêm as                          perguntas de praxe:<br>
  – Nome?<br>
  – Juvenal dos Santos!<br>
  – Idade?<br>
  – 32 anos.<br>
  – O senhor bebe?<br>
  – Vou aceitar um gole, mas só pra te acompanhar!<br>
</p>
<p>9. AS MÃES<br>
  <br>
  A mãe americana encontra uma lata de cerveja na bolsa da filha e pergunta                          para si mesma:<br>
  – Será que minha filha está bebendo?<br>
  A mãe italiana encontra um maço de cigarros na bolsa da filha e se                          questiona:<br>
  – Será que minha filha começou a fumar?<br>
  E, como não poderia faltar, a mãe portuguesa encontra uma camisinha na bolsa                          da filha, e se pergunta:<br>
  – Meu Deus! Será que minha filha tem pinto???!!!</p>
<p>10. VELHOS<br>
  <br>
  Dois velhinhos conversando:<br>
  – Você prefere sexo ou Natal?<br>
  – Sexo, claro! Natal tem todo ano, enjoa.</p>
<p>11. TRABALHO<br>
  <br>
  No consultório, fim de tarde, o médico dá a péssima notícia:<br>
  – A senhora tem seis horas de vida.<br>
  Desesperada, a mulher corre para casa e conta tudo para o marido.<br>
  Os dois resolvem gastar o tempo que resta da vida dela fazendo sexo.<br>
  Fazem uma vez, ela pede para repetirem. Fazem de novo, ela pede mais.<br>
  Depois da terceira vez, ela quer de novo.<br>
  E o marido:<br>
  – Ah, Ana, chega! Eu tenho que acordar cedo amanhã. Você não!</p>
<p>12. MARIMBONDO<br>
  <br>
  A portuguesinha de 10 anos vai pescar com o pai e volta com o rosto todo                          inchado.<br>
  A mãe, assustada, pergunta:<br>
  – Minha filha, que houve?<br>
  – Foi um marimbondo, mamãe…<br>
  – Ele te picou ?<br>
  – Não deu tempo, o papai matou ele com o remo.<br>
</p>
<p>13. BICICLETA<br>
  <br>
  Dois gaúchos pedalavam suas bicicletas pelo campo. Um deles pergunta:<br>
  – Bah tchê, onde conseguiste essa tua magnífica bicicleta?<br>
  O segundo respondeu:<br>
  – Estava eu a pé, caminhando ontem por aí, quando surgiu uma guria com esta                          bicicleta. Ela atirou a bicicleta ao solo, despiu toda a roupa e disse-me:<br>
  – “Pegue o que quiser”.<br>
  O outro:<br>
  – Bah, escolheste bem. Provavelmente a roupa não te serviria.<br>
</p>
<p>14. VELHOS 2<br>
  <br>
  O médico atende um velhinho milionário que tinha começado a usar um    revolucionário aparelho de audição:<br>
  – E aí, seu Almeida, está gostando do aparelho?<br>
  – É muito bom.<br>
  – Sua família gostou?<br>
  – Ainda não contei para ninguém, mas já mudei meu testamento três vezes</p>

Frases ditas antes de morrer

28/07/2008
01 – “Atira se for homem!”<br>
02 – “Atravessa correndo que dá.”<br>
03 – “Ah, não se preocupe, o que não mata,engorda”<br>
04 – “Fica tranquilo que este alicate é isolado”<br>
05 – “Sabe qual a chance de isso acontecer? Uma em um milhão”<br>
06 – “Essa camisa do Cruzeiro não é minha não….eu sou atleticano como vocês”<br>
07 – “Adoro essas ruas pois são super tranquilas”<br>
08 – “Tem certeza que não tem perigo?”<br>
09 – “Meu sonho sempre foi saltar de para-quedas. E neste instante vou realizá-lo. E eu mesmo o dobrei!”<br>
10 – “Aqui é o PT-965 decolando em seu primeiro vôo solo”<br>
11 – “Confie em mim”<br>
12 – “Aqui é o piloto. Vamos passar por uma leve turbulência”<br>
13 – “Capacete? Imagina, tá calor”<br>
14 – “Eu sempre mudei a temperatura do chuveiro com ele ligado. Não ia ser hoje que alguma coisa iria acontecer”<br>
15 – “Deixa comigo”<br>
16 – “Desce desse ônibus e me encara de frente, sua bicha!”<br>
17 – “Você é grande mas não é dois!”<br>
18 – “Kung-Fu nada. Eu vou acabar com você”<br>
19 – “Vamos lá que não tem erro”<br>
20- “Pode mexer. É Pitbull, mas é mansinho”<br>
21- “Bú! Vovó, te assustei?

Ditados populares na era digital

24/07/2008
<p>Como estamos na ‘Era Digital’, foi necessário rever os velhos ditados existentes e adaptá-los à nova realidade. Veja alguns:</p>
<p>1. A pressa é inimiga da conexão.<br>
  2. Amigos,amigos, senhas à parte.<br>
  3. Antes só, do que em chats aborrecidos.<br>
  4. A arquivo dado não se olha o formato.<br>
  5.Diga-me que chat freqüentas e te direi quem és.<br>
  6. Para bom provedor uma senha basta.<br>
  7. Não adianta chorar sobre arquivo deletado.<br>
  8. Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.<br>
  9. Em terra off-line, quem tem um 486 é rei.<br>
  10. Hacker que ladra, não morde.<br>
  11. Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando.<br>
  12. HD sujo se limpa em casa.<br>
  13. Melhor prevenir do que reformatar.<br>
  14. O barato sai caro. E lento.<br>
  15. Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado.<br>
  16. Quando um não quer, dois não teclam.<br>
  17. Quem ama um 486, Pentium 5 lhe parece.<br>
  18. Quem clica seus males multiplica.<br>
  19. Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.<br>
  20. Quem envia o que quer, recebe o que não quer.<br>
  21. Quem não tem banda larga, caça com modem.<br>
  22. Quem nunca errou, que aperte a primeira tecla.<br>
  23. Quem semeia e-mails, colhe spams.<br>
  24. Quem tem dedo vai a Roma.com<br>
  25. Um é pouco, dois é bom, três é chat ou lista virtual.<br>
  26. Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.<br>
  27. Diga-me que computador tens e direi quem és.<br>
  28. Há dois tipos de pessoas na informática. Os que perderam o HD e osque<br>
  ainda vão perder…<br>
  29. Uma impressora disse para outra: Essa folha é sua ou é impressão minha.<br>
  30. Aluno de informática não cola, faz backup.<br>
  31. O problema do computador é o USB (Usuário Super Burro).<br>
  32. Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia… e depois<br>
  se cola.<br>
  33. O Natal das pessoas viciadas em computador é diferente. No dia 25de<br>
  Dezembro, o Papai Noel desce pelo cabo de rede, sai pela porta serial e<br>
  diz: Feliz Natal, ROM, ROM, ROM!</p>

Judeo e o Turco

24/07/2008
<p>Um turco pegou dinheiro emprestado de um judeu…</p>
<p>Acontece que o turco se gabava de nunca ter pagado uma dívida sequer.</p>
<p>Por outro lado, o judeu nunca havia perdido nenhum centavo em transação alguma.</p>
<p>Passa o tempo e o turco enrolando e se escondendo do judeu e este na captura do turco.</p>
<p>Até que um dia eles se cruzaram no bar de um português e começaram uma discussão.</p>
<p>O turco encurralado não encontrou outra saída, pegou um revólver encostou na própria cabeça e disse:</p>
<p>- Eu posso ir para o inferno, mas não pago essa dívida.</p>
<p>E puxou o gatilho, caindo morto no chão.</p>
<p>O Judeu não quis deixar por menos, pegou o revólver do chão, encostou em sua própria cabeça e disse:</p>
<p>- Eu vou receber esta dívida, nem que seja no inferno.</p>
<p>E puxou o gatilho, caindo morto no chão.</p>
<p>Um português, que observava tudo, pegou o revólver<br>
  Do chão, encostou em sua cabeça e disse:</p>
<p>- Pois eu não perco esta briga por nada.…</p

A sogra

21/07/2008
<p>O marido chega em Casa vindo do hospital – aonde havia ido visitar a sogra.</p>
<p>Sua esposa pergunta:</p>
<p>- “Como está a minha mãe ?”</p>
<p>O marido responde:</p>
<p>- “Sua mãe está muito   bem, saudável como um cavalo e ainda viverá por muito tempo, na semana   que vem ela deverá receber alta do hospital e virá morar conosco para   sempre.”</p>
<p>A esposa, surpresa, pergunta:</p>
<p>- “Como pode ser ? Ontem mesmo ela estava desenganada e a equipe médica dizia que ela deveria ter poucos dias de vida !?”</p>
<p>O marido responde:</p>
<p>- “Eu não sei como ela   estava ontem, mas hoje quando perguntei ao médico sobre o estado de sua   mãe, ele respondeu que eu deveria me preparar para o pior.…” </p

Verídico e Excelente

01/07/2008
– Bom dia, é da recepção? Eu gostaria de falar com alguém que me desse    informações sobre um paciente. Queria saber se certa pessoa está                          melhor ou piorou…<br>
<br>
– Qual e o nome do paciente?<br>
<br>
– Chama-se Celso e está no quarto 302.<br>
<br>
– Um momentinho, vou transferir a ligação para o setor de enfermagem…<br>
<br>
– Bom dia, sou a enfermeira Lourdes. O que deseja?<br>
<br>
– Gostaria de saber as condições clínicas do paciente Celso do quarto                          302, por favor!<br>
<br>
– Um minuto, vou localizar o médico de plantão.<br>
<br>
– Aqui é o Dr. Carlos plantonista. Em que posso ajudar?<br>
<br>
– Olá, doutor. Precisaria que alguém me informasse sobre a saúde do                          Celso que está internado há três semanas no quarto 302.<br>
<br>
– Ok, meu senhor, vou consultar o prontuário do paciente… Um<br>
instante só!<br>
<br>
Hummm! Aqui está: ele se alimentou bem hoje, a pressão arterial e                          pulso estão estáveis, responde bem à medicação prescrita e vai ser                          retirado do monitor cardíaco até amanhã. Continuando bem, o médico                          responsável assinará alta em três dias.<br>
<br>
– Ahhhh, Graças a Deus! São notícias maravilhosas! Que alegria!<br>
<br>
– Pelo seu entusiasmo, deve ser alguém muito próximo, certamente da família!?<br>
<br>
– Não, sou o próprio Celso telefonando aqui do 302!<br>
É que todo mundo entra e sai desta merda deste quarto e<br>
ninguém me diz porra nenhuma.<br>
<br>
Eu só queria saber como estou..….


Vou amar-te

30/06/2008
<p>O marido chega em casa e diz à mulher:<br>
</p>
<p>- Querida, hoje à noite eu vou amar-te…<br>
</p>
<p>A mulher responde:<br>
</p>
<p>- Pode ir até pra Júpiter, desde que me deixe dormir em paz!…</p>

Como arrumar um marido

27/06/2008
<p> Uma mulher escreveu  pedindo dicas sobre como   arrumar marido rico. Só isso já é engraçado, mas o  melhor da história é   que um cara deu a ela uma resposta bem  fundamentada.</p>
<p>Dela:</p>
<p> Sou uma garota linda  (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho  classe.</p>
<p> Estou querendo me    casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano. Tem   algum  homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou esposas de gente   que ganhe  isso e possa me dar algumas dicas? </p>
<p> Já namorei homens  que   ganham por volta de 200 a/&gt;250 mil, mas não consigo passar disso, e   250 mil  não vão me fazer morar em  Central Park West.</p>
<p> Conheço uma mulher  da   minha aula de ioga que casou com um banqueiro e vive em Tribeca, e  ela   não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente. Então, o que ela fez de   certo  que eu não fiz? Como eu chego ao nível dela?'</p>
<p> Christine  L. </p>
<p> Dele:</p>
<p> ‘Li sua consulta com  grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da  situação.</p>
<p> Primeiramente, não  estou gastando o seu tempo, pois ganho mais de 500 mil por  ano.</p>
<p> Isto posto,  considero   os fatos da seguinte forma: o que você oferece, visto da perspectiva  de   um homem como você procura, é simplesmente um péssimo  negócio.</p>
<p> Eis o porquê:  deixando   as firulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples. Você    entra com sua beleza física e eu entro com o dinheiro. Proposta clara,   sem  entrelinhas.</p>
<p> Mas tem um problema.    Com toda certeza, a sua beleza vai decair e um dia acabar, e o mais   provável é  que o meu dinheiro continue crescendo. Assim, em termos   econômicos, você é um  ativo sofrendo depreciação, e eu sou um ativo   rendendo  dividendos.</p>
<p> Você não somente sofre   depreciação como  essa depreciação é progressiva, sempre aumenta!   Explicando, você tem 25 anos  hoje e deve continuar linda pelos próximos   5/10 anos, mas sempre um pouco menos  a cada ano, e de repente, se você   se comparar com uma foto de hoje, verá que já  estará um caco. Isto é,   você está hoje na ‘alta’, na época ideal de ser vendida,  não de ser   comprada.</p>
<p> Usando o linguajar  de   Wall Street, quem a tem hoje deve tê-la em ‘trading position’ (posição   para  comercializar), e não de ‘buy and hold’ (compre e retenha), que é o   para quê  você se oferece…Portanto, ainda em termos comerciais,   casamento (que é um ‘buy  and hold’) com você não é um bom negócio a   médio/longo prazo, mas alugá-la pode  ser, e, em termos sociais, um   negócio razoável de que podemos cogitar é namorar. </p>
<p> Cogitar…Já    cogitando, e para certificar-me do quão ‘articulada, com classe e    maravilhosamente linda’ você seja, eu, provável futuro locatário dessa    ‘máquina’, quero o que é de praxe: fazer um ‘test  drive…'</p>
<p> Peço  marcar. </p>
O paraíso é aquele lugar onde o humor é britânico, os cozinheiros são
  franceses, os mecânicos são alemães, os amantes são brasileiros e tudo é organizado pelos suíços.
O inferno é aquele lugar onde o humor é alemão, os cozinheiros são
  britânicos, os mecânicos são franceses, os amantes são suíços e tudo é organizado pelos brasileiros.

Quando se tem estudo

17/06/2008
O dissacarídeo de fórmula C12H22O11, obtido através da fervura e da evaporação de H2O do líquido resultante da prensagem do caule da gramínea Saccharus officinarum, (Linneu, 1758) isento de qualquer outro tipo de processamento suplementar que elimine suas impurezas, quando apresentado sob a forma geométrica de sólidos de reduzidas dimensões e
restas retilíneas, configurando pirâmides truncadas de base oblonga e pequena altura, uma vez submetido a um toque no órgão do paladar de quem se disponha a um teste organoléptico, impressiona favoravelmente as papilas gustativas, sugerindo impressão sensorial equivalente provocada pelo mesmo dissacarídeo em estado bruto, que ocorre no líquido nutritivo da alta viscosidade, produzindo nos órgãos especiais existentes na Apis mellifera.(Linneu, 1758) No entanto, é possível comprovar experimentalmente que esse dissacarídeo, no estado físico-químico descrito e apresentado sob aquela forma geométrica, apresenta considerável resistência a modificar apreciavelmente suas dimensões quando submetido a tensões mecânicas de compressão ao longo do seu eixo em conseqüência da pequena capacidade de deformação que lhe é peculiar.
QUANDO SE TEM MESTRADO
A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo processo de purificação e refino, apresentando-se sob a forma de pequenos sólidos tronco-piramidais de base retangular, impressiona agradavelmente o paladar, lembrando a sensação provocada pela mesma sacarose produzida pelas abelhas em um peculiar líquido espesso e nutritivo. Entretanto, não altera suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão axial em conseqüência da aplicação de compressões equivalentes e opostas.
QUANDO SE TEM GRADUAÇÃO
O açúcar, quando ainda não submetido à refinação e, apresentando-se em blocos sólidos de pequenas dimensões e forma tronco-piramidal, tem sabor deleitável da secreção alimentar das abelhas; todavia não muda suas proporções quando sujeito à compressão.
QUANDO SE TEM ENSINO MÉDIO
Açúcar não refinado, sob a forma de pequenos blocos, tem o sabor agradável do mel, porém não muda de forma quando pressionado.
QUANDO SE TEM ENSINO FUNDAMENTAL
Açúcar mascavo em tijolinhos tem o sabor adocicado, mas não é macio ou flexível.
QUANDO NÃO SE TEM ESTUDO
Rapadura é doce, mas não é mole.
<p><strong>Morrendo:</strong></p>
<p>O advogado, no leito da morte, pede uma Bíblia e começa a lê-la avidamente.</p>
<p>Todos se surpreendem com a conversão daquele homem ateu, e uma pessoa pergunta o motivo.</p>
<p>O advogado doente responde:</p>
<p>-‘Estou procurando alguma brecha na lei'</p>
<p> </p>
<p><strong>Veneno:</strong></p>
<p>Em uma audiência tumultuada, a promotora vira-se para o advogado e diz:</p>
<p>-‘Doutor, o senhor é tão irritante que, se fosse sua mulher, colocaria veneno no seu café!’ </p>
<p>O advogado, não menos irritado, responde: -‘Ora, Excelência, se eu fosse seu marido, tomaria com prazer tal café… ‘</p>
<p> </p>
<p><strong>Bebida?</strong></p>
<p>Dois advogados saem do   escritório cansados… Com a gravata semi-aberta, o cigarro no canto da   boca depois de um dia estafante de trabalho, um vira para o outro e   pergunta:</p>
<p>-‘Vamos tomar alguma coisa?'</p>
<p>O outro arregala os olhos empolgado e responde:</p>
<p>-‘Vamos!!! De quem????'</p>
<p> </p>
<p><strong>Perguntas</strong></p>
<p>O sujeito chega para um amigo, advogado e diz:</p>
<p>-‘Quanto você cobra para me responder duas perguntas?'</p>
<p>-‘Quinhentos reais! Qual é a segunda?'</p>
<p> </p>
<p><strong>Idiota</strong></p>
<p>O filho, advogado recém-formado, chega todo sorridente para contar a novidade para o pai, advogado titular do escritório:</p>
<p>-‘Papai! Papai! Em apenas um dia, resolvi aquele processo em que você esteve trabalhando por dez anos!'</p>
<p>O pai aplica um safanão na orelha do filho e berra:</p>
<p>-‘Idiota! Imbecil! Debilóide! Esse processo é que nos sustentou nos últimos dez anos!'</p>
<p> </p>
<p><strong>Pai e filho</strong></p>
<p>Dois advogados, pai e filho, conversam:</p>
<p>-‘Papai! Estou desesperado. Não sei o que fazer. Perdi aquela causa!'</p>
<p>-‘Meu filho, não se preocupe. Advogado não perde causa. Quem perde é o cliente!'</p>
<p><strong>Juntos</strong></p>
<p>Dois advogados, sócios em um escritório, saem juntos e vão almoçar. Já no meio da refeição um vira para o outro e reclama:</p>
<p>-‘Puxa vida, esquecemos de trancar o escritório!’, e o outro responde:</p>
<p>-‘Não se preocupe, estamos os dois aqui.'</p>
<p> </p>
<p><strong>Absolvido</strong></p>
<p>Num julgamento o Juiz pergunta ao réu:</p>
<p>-‘Como o senhor matou sua esposa?'</p>
<p>-‘A chifradas, meritíssimo!'</p>
<p>-‘Absolvido! Legítima defesa.'</p>
<p> </p>
<p><strong>Na Faculdade</strong></p>
<p>Aluno de Direito ao fazer prova oral.</p>
<p>-‘O que é uma fraude?'</p>
<p>-‘É o que o senhor, Professor, está fazendo’, responde o aluno.</p>
<p>O professor fica indignado.</p>
<p>-‘Ora essa, explique-se.'</p>
<p>Então diz o aluno:</p>
<p>-‘Segundo o Código Penal, ‘comete fraude todo aquele que se aproveita da ignorância do outro para o prejudicar’.</p>
<p> </p>
<p><strong>No ar</strong></p>
<p>O avião estava com   problemas nos motores e o piloto pediu às comissárias de bordo para   prepararem os passageiros para uma aterrissagem forçada.</p>
<p>Depois, ele chama uma atendente para saber se tudo está bem na cabine e ela responde:</p>
<p>- ‘Todos estão   preparados, com cinto de segurança e na posição adequada, menos um   advogado, que está entregando o seu cartão aos passageiros!'</p>
<p> </p>
<p><strong>Pessoas diferentes</strong></p>
<p>Certo dia estavam dois   homens caminhando por um cemitério quando se depararam com uma sepultura   recente. Na lápide lia-se: ‘Aqui jaz um homem honesto e advogado   competente’.</p>
<p>Ao terminar a leitura um virou-se para o outro e disse:</p>
<p>-‘Desde quando estão enterrando duas pessoas na mesma cova?'</p>
<p> </p>
<p><strong>Três peguntas</strong></p>
<p>Quais são as 3 frases mais utilizadas por um advogado?</p>
<p>1- Você tem dinheiro?</p>
<p>2- Pode arrumar mais?</p>
<p>3- Você tem alguma coisa que possa vender?</p>
<p> </p>
<p><strong>Diferenças</strong></p>
<p>Sabe qual a diferença entre Juizes de primeira Instância e os de Segunda?</p>
<p>Os primeiros pensam que são Deus….</p>
<p>Os outros já têm certeza!!!</p>
<p> </p>
<p><strong>Atropelamento</strong></p>
<p>Dois trabalhadores   estavam caminhando pelo acostamento da Via Dutra, voltando de uma   Indústria onde haviam trabalhado duro o dia inteiro, quando um Advogado,   que vinha a toda velocidade no seu carro importado, atropela os dois.</p>
<p>Um deles atravessou o   pára-brisa e caiu dentro do carro do Advogado, enquanto o outro voou bem   longe, a uns dez metros do local do atropelamento.</p>
<p>Três meses depois, eles   saíram do Hospital e, para surpresa geral, foram direto para a   cadeia….Um, por ‘invasão de domicílio’ e o outro por ‘se evadir do   local do acidente.</p>

Advogados danados de bom

15/06/2008
<p>De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas.</p>
<p>Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto.</p>
<p>Mas a natureza humana não é muito paciente.</p>
<p>Temos pressa em tudo! Aí acontecem os atropelos do destino,<br>
  aquela situação que você mesmo provoca,<br>
  por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.</p>
<p>Mas alguém poderia dizer: – Mas qual é esse tempo certo?</p>
<p>Bom, basta observar os sinais.</p>
<p>Geralmente quando alguma   coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, pequenas   manifestações do cotidiano enviarão sinais indicando o caminho certo.</p>
<p>Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido,<br>
  uma observação qualquer.</p>
<p> Mas com certeza,o   sincronismo se encarregará de colocar você no lugar certo,na hora certa,   no momento certo, diante da situação ou da pessoa certa!</p>
<p>Basta você acreditar que nada acontece por acaso</p>

Nada por acaso

06/06/2008
Era uma vez uma velhinha que sabia andar de moto.<br>
<br>
Todo dia ela passava pela fronteira montada na   motocicleta, com um   bruta saco atrás. O pessoal da  alfândega (tudo malandro velho) começou a   desconfiar da velhinha.<br>
Um dia, quando ela vinha na moto com o saco atrás, o   fiscal da alfândega mandou ela parar.<br>
<br>
A velhinha parou e então o fiscal perguntou assim para ela:<br>
<br>
– Escuta aqui, vovózinha, a senhora passa todo dia por aqui, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva  nesse saco?<br>
<br>
A velhinha sorriu com os poucos dentes que lhe restavam e mais os outros, que ela adquirira no                          dentista, respondeu:<br>
<br>
– É areia!<br>
<br>
Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que não era   areia  nenhuma e mandou a velhinha saltar da moto para examinar o saco. A   velhinha saltou, o fiscal esvaziou  o saco e dentro só tinha areia.   Muito encabulado, ordenou a velhinha que fosse em frente. Ela montou na    moto e foi embora, com o saco de areia atrás.<br>
Mas o fiscal ficou mais desconfiado ainda.   Talvez a velhinha passasse um dia com areia e no outro com muamba,   dentro daquele maldito saco.<br>
<br>
No dia seguinte, quando ela passou na moto com o   saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que ela levava   no saco e ela respondeu que era “areia, uai!”. O fiscal examinou e era   areia mesmo.<br>
<br>
Durante um mês seguido o fiscal interceptou a   velhinha  e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.<br>
<br>
Diz que foi aí que o fiscal se chateou:<br>
<br>
– Olha, vovózinha, eu sou fiscal da alfândega há mais de 40 anos.<br>
<br>
Manjo essa coisa de contrabando pra burro. Ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista.<br>
<br>
– Mas no saco só tem areia! – <br>
<br>
Insistiu a velhinha e já  ia tocar a moto, quando o fiscal propôs:<br>
<br>
– Eu prometo à senhora que deixo a senhora   passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém, mas a   senhora vai me dizer: qual o contrabando que a senhora está passando   aqui todos os dias?<br>
<br>
– O senhor promete que não ‘espáia’? Quis saber a velhinha.<br>
<br>
– Juro!!! Respondeu o fiscal<br>
<br>
– É moto.

O discípulo

06/06/2008

Luiz Fuinha parou o caminhão na frente da loja do turco Mamede e fala pra ele:

– “Seu Mamede, tem aqui um caminhão de arroz sem nota, o preço é metade, o siô aceita?”

– “Claro que Mamede   aceita” e vira-se para o filho “Caledinho, vai na esquina e se abarecer o   fiscal vem correndo pra visá Bábai”.

Começam a descarga e, no meio, aparece Caledinho, correndo apavorado:

– “Bábai! Bábai!… Fiscal vem vindo!”*

– “Bára tudo e volta carregar” grita Mamede.

Chega o fiscal:

– “Venda grande não é seu Mamede?”

-“Ôh ôh, melhó venda de ano que Mamede feis…”

– “E isso aí tem nota?”*

– “Ainda num tem nota   borquê Mamede está esberando carregar bra ver quanto mercadoria quê cabe   na caminhón… daí, Mamede tira nota.”

– “Não pode! A nota fiscal tem de ser emitida antes de carregar é a política do governo atual”

<p>- Ah! Antão bára tudo, que Mamede non qué broblema com receita!… Volta descarregar tudo caminhón e guardar lá dentro do loja!”</p>

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.